Fo­ro mui­to es­pe­ci­al

Folha De S.Paulo - - Opinião -

SÃO PAU­LO - Há nes­te país al­guns ho­mens re­al­men­te de mui­ta sor­te.

Ro­me­ro Ju­cá é um de­les. In­ves­ti­ga­ção so­bre o se­na­dor tra­mi­tou por 14 anos no STF até ser ar­qui­va­da por pres­cri­ção dos su­pos­tos cri­mes. Não é que ele foi ino­cen­ta­do. Co­mo mos­trou re­por­ta­gem da Fo­lha, a apu­ra­ção foi mar­ca­da por uma sé­rie de pro­ble­mas, en­tre eles um pe­di­do de vis­ta de cin­co anos, tem­po que o mi­nis­tro Gil­mar Men­des le­vou —em te­se— pa­ra re­fle­tir so­bre o as­sun­to.

Ou­tro ho­mem de sor­te cha­ma-se Mi­chel Te­mer. Inqué­ri­to to­ca­do pe­la PF e pe­la PGR pro­cu­ra —em te­se— sa­ber se em­pre­sas do se­tor por­tuá­rio de­ram van­ta­gem in­de­vi­da ao pre­si­den­te e a ou­tras pes­so­as. A in­ves­ti­ga­ção, po­rém, pou­pou os si­gi­los te­lefô­ni­co, ban­cá­rio e fis­cal dos en­vol­vi­dos na sus­pei­ta, co­mo mos­trou ou­tra re­por­ta­gem do jor­nal.

Ain­da as­sim, o di­re­tor-ge­ral da PF, Fer­nan­do Se­go­via, achou por bem opi­nar em pú­bli­co so­bre o tra­ba­lho em andamento: em en­tre­vis­ta à Reuters, cri­ti­cou a qua­li­da­de das pro­vas.

Em um ca­so e no ou­tro, es­tão en­vol­vi­dos —em te­se, sem­pre em te­se— os me­lho­res ins­tru­men­tos de in­ves­ti­ga­ção dis­po­ní­veis por aqui: os ma­gis­tra­dos da cor­te su­pre­ma, a na­ta da Pro­cu­ra­do­ria, a po­lí­cia mais bem pre­pa­ra­da pa­ra le­van­tar in­for­ma­ções.

Na prá­ti­ca, tu­do is­so so­ma­do re­sul­ta em evi­den­te im­pu­ni­da­de, em­ba­la­da num cris­tal cha­ma­do fo­ro es­pe­ci­al. O pro­ble­ma é tão ní­ti­do que al­gu­ma so­lu­ção ha­ve­ria de es­tar a ca­mi­nho. Mas is­so é em te­se. Na prá­ti­ca, a Câ­ma­ra sen­tou em ci­ma do pro­je­to apro­va­do no Se­na­do pa­ra re­du­zir a abran­gên­cia do fo­ro, co­mo mos­trou a Fo­lha nes­ta se­ma­na.

Por mais res­pei­tá­veis que se­jam, os ar­gu­men­tos a fa­vor do fo­ro es­pe­ci­al con­têm um pe­ca­do de ori­gem: sim­ples­men­te não re­sol­vem o pro­ble­ma.

Na prá­ti­ca, co­mo de­fi­niu o mi­nis­tro Luís Ro­ber­to Bar­ro­so, do Su­pre­mo, “a eli­te do­mi­nan­te cri­ou um sis­te­ma pe­nal que a man­tém imu­ne do al­can­ce do di­rei­to pe­nal”. Sor­te de quem per­ten­ce a es­sa eli­te. ro­ber­to.di­as@gru­po­fo­lha.com.br

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.