Na­da se­rá co­mo an­tes

Ou­ça Sgt Pep­per’s Lo­nely He­arts Club Band

GRANDES ÍDOLOS DA MÚSICA - John Lennon - - A Obra -

Após o úl­ti­mo show, a banda ti­rou lon­gas e me­re­ci­das fé­ri­as. Qu­an­do vol­ta­ram aos es­tú­di­os, de­ci­di­ram que era mo­men­to de fa­zer tu­do di­fe­ren­te. O pro­du­tor Ge­or­ge Mar­tin es­ta­va com dú­vi­das so­bre o que que­ri­am. “Ora, é mui­to sim­ples. A gen­te não qu­er mais es­se pa­pel dos Fab Four bo­ni­ti­nhos. A gen­te não vai mais dar ne­nhum show, as­sim va­mos po­der fa­zer uma mú­si­ca im­pos­sí­vel de apre­sen­tar no pal­co. Que­re­mos fa­zer o nos­so me­lhor ál­bum e le­var o tem­po que for pre­ci­so”. Len­non – e os ou­tros – sa­bi­am o que que­ri­am.

Nas pri­mei­ras sessões, John gra­vou o sin­gle Straw­ber­ry Fi­elds Fo­re­ver, na qual re­la­ta su­as vi­vên­ci­as de in­fân­cia, em que pa­re­cia “ver as coi­sas de uma ma­nei­ra di­fe­ren­te da mai­o­ria das pes­so­as”. Mas ele não es­ta­va tão en­vol­vi­do nos pro­ces­sos de Sgt Pep­per’s Lo­nely He­arts Club Band, tal­vez por cau­sa das drogas ou por não con­se­guir li­dar com a in­ten­si­da­de cri­a­ti­va de Paul.

Ain­da as­sim, John es­cre­veu, en­tre ou­tras, Lucy In The Sky With Di­a­monds (que di­zia não ser so­bre LSD), e A Day In The Li­fe, em que o pro­du­tor Ge­or­ge Mar­tin con­se­guiu jun­tar me­ta­de da le­tra de Len­non com ou­tra par­te de Paul. No fi­nal, os Be­a­tles pro­du­zi­am uma obra tão pe­cu­li­ar que se tor­nou uma re­fe­rên­cia des­de en­tão, além de ter em­ba­la­do o mo­vi­men­to da con­tra­cul­tu­ra no fi­nal dos anos 60.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.