Sim­ples e di­re­to

Ou­ça Ple­a­se Ple­a­se Me, With The Be­a­tles

GRANDES ÍDOLOS DA MÚSICA - John Lennon - - A Obra -

Qu­an­do os Be­a­tles en­tra­ram pe­la pri­mei­ra vez nos es­tú­di­os da Ab­bey Ro­ad co­mo ar­tis­tas pro­fis­si­o­nais eram jo­vens com pou­co mais de 20 anos, mas com ex­pe­ri­ên­cia de te­rem to­ca­do mú­si­cas de gran­des no­mes do rock na épo­ca. Além dis­so, co­mo não ti­nham di­nhei­ro pa­ra com­prar par­ti­tu­ras, apren­de­ram a de­ci­frar as har­mo­ni­as e as le­tras com seu es­for­ço. Ou se­ja, sa­bi­am co­mo um gran­de su­ces­so era fei­to.

A re­cei­ta era bá­si­ca: mú­si­cas sim­ples e ca­ti­van­tes. “Eram can­ções pop às quais nos de­di­cá­va­mos ba­si­ca­men­te pa­ra cri­ar um som. As le­tras eram qua­se ir­re­le­van­tes”, re­cor­da John. Se as le­tras não eram pro­fun­das, elas har­mo­ni­za­vam com os ar­ran­jos fei­tos pe­lo gru­po.

Com o tem­po, John e Paul apren­de­ram a iden­ti­fi­car o que seu pú­bli­co que­ria: can­ções com as quais se iden­ti­fi­cas­sem. Por is­so, os tí­tu­los ti­nham re­fe­rên­ci­as di­re­tas com “you” ou “your” (vo­cê e sua, em in­glês): From Me To You, I Want To Hold Your Hand, She Lo­ves You. Ape­sar de uma cer­ta ape­la­ção, eles co­me­ça­vam a fi­car ca­da vez mais ma­du­ros e se­gu­ros pa­ra com­por.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.