CAR­REI­RA

GRANDES ÍDOLOS DA MÚSICA - NIRVANA - EDIÇÃO DE COLECIONADOR - - Frances Bean Cobain -

Co­mo ar­tis­ta vi­su­al, o prin­ci­pal tra­ba­lho de Fran­ces foi uma co­le­ção de ar­te cha­ma­da Scum­fuck, lan­ça­da sob o pseudô­ni­mo de Fid­dle Tim, no ano de 2010. Su­as obras fo­ram ex­pos­tas na ga­le­ria La Luz de Je­sus, na ci­da­de de Los An­ge­les. An­tes dis­so, ela já ha­via fei­to tra­ba­lhos internos pa­ra a re­vis­ta Rol­ling Sto­ne, de ju­nho a agos­to de 2008.

Po­rém, des­de pe­que­na, a ga­ro­ta sem­pre es­te­ve en­vol­vi­da com en­sai­os fo­to­grá­fi­cos e cam­pa­nhas pu­bli­ci­tá­ri­as. Em 2006, por exem­plo, a re­vis­ta El­le pro­mo­veu um ar­ti­go so­bre fi­lhos de es­tre­las do rock ves­tin­do rou­pas de seus pais – e Fran­ces apa­re­ceu tra­jan­do o fa­mo­so car­di­gã mar­rom e uma cal­ça de pi­ja­ma de Kurt.“Usei seu pi­ja­ma por­que ele se ca­sou ne­le com mi­nha mãe, em 1992, no Hawaii. Ele era pre­gui­ço­so de­mais pa­ra co­lo­car um ter­no”, re­ve­lou à re­por­ta­gem.

Em ja­nei­ro de 2017, Fran­ces foi anun­ci­a­da co­mo a mais no­va es­tre­la da gri­fe Marc Ja­cobs. E foi o pró­prio es­ti­lis­ta qu­em fez o co­mu­ni­ca­do, atra­vés de sua con­ta ofi­ci­al no Ins­ta­gram:“Eu co­nhe­ci Fran­ces quan­do ela ti­nha 2 anos. Sem­pre quis tra­ba­lhar com ela. Sua be­le­za, sin­gu­la­ri­da­de e for­ça são coi­sas que eu ad­mi­ro e res­pei­to há mui­to tem­po”, es­cre­veu Ja­cobs.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.