REEDUQUE-SE!

Além de con­su­mir ba­na­na ver­de, que tal ado­tar ati­tu­des prá­ti­cas que tam­bém vão po­ten­ci­a­li­zar a saú­de?

Glicimia, Colesterol, Triglicerides - - Primeira Página - Tex­to PAU­LA SAN­TA­NA De­sign RE­NAN OLI­VEI­RA

COM O OB­JE­TI­VO DE OFERECER AJU­DA PA­RA QUEM DE­SE­JA REEDUCAR A ALI­MEN­TA­ÇÃO COM O AUXÍLIO DA BA­NA­NA VER­DE E SU­AS VARIEDADES, MAN­TEN­DO AS­SIM A SAÚ­DE EM OR­DEM, A NU­TRI­CI­O­NIS­TA LILIAN SPEZIALLI ELABOROU DI­CAS ES­PE­CI­AIS E TOTALMENTE BE­NÉ­FI­CAS PA­RA O OR­GA­NIS­MO.

Que tal se ins­pi­rar e co­lo­cá-las em prá­ti­ca, já?

Pro­cu­re dis­tin­guir en­tre fome e von­ta­de de co­mer - fa­to­res psi­co­ló­gi­cos, co­mo a an­si­e­da­de, po­dem con­tri­buir pa­ra a com­pul­são ali­men­tar. Por is­so, ten­te re­a­li­zar as re­fei­ções sem­pre res­pei­tan­do os ho­rá­ri­os e in­gi­ra mui­tas fi­bras, a fim de man­ter a sa­ci­e­da­de pro­lon­ga­da por mais tem­po. E aten­ção: não per­ma­ne­ça mais de três ho­ras com o estô­ma­go va­zio, ok?

Não te­nha so­nhos im­pos­sí­veis em re­la­ção ao pe­so: es­ta­be­le­ça ob­je­ti­vos re­a­lis­tas. Des­sa for­ma, fi­ca mais fá­cil atin­gir sua me­ta!

Con­cen­tre-se em seu com­por­ta­men­to e não nos qui­los que de­se­ja eli­mi­nar (não se pe­se com frequên­cia). Mui­tas ve­zes, atin­gir o pe­so es­pe­ra­do po­de de­mo­rar um pou­co. Por is­so, es­ta­be­le­ça na agen­da di­as es­pe­ci­ais pa­ra as "pe­sa­gens" (po­de ser a ca­da du­as se­ma­nas ou a ca­da mês, por exem­plo).

Man­te­nha um diá­rio ali­men­tar, ma­xi­mi­zan­do a per­cep­ção da ali­men­ta­ção e evi­tan­do a ali­men­ta­ção au­to­má­ti­ca. Ou se­ja, pla­ne­je com an­te­ce­dên­cia o que for in­ge­rir no al­mo­ço, jan­tar e lan­che, pa­ra que, na ho­ra em que a fome ba­ter, as co­mi­das pron­tas e chei­as de ma­le­fí­ci­os (co­mo fast-fo­od e con­ge­la­dos) pas­sem bem lon­ge da di­e­ta!

Não fa­ça mais na­da en­quan­to co­me, co­mo as­sis­tir à te­le­vi­são ou usar a in­ter­net. Es­sas ati­tu­des po­dem cau­sar dis­tra­ções e le­var ao con­su­mo de mais quan­ti­da­de de co­mi­da do que de­ve­ria.

Ja­mais co­ma an­dan­do ou sen­ta­do ao so­fá. O cor­re­to é se sen­tar à me­sa, pois, des­sa for­ma, vo­cê pres­ta­rá mai­or aten­ção na quan­ti­da­de de ali­men­to que es­tá con­su­min­do.

Mas­ti­gue os ali­men­tos va­ga­ro­sa­men­te. Es­sa ati­tu­de faz to­da a di­fe­ren­ça no que re­me­te à sa­ci­e­da­de, pois o cé­re­bro de­mo­ra cer­ca de 30 mi­nu­tos pa­ra emi­tir o si­nal de que o estô­ma­go es­tá sa­tis­fei­to.

Pre­pa­re-se com an­te­ce­dên­cia pa­ra even­tos es­pe­ci­ais e si­tu­a­ções que po­dem co­lo­car seu ema­gre­ci­men­to em ris­co. Se for a uma fes­ta no sá­ba­do, con­tro­le-se mais no de­cor­rer da se­ma­na ou co­ma al­go le­ve an­tes de sair de ca­sa - co­mo uma sa­la­da -, pa­ra não che­gar ao lo­cal com mui­ta fome.

Co­me­ter al­guns des­li­zes no meio do ca­mi­nho é nor­mal. O mais im­por­tan­te de tu­do é não de­sis­tir na pri­mei­ra di­fi­cul­da­de.

Lem­bre-se: le­var a re­e­du­ca­ção ali­men­tar até o fim pro­mo­ve­rá be­ne­fí­ci­os du­ra­dou­ros por to­da a vi­da!

Use uma lis­ta du­ran­te as com­pras e ja­mais vá ao su­per­mer­ca­do em je­jum ou com fome: es­sa ati­tu­de po­de in­du­zir a com­prar ali­men­tos des­ne­ces­sá­ri­os ou ca­ló­ri­cos de­mais, co­mo gu­lo­sei­mas.

Di­ca ex­tra: or­ga­ni­ze sua des­pen­sa!

Man­te­nha ali­men­tos sau­dá­veis à vis­ta e evi­te dei­xar pro­du­tos pou­co sau­dá­veis nos ar­má­ri­os e na ge­la­dei­ra. Quan­do eles es­tão ao al­can­ce, fi­ca mais di­fí­cil de re­sis­tir ao seu con­su­mo.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.