Spas agre­gam re­quin­te e no­vas re­cei­tas à ho­te­la­ria

Hoteis - - Sumário -

Tra­ta­men­tos de be­le­za e bem- es­tar ga­nham ca­da vez mais es­pa­ço nos ho­téis, pro­por­ci­o­nan­do ao hós­pe­de uma ex­pe­ri­ên­cia mais agra­dá­vel du­ran­te sua hos­pe­da­gem

O mer­ca­do dos spas no Bra­sil tem cres­ci­do mui­to nas úl­ti­mas dé­ca­das e a ho­te­la­ria tem vis­to com bons olhos es­te ser­vi­ço, que po­de agre­gar mui­to mais va­lor aos ser­vi­ços pres­ta­dos. Da­dos da ABC Spas – As­so­ci­a­ção Bra­si­lei­ra de Clí­ni­cas e Spas apon­tam que o seg­men­to mo­vi­men­tou no ano de 2012 mais de R$ 370 mi­lhões nos di­fe­ren­tes ti­pos de spas do Bra­sil, que so­mam em mé­dia mais de 1000 em­pre­en­di­men­tos. Atu­al­men­te, exis­tem três mo­da­li­da­des

de spa, sen­do: Urbano, que re­pre­sen­ta 75% da ma­lha de em­pre­en­di­men­tos no Bra­sil, o qual é es­ta­be­le­ci­do den­tro de ci­da­des e é fo­ca­do es­pe­ci­al­men­te no com­ba­te ao stress, mas tam­bém pres­ta ser­vi­ços es­té­ti­cos, es­te agre­ga vá­ri­as mo­da­li­da­des de tra­ta­men­tos em al­gu­mas ho­ras; Spa Re­sort/ Ho­tel, o qual re­pre­sen­ta 18% dos em­pre­en­di­men­tos, e con­ta com ser­vi­ços di­re­ci­o­na­dos es­pe­ci­al­men­te ao hós­pe­de. Nes­sa mo­da­li­da­de, a de­man­da do spa é afe­ta­da di­re­ta­men­te pe­la ocu­pa­ção do ho­tel. Em ge­ral, quan­to mai­or a pro­xi­mi­da­de do em­pre­en­di­men­to dos cen­tros ur­ba­nos, mais é pos­sí­vel ex­plo­rar a de­man­da “lo­cal” e de “não hós­pe­des”, mas o gran­de en­fo­que nos ser­vi­ços é pa­ra o hós­pe­de do ho­tel. E o Spa Des­ti­no, que re­pre­sen­ta 7% do to­tal de spas no Bra­sil, e tem co­mo prin­ci­pal ob­je­ti­vo ofe­re­cer tra­ta­men­tos com­ple­tos com ob­je­ti­vos pré- de­fi­ni­dos, on­de o cli­en­te pas­sa por vá­ri­os di­as de tra­ta­men­to e só sai após ter o seu ob­je­ti­vo al­can­ça­do. Es­ses em­pre­en­di­men­tos fi­cam lo­ca­li­za­dos lon­ge dos gran­des cen­tros ur­ba­nos do Bra­sil.

Con­cei­to mi­le­nar

Des­de os pri­mór­di­os da hu­ma­ni­da­de, mui­tas ci­vi­li­za­ções an­ti­gas ve­ne­ra­vam a água co­mo mé­to­do de cu­ra do cor­po, quan­do guer­rei­ros fi­ca­vam imer­sos em ba­nhei­ras com águas ter­mais pa­ra cu­rar as fe­ri­das cau­sa­das pe­la gu­er­ra. Exis­tem mui­tas de­fi­ni­ções da pa­la­vra ‘ spa’. Al­guns di­zem que ela re­fe­re­se ao ter­mo em la­tim, o qual sig­ni­fi­ca “Sa­lut per Aqua”, ou “saú­de que vem da água”. Se for­mos pro­cu­rar no di­ci­o­ná­rio o sig­ni­fi­ca­do da pa­la­vra, en­con­tra­mos a se­guin­te de­fi­ni­ção: “Cer­to bal­neá­rio da Bél­gi­ca. / Lo­cal de re­pou­so e re­cu­pe­ra­ção ( bal­neá­rio, di­e­ta,

aten­di­men­to mé­di­co etc.)”. Es­te lo­cal bel­ga con­ti­nha uma nas­cen­te de água quen­te e era mui­to fre­quen­ta­do por pes­so­as a procura de um ba­nho re­la­xan­te e re­e­ner­gi­zan­te.

Ho­je, o mer­ca­do de spas es­tá em fran­co cres­ci­men­to, com di­fe­ren­tes tra­ta­men­tos que evo­lu­em cons­tan­te­men­te. Atu­al­men­te, a con­cep­ção des­ta mo­da­li­da­de de tra­ta­men­to se tor­nou mui­to am­pla, ali­an­do o cui­da­do do cor­po, men­te e es­pí­ri­to atra­vés de di­fe­ren­tes téc­ni­cas tra­di­ci­o­nais e ino­va­do­ras. Ago­ra, os ser­vi­ços agre­gam tra­ta­men­tos cor­po­rais os quais en­glo­bam pre­ven­ção e cu­ra, te­ra­pi­as de bem- es­tar, be­le­za e re­la­xa­men­to, di­fe­ren­tes ba­nhos e ri­tu­ais do cor­po e men­te, re­la­xa­men­to e be­le­za, além de ati­vi­da­des de me­di­ta­ção co­mo o yo­ga, e tam­bém exer­cí­ci­os de pi­la­tes, os quais re­pro­gra­mam o cor­po e a men­te. Os ho­téis já des­co­bri­ram que man­ter um bom spa é uma for­ma de atrair um no­vo ti­po de hós­pe­de que se pre­o­cu­pa com saú­de e bem es­tar e ca­da vez mais os ho­mens fre­quen­tam es­te es­pa­ço.

Spa Mé­di­co

O re­sort Vi­la Ga­lé Cum­bu­co, si­tu­a­do em Cau­caia ( CE), con­ta com um spa com di­fe­ren­tes tra­ta­men­tos fo­ca­dos em pro­pi­ci­ar ao hós­pe­de o bem- es­tar do cor­po e da men­te. O Sat­san­ga Spa Mé­di­co pos­sui um Cen­tro de Lon­ge­vi­da­de e Vi­ta­li­da­de com te­ra­pi­as atra­vés das águas. O lo­cal é co­or­de­na­do pe­lo mé­di­co ge­ri­a­tra, Dr. Mar­cus Cas­te­lar Maia, e pos­sui di­fe­ren­tes tec­no­lo­gi­as que au­xi­li­am no cam­po da me­di­ci­na pre­ven­ti­va e pre­di­ti­va, sem­pre aten­den­do as ne­ces­si­da­des do cli­en­te no âm­bi­to do bem- es­tar e da saú­de, sem­pre sob o olhar mé­di­co.

De acor­do com Di­re­tor de ope­ra­ções do Vi­la Ga­lé, José Antô­nio Bas­tos, a ideia em im­plan­tar o Spa, sur­giu há vá­ri­os anos no Ho­tel Vi­la Ga­lé Praia, em Por­tu­gal, que após ter so­fri­do pro­fun­das obras de re­no­va­ção, reabriu com um con­cei­to dis­po­ní­vel ape­nas pa­ra pes­so­as com mais de 16 anos e ca­rac­te­ri­za-se pe­lo re­quin­te e ser­vi­ço per­so­na­li­za­do que pro­por­ci­o­na a to­dos os seus cli­en­tes. “O su­ces­so e ade­são dos cli­en­tes foi ime­dia-

to. As­sim, de­ci­di­mos re­pli­car o con­cei­to do SPA Sat­san­ga às no­vas uni­da­des que fo­mos abrin­do. Ho­je, a mar­ca, con­cei­to e pa­drões de aten­di­men­to e qua­li­da­de, são da Vi­la Ga­lé, e a ope­ra­ção é ter­cei­ri­za­da. A exis­tên­cia de spa agre­ga mui­to va­lor e com­ple­men­ta a ga­ma de ser­vi­ços ofe­re­ci­dos aos nos­sos hós­pe­des, pos­si­bi­li­tan­do em la­zer ou ne­gó­ci­os, usu­fruir de mo­men­to de re­la­xa­men­to e be­le­za, num am­bi­en­te es­pe­ci­al­men­te pre­pa­ra­do pa­ra is­so”, con­ta.

O Stat­san­ga Spa Mé­di­co do Vi­la Ga­lé Cum­bu­co con­ta com te­ra­pi­as iné­di­tas no Nor­des­te bra­si­lei­ro, co­nhe­ci­das co­mo Du­che Vi­chy e Ham­mann em uma es­tru­tu­ra de 3.000 m ² , dis­tri­buí­dos em 14 sa­las de aten­di­men­to, pis­ci­nas, sau­nas, ba­nhos e du­chas te­ra­pêu­ti­cas. O lo­cal con­ta com uma equi­pe mé­di­ca for­ma­da por mé­di­cos ge­ri­a­tras, fi­si­o­te­ra­peu­tas, edu­ca­do­res fí­si­cos, psi­có­lo­gos, nu­tri­ci­o­nis­tas, mas­so­te­ra­peu­tas, além da equi­pe de apoio.

Os tra­ta­men­tos do spa são di­vi­di­dos ca­te­go­ri­as, sen­do: Car­pe Di­em Spa, o qual ofe­re­ce a Ca­mi­nha­da Ori­en­ta­da na praia – Ati­vi­da­de fí­si­ca ao ar- li­vre, mo­ni­to­ra­da e acom­pa­nha­da; Re­fle­xo­te­ra­pia – Es­tí­mu­lo de áre­as re­fle­xas dos pés que ob­je­ti­va re­e­qui­li­brar a cir­cu­la­ção da ener­gia; Mas­sa­gem CELOVI - Ins­pi­ra­da na har­mo­nia do mar, as mãos do te­ra­peu­ta dan­çam co­mo as on­das pro­por­ci­o­nan­do bem es­tar e con­for­to, e o Cir­cui­to Ter­ma Li­vre, o qual reú­ne ati­vi­da­des na Pis­ci­na, Ja­cuz­zi, du­chas te­ra­pêu­ti­cas, sau­na se­ca e ba­nho tur­co.

A se­gun­da ca­te­go­ria de tra­ta­men­tos ofe­re­ci­da pe­lo es­pa­ço é o Aqua Spa, o qual con­ta com os ser­vi­ços: Wat­su - Te­ra­pia que uti­li­za a le­ve­za do cor­po na água, apli­can­do téc­ni­cas su­a­ves que pro­por­ci­o­nam re­la­xa­men­to com­ple­to; Ham­man – Hi­dro­te­ra­pia que com­bi­na os efei­tos dos va­po­res e da es­fo­li­a­ção, que jun­tos pro­mo­vem a de­sin­to­xi­ca­ção e pu­ri­fi­ca­ção cor­po­ral; Hy­dra – Tra­ta­men­to de lim­pe­za e nu­tri­ção que de­vol­ve à pe­le a con­di­ção ide­al de hi­dra­ta­ção e su­a­vi­da­de; e o Cir­cui­to Ter­ma Li­vre.

Ou­tra ca­te­go­ria de tra­ta­men­tos do em­pre­en­di­men­to é a Spa De­tox, a qual ofe­re­ce as se­guin­tes op­ções: Du­che Vi­chy – Te­ra­pia que con­ci­lia os be­ne­fí­ci­os da hi­dro­te­ra­pia, da ter- mo­te­ra­pia e da mas­so­te­ra­pia; Re­fle­xo­te­ra­pia – Es­tí­mu­lo de áre­as re­fle­xas dos pés que ob­je­ti­va re­e­qui­li­brar a cir­cu­la­ção da ener­gia; Mas­sa­gem Sat­san­ga Crâ­nio Fa­ci­al – Alí­vio de ten­sões do pes­co­ço e dos om­bros e no re­la­xa­men­to dos mús­cu­los fa­ci­ais e do cou­ro ca­be­lu­do; e o Cir­cui­to ter­mal li­vre.

Tra­ta­men­to mas­cu­li­no

Si­tu­a­do no ho­tel Grand Hyatt São Pau­lo, na ca­pi­tal pau­lis­ta, o Ama­nary Spa ofe­re­ce aos seus hós­pe­des e cli­en­tes di­fe­ren­tes tra­ta­men­tos tan­to pa­ra o pú­bli­co mas­cu­li­no quan­to pa­ra o feminino, sem­pre res­pei­tan­do os pa­drões in­ter­na­ci­o­nais da re­de Hyatt. Atu­al­men­te, do seu pú­bli­co to­tal, 50% são ho­mens, o que re­pre­sen­ta que não só as mu­lhe­res se in­te­res­sam em seu bem- es­tar. De acor­do com Ana Flo­res, Ge­ren­te do Ama­nary Spa e ge­ren­te Se­ni­or pa­ra os Spas Hyatt das Amé­ri­cas, “O spa com­ple­men­ta a ex­pe­ri­ên­cia do hós­pe­de no ho­tel. Con­si­de­ra­mos que o hós­pe­de es­tá fo­ra de sua zo­na de con­for­to e pre­ci­sa­mos ofe­re­cer to­das as op­ções de cui­da­dos e mi­mos pa­ra tor­nar sua per­ma­nên­cia co­nos­co ines­que­cí­vel. Nor­mal­men­te os spas são mais fre­quen­ta­dos por mu­lhe­res mas no ca­so es­pe­cí­fi­co do Ama­nary spa, ele é fre­quen­ta­do igual­men­te por ho­mens e mu­lhe­res. O fa­to de nos­so ho­tel ser de ne­gó­ci­os, o pú­bli­co mas­cu­li­no sen­te- se mui­to a von­ta­de em nos­so am­bi­en­te”, co­men­ta a exe­cu­ti­va.

Por con­ta da procura dos ho­mens pe­los ser­vi­ços do spa, o ho­tel lan­çou no mês de agosto um tra­ta­men­to ex­clu­si­vo pa­ra eles. O Back & Fo­ot By Sa­mia, con­ta com óle­os es­sen­ci­ais, es­fo­li­a­ção, más­ca­ra de ar­gi­la e mas­sa­gem nos pés e cos­tas, o tra­ta­men­to be­ne­fi­cia a cir­cu­la­ção e re­ju­ve­nes­ce a pe­le. O pas­so a pas­so en­vol­ve um es­cal­da pés se­gui­do de re­fle­xo­lo­gia, além de es­fo­li­a­ção das cos­tas e de­sin­fec­ção com to­a­lhas quen­tes e óleo Tea Tree, de ação an­tis­sép­ti­ca. Em se­gui­da, a más­ca­ra de ar­gi­la mar­rom é apli­ca­da, com efei­to pu­ri­fi­can­te, ads­trin­gen­te, re­mi­ne­ra­li­zan­te e ci­ca­tri­zan­te, efi­caz con­tra ac­ne e es­pi­nha. Es­ta apli­ca­ção re­ju­ve­nes­ce o te­ci­do e con­tri­bui pa­ra a re­vi­ta­li­za­ção ce­lu­lar, uma vez que ati­va a cir­cu­la­ção. Fi­na­li­zan­do o

tra­ta­men­to, que tem 90 mi­nu­tos de du­ra­ção, o hós­pe­de re­ce­be vin­te mi­nu­tos de mas­sa­gem nas cos­tas, com du­as op­ções de óleo: o Na­tu­ral He­a­ling Mus­cle – com­pos­to por óle­os ve­ge­tais bra­si­lei­ros de An­di­ro­ba e Co­paí­ba, oi­to óle­os es­sen­ci­ais e com a fun­ção de re­la­xar a mus­cu­la­tu­ra –, ou o Skin – in­di­ca­do pa­ra pe­les sen­sí­veis e se­cas, com o ob­je­ti­vo de con­fe­rir um as­pec­to li­so e ma­cio à cú­tis, con­ten­do óle­os es­sen­ci­ais cal­man­tes e óle­os ve­ge­tais. Se­gun­do Ana Flo­res, os ele­va­dos pa­drões de be­le­za pre- sen­tes ho­je na so­ci­e­da­de já atin­gem os ho­mens de ma­nei­ra mais con­cen­tra­da. “Quan­do os ho­mens não pro­cu­ram por es­pon­tâ­nea von­ta­de um tra­ta­men­to co­mo es­se, são as mu­lhe­res que aca­bam in­flu­en­ci­an­do os ho­mens mais fa­cil­men­te, se­ja por meio de di­cas en­tre ami­gos ou con­se­lhos en­tre par­cei­ros e côn­ju­ges. É mui­to co­mum ver no Ama­nary Spa ca­sais re­a­li­zan­do tra­ta­men­tos jun­tos”, afir­ma.

O Spa con­ta com al­guns tra­ta­men­tos ex­clu­si­vos da mar­ca, co­mo o Cof­fee Sen­sa­ti­on, o qual

é à ba­se de café, o Vi­no­ta­ge (á ba­se de vi­nho) e o Tra­ta­men­to Cor­po­ral de Ma­ra­cu­já, os quais agre­gam mais va­lor aos ser­vi­ços pres­ta­dos. O ho­tel tam­bém pos­sui pacotes de Day Spa, o qual é di­re­ci­o­na­do pa­ra usuá­ri­os que não es­te­jam hos­pe­da­dos no em­pre­en­di­men­to.

Da ges­tan­te à cri­an­ça

O re­sort Grand Pal­la­dium Im­bas­saí, lo­ca­li­za­do no li­to­ral Nor­te da Bahia, man­tém des­de sua inau­gu­ra­ção um spa o qual for­ne­ce tra­ta­men­tos pa­ra to­dos os pú­bli­cos. A ideia de ter um spa co­mo par­te in­te­gran­te do Re­sort sur­giu quan­do os exe­cu­ti­vos da re­de sen­ti­ram a ne­ces­si­da­de de man­ter em to­dos os em­pre­en­di­men­tos uma mai­or va­ri­e­da­de de ser­vi­ços pa­ra os hós­pe­des. “Es­ta ideia foi im­plan­ta­da des­de o pri­mei­ro Grand Pal­la­dium, na Ri­ve­ra Maya (Mé­xi­co) há 14 anos. Aqui no Bra­sil, des­de a inau­gu­ra­ção do Re­sort, se­gui­mos o mes­mo mo­de­lo de su­ces­so com áre­as úmi­das e de te­ra­pi­as - adap­tan­do-o ao ta­ma­nho do ho­tel. As nor­mas pa­ra es­ta­be­le­cer um spa são as mes­mas ne­ces­sá­ri­as pa­ra a ope­ra­ção do es­ta­be­le­ci­men­to, ou se­ja, é pre­ci­so con­tar com pis­ci­nas, tra­ta­men­to de água, hi­gi­e­ne, nor­mas de se­gu­ran­ça etc. E a mar­ca tam­bém tem nor­mas, to­das as uni­da­des do “Zen­tro­pía Spa” pre­ci­sam ter os pro­ce­di­men­tos e os te­ra­peu­tas pre­ci­sam ter cer­ti­fi­ca­dos de mas­sa­gem e te­ra­pia”, afir­ma Daniel Or­tiz, Co­or­de­na­dor do Zen­tro­pía Spa do Grand Pal­la­dium Im­bas­saí.

A mar­ca Zen­tro­pía Spa foi lan­ça­da pe­la re­de Pal­la­dium Ho­tel Group em me­a­dos de 2012. An­te­ri­or­men­te, ca­da em­pre­en­di­men­to do gru­po

pos­suía uma mar­ca de spa pró­pria, a qual era ne­go­ci­a­da com em­pre­sas ter­cei­ri­za­das da re­gião, e pa­ra se man­ter um pa­drão de qua­li­da­de nos ser­vi­ços pres­ta­dos, a re­de lan­çou a mar­ca Zen­tro­pía Spa. De acor­do com Or­tiz, “Os prin­ci­pais ser­vi­ços que os hós­pe­des so­li­ci­tam são mas­sa­gens de re­la­xa­men­to e pa­ra ca­sais, que exi­gem so­bre tu­do um pro­ce­di­men­to tran­qui­lo e agra­dá­vel, um tra­ta­men­to cor­di­al e aten­ci­o­so, sen­do exa­ta­men­te o que recebem no Zen­tro­pía Spa”.

O lo­cal ofe­re­ce aos hós­pe­des di­ver­sos ti­pos de mas­sa­gem, as quais con­tam com téc­ni­cas de re­la­xa­men­to fo­ca­das em ali­vi­ar o can­sa­ço mus­cu­lar. Du­ran­te a mas­sa­gem, os te­ra­peu­tas uti­li­zam óle­os na­tu­rais com se­men­te de uva, que pos­su­em fun­ção an­ti­o­xi­dan­te. As mas­sa­gens vão des­de a pré-na­tal (in­di­ca­das pa­ra ges­tan­tes), se­gui­do por re­la­xa­men­tos pro­fun­dos e des­con­trac­tu­ran­te, mas­sa­gens de pe­dras quen­tes, cu­ra stress e a mas­sa­gem da ca­sa cha­ma­da de Zen­tro­pía, a qual uti­li­za cin­co téc­ni­cas di­fe­ren­tes: Re­fle­xo­lo­gia, re­la­xa­men­to pro­fun­do, shi­at­su (pon­tos de pres­são) e aro­ma­te­ra­pia, com uma du­ra­ção to­tal de 80 mi­nu­tos, ide­al pa­ra li­be­rar to­do o es­tres­se.

Os tra­ta­men­tos fa­ci­ais tam­bém são mui­to uti­li­za­dos pe­las hós­pe­des. Den­tre as mo­da­li­da­des ofe­re­ci­das pe­lo Zen­tro­pía Spa, es­tão tra­ta­men­tos di­fe­ren­ci­a­dos com apa­ra­to­lo­gia de pon­ta, co­mo a cor­ren­te gal­vâ­ni­ca, a qual au­xi­lia a pe­le a ab­sor­ver os ati­vos dos cre­mes e más­ca­ras apli­ca­das. As cli­en­tes po­de­rão op­tar por uma Lim­pe­za Pro­fun­da; An­ti-ida­de; Co­lá­ge­no; Pe­le sen­sí­vel (com

al­gu­ma re­a­ção alér­gi­ca ou com pro­ble­mas de ro­sá­cea) e tra­ta­men­tos de co­lá­ge­no an­ti-stress pa­ra os olhos que é ide­al pa­ra can­sa­ço oca­si­o­na­do por uma noi­te de fes­tas.

Por se tra­tar de um re­sort, o qual reú­ne inú­me­ras ati­vi­da­des pa­ra to­da a fa­mí­lia, o Grand Pal­la­dium man­tém a dis­po­si­ção um Spa Kids, o qual in­clui ser­vi­ços pa­ra os me­ni­nos e me­ni­nas, que vão des­de mas­sa­gens nas mãos, pés e cos­tas, até tra­ta­men­tos fa­ci­ais e pen­te­a­dos di­fe­ren­tes (com spray co­lo­ri­do). De acor­do com Daniel Or­tiz, “Con­ta­mos tam­bém com ma­qui­a­gem pa­ra me­ni­nas e po­li­men­to unhas das mãos e pés. O tra­ta­men­to tem uma du­ra­ção de 50 mi­nu­tos apro­xi­ma­da­men­te e é fei­to por nos­sas mas­sa­gis­tas pro­fis­si­o­nais. Os pais po­dem as­sis­tir ao tra­ta­men­to pa­ra ti­rar fo­tos e é pos­sí­vel que com­bi­nem ho­rá­ri­os pa­ra fa­zer tra­ta­men­tos e des­fru­tar da ex­pe­ri­ên­cia spa jun­tos, pais e fi­lhos”, res­sal­ta o exe­cu­ti­vo.

Equi­pe e tra­ta­men­to próprio

Com o ob­je­ti­vo de pro­por­ci­o­nar ao hós­pe­de um lo­cal on­de ele pos­sa en­con­trar des­can­so e re­la­xa­men­to, o Uni­que Gar­den Ho­tel & Spa, lo­ca­li­za­do em Mai­ri­po­rã (SP), man­tém des­de sua inau­gu­ra­ção o Spa Pan­do­ra, o qual pro­pi­cia ao cli­en­te di­fe­ren­tes ti­pos de tra­ta­men­tos que ali­am saú­de e bem-es­tar, fo­can­do no cor­po, men­te e es­pí­ri­to atra­vés de um cui­da­do ho­lís­ti­co. De acor­do com Her­mes Re­don­do, co­or­de­na­dor de Spa & Fit­ness do em­pre­en­di­men­to, o Spa con­ta com uma equi­pe pró­pria de te­ra­peu­tas, fi­si­o­te­ra­peu­tas e es­te­ti­cis­tas qua­li­fi­ca­dos pa­ra apli­car to­dos os tra­ta­men­tos e cui­da­dos es­té­ti­cos. O gran­de di­fe­ren­ci­al do em­pre­en­di­men­to é a uti­li­za­ção de pro­to­co­los ex­clu­si­vos com er­vas cul­ti­va­das sem agro­tó­xi­cos e os tra­ta­men­tos úni­cos e per­so­na­li­za­dos. “Ou­tro gran­de di­fe­ren­ci­al é a água uti­li­za­da no spa, cer­ti­fi­ca­da co­mo oli­go­mi­ne­ral, pro­ve­ni­en­te de fon­tes sub­ter­râ­ne­as de bi­lhões de anos. Os agen­da­men­tos po­dem ser re­a­li­za­dos no mo­men­to da re­ser­va ou no pe­río­do da hos­pe­da­gem, de­pen­den­do da in­ten­ção e da ne­ces­si­da­de de ca­da cli­en­te. Além do con­for­to e qua­li­da­de, o cli­en­te sem­pre procura um ser­vi­ço di­fe­ren­ci­a­do co­mo os tra­ta­men­tos que uti­li­zam pro­du­tos na­tu­rais. Te­mos uma ga­ma de op­ções de tra­ta­men- tos de as­si­na­tu­ra, co­mo por exem­plo a ´Sig­na­tu­re Tre­at­ments´”, co­men­ta Re­don­do.

Den­tre os tra­ta­men­tos que con­tem­plam a Sig­na­tu­re Tre­at­men­tes, es­tão: Es­fo­li­a­ção Ex­clu­si­ve | Sal do Hi­ma­laia 100’: Es­fo­li­a­ção cor­po­ral a qual uti­li­za grãos e sal do Hi­ma­laia pa­ra re­mo­ver as cé­lu­las mor­tas e as im­pu­re­zas da pe­le. Após a apli­ca­ção des­ses in­gre­di­en­tes, o cli­en­te pas­sa por um ba­nho de imer­são e hi­dra­ta­ção cor­po­ral pa­ra ativar a cir­cu­la­ção san­guí­nea e re­vi­ta­li­zar a pe­le; Mas­sa­gem Uni­que Gar­den | Seis Mãos 70’: Apli­ca­da por três te­ra­peu­tas sin­cro­ni­za­dos, es­ta mas­sa­gem cor­po­ral é re­a­li­za­da com óleo aque­ci­do. Pro­mo­ve o re­la­xa­men­to fí­si­co e men­tal. As­so­ci­a­da à apli­ca­ção de pe­dras nos cha­kras, pro­por­ci­o­na o re­a­li­nha­men­to ener­gé­ti­co; Su­pre­ma­cia Eu­ro­péia 100’: Mas­sa­gem cor­po­ral com le­ves mo­vi­men­tos ar­ti­cu­la­res. Di­mi­nui as ten­sões dos om­bros, pes­co­ço, ca­be­ça e fa­ce re­la­xan­do e re­vi­go­ran­do a mus­cu­la­tu­ra; Re­a­le­za Ori­en­tal 100’: A com­bi­na­ção da ar­te do shi­at­su, re­fle­xo­lo­gia po­dal e har­mo­ni­za­ção dos cha­kras, atra­vés da ener­gia de pe­dras se­mi­pre­ci­o­sas. Es­ta te­ra­pia é in­di­ca­da pa­ra o equi­lí­brio dos ór­gãos vi­tais, atra­vés dos me­ri­di­a­nos e pa­ra a har­mo­ni­za­ção ener­gé­ti­ca. In­duz a um grau de re­la­xa­men­to pro­fun­do; Ra­sul 110’: In­di­ca­do pa­ra de­sin­to­xi­car, es­fo­li­ar, nu­trir e re­vi­go­rar a pe­le atra­vés dos be­ne­fí­ci­os te­ra­pêu­ti­cos da ar­gi­la, sau­na a va­por, ba­nho de imer­são e hi­dra­ta­ção cor­po­ral.

Saú­de e be­le­za ali­a­das

Lo­ca­li­za­do na Praia da En­se­a­da, no Gu­a­ru­já (SP), o Ca­sa Gran­de Ho­tel con­ta des­de 1995 com um Spa, o qual apre­sen­ta aos hós­pe­des e cli­en­tes di­ver­sos ti­pos de tra­ta­men­to de be­le­za, saú­de e re­la­xa­men­to. De acor­do com Lou­ri­val de Pi­e­ri, Di­re­tor ge­ral do ho­tel, o spa pas­sou por gran­de re­for­mu­la­ção há dois anos: “Ini­ci­a­mos o Spa em 1995 e des­de o iní­cio que­ría­mos ter a qua­li­da­de de um Spa mé­di­co den­tro de um ho­tel 5 es­tre­las. Man­ti­ve­mos até 2012 o Spa Mé­di­co de So­ro­ca­ba com uma par­ce­ria com o já fa­le­ci­do Dr. Mau­ro Mou­ra, e após es­sa da­ta, re­for­mu­la­mos to­tal­men­te o Spa, man­ten­do o per­fil mé­di­co com os di­re­to­res Dr. Fe­lip­po Pe­dri­no­la e Dra. Ales­san­dra Ras­covs­ki e as­sim im­plan­ta­mos há 2 anos o Spa­sís­si­mo”, con­ta.

O lo­cal é ide­al pa­ra hós­pe­des que aca­bam vi­si­tan­do o em­pre­en­di­men­to du­ran­te Con­ven­ções, pois atra­vés dos tra­ta­men­tos ofe­re­ci­dos, o cli­en­te con­se­gue re­la­xar e cui­dar da es­té­ti­ca ao mes­mo tem­po. Atu­al­men­te, o Spa­sís­si­mo é fre­quen­ta­do por 60% mu­lhe­res e 40% ho­mens, com tra­ta­men­tos que bus­cam pro­por­ci­o­nar ao cli­en­te qua­li­da­de de vi­da, re­e­du­ca­ção ali­men­tar e ema­gre­ci­men­to.

Den­tre os pro­gra­mas es­pe­cí­fi­cos ofe­re­ci­dos pe­lo Spa, es­tão: Ges­tan­te Be­bê, Re­la­xa­men­to, Well­ness e Ma­tu­ri­da­de. De acor­do com de Pi­e­ri, após a re­for­mu­la­ção dos ser­vi­ços do Spa, foi re­gis­tra­do um au­men­to de cer­ca de 11% na ta­xa de ocu­pa­ção do ho­tel. “Te­mos um pú­bli­co fre­quen­te du­ran­te o ano, o pa­drão de qua­li­da­de das ins­ta­la­ções fo­ram to­tal­men­te re­for­mu­la­dos, in­clu­si­ve com pis­ci­na de bor- da in­fi­ni­ta e sau­nas se­ca e úmi­das se­pa­ra­dos em alas fe­mi­ni­nas e mas­cu­li­nas”, fri­sou.

No me­nu de ser­vi­ços do Spa­sís­si­mo, são ofe­re­ci­dos tra­ta­men­tos de mas­sa­gem, de­tox, fa­ci­al, gor­du­ra lo­ca­li­za­da, ce­lu­li­te, fla­ci­dez cor­po­ral, en­tre ou­tros. O spa tam­bém ofe­re­ce aos seus cli­en­tes o Hair Ser­vi­ces, o qual con­tem­pla es­co­va, hi­dra­ta­ção ca­pi­lar, ma­qui­la­gem, pen­te­a­do, de­pi­la­ção, ma­ni­cu­re, en­tre ou­tros; Ser­vi­ços clí­ni­cos, o qual pos­sui con­sul­ta nu­tri­ci­o­nal, te­ra­pia com­por­ta­men­tal, con­sul­ta odon­to­ló­gi­ca, acu­pun­tu­ra, cla­re­a­men­to den­tal a la­zer, con­sul­ta fi­to­te­rá­pi­ca, con­sul­ta mé­di­ca; Ser­vi­ços Fit­ness, com Pi­la­tes so­lo e no apa­re­lho, wat­su, per­so­na, ten­nis, surf; en­tre ou­tros tra­ta­men­tos que con­tem­plam não so­men­te a área es­té­ti­ca, mas tam­bém a saú­de do cor­po co­mo um to­do.

Tra­ta­men­tos de bem es­tar fa­zem to­da di­fe­ren­ça du­ran­te a es­ta­dia do hós­pe­de

O Sat­san­ga Spa Mé­di­co pos­sui um Cen­tro de Lon­ge­vi­da­de e Vi­ta­li­da­de com te­ra­pi­as atra­vés das águas

O Ama­nary Spa con­ta com tra­ta­men­tos ex­clu­si­vos pa­ra o pú­bli­co mas­cu­li­no, co­mo o Back & Fo­ot By Sa­mia

No Zen­tro­pía Spa, do Grand Pal­la­dium Im­bas­saí, as fu­tu­ras ma­mães recebem a Mas­sa­gem Ca­ri­nho Ma­ter­nal

No Pan­do­ra Spa, si­tu­a­do no Uni­que Gar­den Ho­tel & Spa, as mas­sa­gens são fei­tas com er­vas co­lhi­das no próprio ho­tel, cul­ti­va­das sem agro­tó­xi­cos

O Spa­sís­si­mo, si­tu­a­do no Ca­sa Gran­de Ho­tel (SP), ofe­re­ce aos cli­en­tes di­fe­ren­tes op­ções de tra­ta­men­tos es­té­ti­cos e de saú­de

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.