Me­sa­da pa­ra cri­an­ças ga­nha apps li­ga­dos aos ce­lu­la­res dos pais

Folha de S.Paulo - - Mercado - The New Your Ti­mes; tra­du­ção de Pau­lo Mi­gli­ac­ci

Não pre­ci­sa mais se pre­o­cu­par com sa­car di­nhei­ro pa­ra a me­sa­da das cri­an­ças.

Nos Es­ta­dos Uni­dos, os pais ago­ra po­dem es­co­lher en­tre di­ver­sos car­tões de dé­bi­to pré-pa­gos que lhes ofe­re­cem su­per­vi­são di­gi­tal so­bre os há­bi­tos de con­su­mo e de pou­pan­ça dos fi­lhos.

“Os pré-pa­gos re­al­men­te evo­luí­ram”, dis­se Ch­ris­ti­na Te­tre­ault, ad­vo­ga­da na di­vi­são de ser­vi­ços fi­nan­cei­ros da Con­su­mer Uni­on, uma or­ga­ni­za­ção de pro­te­ção ao con­su­mi­dor nos EUA.

As mais re­cen­tes ofer­tas in­clu­em car­tões que vêm acom­pa­nha­dos por apps ele­gan­tes, de star­tups fi­nan­cei­ras co­mo Gre­en­light, Cur­rent e goHenry.

Ao con­trá­rio dos car­tões de dé­bi­to tra­di­ci­o­nais, vin­cu­la­dos di­re­ta­men­te a con­tas-cor­ren­tes, es­ses no­vos mo­de­los pre­ci­sam ser car­re­ga­dos pe­los pais.

A goHenry re­co­men­da car­tões pa­ra cri­an­ças a par­tir dos seis anos.

Os pais têm a pos­si­bi­li­da­de de re­ce­ber men­sa­gens de tex­to ou emails quan­do seus fi­lhos fa­zem pa­ga­men­tos.

Os cri­a­do­res do car­tão di­zem que os car­tões en­co­ra­jam a pou­pan­ça.

O Gre­en­light per­mi­te que os pais fa­çam de­pó­si­tos ca­sa­dos em va­lo­res iguais aos que seus fi­lhos trans­fi­ram a uma con­ta de pou­pan­ça.

O app tam­bém per­mi­te que os pais fis­ca­li­zem os gas­tos es­co­lhen­do o ti­po de lo­ja ou res­tau­ran­te em que a cri­an­ça po­de fa­zer com­pras.

O di­nhei­ro do car­tão é se­pa­ra­do em du­as ca­te­go­ri­as: pa­ra gas­to em qual­quer lu­gar e pa­ra gas­to ape­nas em lo­jas e si­tes pré-apro­va­dos.

Cri­an­ças que te­nham ce­lu­la­res re­ce­bem sua ver­são do app, que per­mi­te que ve­ri­fi­quem sal­dos ou so­li­ci­tem a per­mis­são dos pais pa­ra com­prar um item es­pe­cí­fi­co.

O Gre­en­light con­ta com em­pre­sas co­mo a Ama­zon e dois gran­des ban­cos en­tre seus in­ves­ti­do­res, e es­tá dis­po­ní­vel des­de 2017. O app tem 200 mil usuá­ri­os pa­gan­tes, dis­se Tim She­ehan, pre­si­den­te-exe­cu­ti­vo da em­pre­sa.

O Cur­rent, cu­jos in­ves­ti­do­res in­clu­em uma di­vi­são do Fifth Third Bank, per­mi­te que pais ofe­re­çam aos fi­lhos a opor­tu­ni­da­de de ga­nhar di­nhei­ro fa­zen­do ta­re­fas ca­sei­ras. Um exem­plo: “Apa­rar a gra­ma, US$ 10”.

Quan­do a ta­re­fa es­tá pron­ta, os fun­dos são li­be­ra­dos.

Stu­art Sopp, fun­da­dor e pre­si­den­te-exe­cu­ti­vo do Cur­rent, con­tou que sua fi­lha de 9 anos tem um car­tão, e cos­tu­ma di­zer que “que­ro mais ta­re­fas”. “É um re­cur­so pa­ra os pais”, dis­se ele.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.