Aman­te de alu­guel

Guia Astral - - Sexo Gostoso -

“Me chu­pe até eu go­zar!”

Um dia es­ta­va so­zi­nha em ca­sa e re­sol­vi contratar um aman­te de alu­guel. Nun­ca ti­nha tran­sa­do com um ga­ro­to de pro­gra­ma, en­tão es­ta­va bem ner­vo­sa. Quan­do ele che­gou em mi­nha ca­sa, aten­di ti­mi­da­men­te a porta, mas só de olhar aque­le mo­re­no gos­to­so fi­quei ex­ci­ta­da e já pe­di pa­ra ele re­a­li­zar um de­se­jo: ser meu es­cra­vo se­xu­al. Ele acei­tou e já co­me­ça­mos a nos bei­jar e ti­rar nos­sas rou­pas. Ele se ajo­e­lhou e lam­beu mi­nhas co­xas e co­me­çou a fa­zer o melhor se­xo oral da mi­nha vi­da. Eu dis­se: ‘es­cra­vo, me chu­pe até eu go­zar!’. Não de­mo­rou mui­to! En­tão, ele me amar­rou com uma echar­pe na ca­be­cei­ra e, abrin­do bem as mi­nhas per­nas, pe­ne­trou fun­do, bem for­te. Aí eu gri­tei, ge­mi al­to e, cla­ro, go­zei mais uma vez. Nun­ca sen­ti tan­to pra­zer na mi­nha vi­da em uma mes­ma noi­te.

Mag­da

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.