Ad­mi­nis­tra­ção

Hoteis - - Sumário -

In­ter­City traz mar­ca yoo pa­ra o Bra­sil

A re­de ho­te­lei­ra In­ter­City anun­ci­ou que irá ad­mi­nis­trar e ope­rar ho­téis da mar­ca yoo2 no Bra­sil. O es­cri­tó­rio de de­sign de lu­xo yoo foi fun­da­do pe­lo de­sig­ner Phi­lip­pe Starck e o em­pre­sá­rio bri­tâ­ni­co John Hit­ch­cox. Os ho­téis se­rão ope­ra­dos e ad­mi­nis­tra­dos de ma­nei­ra ex­clu­si­va pe­la re­de In­ter­City, e te­rão to­dos os pro­je­tos de de­sign de in­te­ri­o­res as­si­na­dos pe­lo es­cri­tó­rio lon­dri­no.

Atu­al­men­te, a em­pre­sa tra­ba­lha com três ban­dei­ras em seus em­pre­en­di­men­tos ho­te­lei­ros, sen­do a yoo col­lec­ti­on, yoo2 e by yoo. No Bra­sil, a mar­ca se­rá yoo2 by In­ter­City. Pa­ra Mar­co Nijhof, CEO dos ho­téis Yoo, “Es­ta­mos em­pol­ga­dos de ver a mar­ca yoo2 en­trar no mer­ca­do bra­si­lei­ro. Há uma si­ner­gia na­tu­ral na Amé­ri­ca La­ti­na pa­ra a mar­ca. To­dos os ho­téis yoo2 têm de­sig­nes eclé­ti­cos e uma ener­gia especial que com­bi­na o me­lhor da ten­dên­cia in­ter­na­ci­o­nal e um pou­co do sen­ti­men- to da al­ma lo­cal. Acre­di­ta­mos que a In­ter­City é a par­cei­ra per­fei­ta pa­ra dar vi­da a nos­sa mar­ca no Bra­sil”, co­me­mo­rou.

De acor­do com Alexandre Geh­len, Di­re­tor Ge­ral da In­ter­City, “Es­ta­mos ex­tre­ma­men­te fe­li­zes por tra­zer a mar­ca yoo2 pa­ra o Bra­sil sob a ad­mi­nis­tra­ção da In­ter­City. De­pois de 15 anos atu­an­do for­te­men­te e cres­cen­do com se­gu­ran­ça e efi­ci­ên­cia es­ta­mos pron­tos pa­ra ope­rar mais uma ban­dei­ra. A yoo2 se­rá nos­sa ban­dei­ra na ca­te­go­ria ups­ca­le/ de­sign. Ho­je já exis­te uma gran­de de­man­da pa­ra ho­téis de de­sign - no País e na Amé­ri­ca do Sul. E a ten­dên­cia in­di­ca que es­sa de­man­da de­ve au­men­tar nos pró­xi­mos anos. Es­ta­mos con­fi­an­tes de que yoo2 se­rá um su­ces­so ime­di­a­to”, afir­mou.

Ho­tel Lan­cas­ter en­trou em ope­ra­ção sob no­va ad­mi­nis­tra­ção

Co­me­çou a ope­rar no úl­ti­mo dia 1º de agosto

na Av. Atlân­ti­ca, praia de Co­pa­ca­ba­na, no Rio de Ja­nei­ro, o Ho­tel Rio Lan­cas­ter, que até o úl­ti­mo dia 31 de ju­lho era ad­mi­nis­tra­do pe­la re­de Othon. Es­te em­pre­en­di­men­to foi ad­qui­ri­do re­cen­te­men­te por um po­ol de em­pre­sá­ri­os com vas­ta ex­pe­ri­ên­cia no ra­mo ho­te­lei­ro e um his­tó­ri­co de óti­ma ad­mi­nis­tra­ção de seus ou­tros ho­téis. A no­va di­re­ção pre­ten­de re­pa­gi­nar o ho­tel, re­a­li­zan­do um re­tro­fit a par­tir de 2015, sem no en­tan­to pa­rar as ati­vi­da­des.

O Ho­tel Rio Lan­cas­ter con­ta com 70 apar­ta­men­tos - lu­xo e stan­dard, sa­la pa­ra café da ma­nhã e es­pa­ço re­ser­va­do de lei­tu­ra e in­ter­net. Por es­tar si­tu­a­do em um bair­ro que pos­sui gran­de di­ver­si­da­de de mei­os de trans­por­te: Me­trô e li­nhas de ôni­bus, o aces­so aos bair­ros do Ar­po­a­dor, Ipa­ne­ma, Le­blon, ae­ro­por­to Santos Du­mont, cen­tro da Ci­da­de e so­bre­tu­do prin­ci­pais pon­tos tu­rís­ti­cos é mui­to fa­ci­li­ta­do.

Gru­po diRo­ma inau­gu­ra mais uma uni­da­de em Cal­das No­vas (GO)

O Gru­po diRo­ma inau­gu­rou no mês de agosto, em Cal­das No­vas (GO), o ho­tel L’acqua diRo­ma II. O em­pre­en­di­men­to é for­ma­do por blo­cos de 16 apar­ta­men­tos, sen­do oi­to no pa­vi­men­to tér­reo e oi­to no su­pe­ri­or, ca­da um de­les tem ca­pa­ci­da­de pa­ra aco­mo­dar qua­tro pes­so­as, com uso pri­va­ti­vo da aca­de­mia, sa­lão de jo­gos, co­pa da ma­mãe e ci­ne­ma. Na área de la­zer do com­ple­xo, os hós­pe­des po- de­rão con­tar com o Jar­dins Acqua Park. O par­que aquá­ti­co es­tá si­tu­a­do em uma área de 16 mil m², con­ta com 11 pis­ci­nas que fun­ci­o­nam 24 ho­ras por dia, ofurôs, sau­na, brin­que­do­te­ca, ba­res, res­tau­ran­tes e sa­lão de jo­gos.

O L’acqua diRo­ma II faz par­te do pro­je­to de ex­pan­são do Gru­po diRo­ma, ini­ci­a­do em ja­nei­ro de 2014, com a inau­gu­ra­ção dos L’ac­quas I e III. O L’Acqua diRo­ma IV se­rá aber­to ao pú­bli­co em ju­lho de 2015; e o L’Acqua diRo­ma V tem da­ta de inau­gu­ra­ção pre­vis­ta pa­ra ju­lho de 2016.

Blue Tree Ho­tels re­gis­trou al­ta de 15% no fa­tu­ra­men­to

A re­de ho­te­lei­ra Blue Tree Ho­tels anun­ci­ou re­cen­te­men­te os re­sul­ta­dos de cres­ci­men­to do pri­mei­ro se­mes­tre de 2014. Atra­vés des­te le­van­ta­men­to, a re­cei­ta bru­ta dos ho­téis em ope­ra­ção au­men­tou em 15% e atin­giu R$ 178 mi­lhões. De acor­do com Chi­e­ko Ao­ki, Pre­si­den­te da re­de, os nú­me­ros re­gis­tra­dos fo­ram mui­to su­pe­ri­o­res às ex­pec­ta­ti­vas da re­de, e ago­ra, aca­ba­ram ge­ran­do pro­je­ções mais po­si­ti­vas pa­ra o pró­xi­mo se­mes­tre. “Es­tou mui­to fe­liz e to­do nos­so ti­me con­ti­nua fo­ca­do em três pi­la­res im­por­tan­tes: ges­tão com pro­du­ti­vi­da­de nas ope­ra­ções, ren­ta­bi­li­da­de dos ati­vos ad­mi­nis­tra­dos e qua­li­da­de no aten­di­men­to e no ser­vi­ço pa­ra o cli­en­te. Es­se é o nos­so di­fe­ren­ci­al e a for­ma co­mo so­mos re­co­nhe­ci­dos no mer­ca­do”.

A re­de re­gis­trou um de­sem­pe­nho po­si­ti­vo por con­ta da es­tra­té­gia co­mer­ci­al mais agres­si­va a qual vem de­sem­pe­nhan­do e que re­sul­tou no au­men­to de 11% na ta­xa de ocu­pa­ção das uni­da­des, pas­san­do de 58% pa­ra 65% em 2014. Os ho­téis da re­de tam­bém re­gis­tra­ram cres­ci­men­to de 3% da diá­ria mé­dia, que che­gou a R$ 289. O re­fle­xo es­tá no RevPar (re­cei­ta mé­dia por quar­to dis­po­ní­vel) que atin­giu o pa­ta­mar de R$ 187, con­tra os R$ 164 con­quis­ta­dos an­te­ri­or­men­te, re­pre­sen­tan­do al­ta de 12%.

Re­de Bris­tol Ho­téis & Re­sorts re­gis­tra cres­ci­men­to no fa­tu­ra­men­to

A Re­de Bris­tol Ho­téis & Re­sorts anun­ci­ou que su­pe­rou su­as me­tas de fa­tu­ra­men­to no pri­mei­ro se­mes­tre des­te ano. Nos pri­mei­ros se­te me­ses de 2014, os ho­téis da re­de re­gis­tra­ram fa­tu­ra­men­to su­pe­ri­or à in­fla­ção acu­mu­la­da nos úl­ti­mos do­ze me­ses, com cres­ci­men­to prin­ci­pal­men­te das diá­ri­as mé­di­as pra­ti­ca­das nos em­pre­en­di­men­tos sob sua ad­mi­nis­tra­ção.

De acor­do com o le­van­ta­men­to di­vul­ga­do pe­la re­de, em dois des­ses em­pre­en­di­men­tos, o cres­ci­men­to do fa­tu­ra­men­to foi in­clu­si­ve su­per­la­ti­vo. O Bris­tol In­ter­na­ti­o­nal Air­port, em Gu­a­ru­lhos (SP), te­ve seu fa­tu­ra­men­to am­pli­a­do em 16,1% e o Bris­tol Bra­sil 500, lo­ca­li­za­do em Curitiba (PR), re­gis­tra­ram in­cre­men­to de 25% nas su­as re­cei­tas, am­bos em com­pa­ra­ção com o mes­mo pe­río­do de 2013.

Ac­cor es­tá en­tre as me­lho­res em­pre­sas pa­ra tra­ba­lhar no Bra­sil

A re­de fran­ce­sa Ac­cor foi con­tem­pla­da no­va­men­te com o prê­mio GPTW – Gre­at Pla­ce to Work®. A em­pre­sa ob­te­ve a oi­ta­va co­lo­ca­ção na ca­te­go­ria “Gran­de Por­te” do prê­mio. Es­ta é a 17° vez que a re­de es­tá na lis­ta, além de ser a me­lhor co­lo­ca­da en­tre to­das do se­tor de ho­te­la­ria. O prê­mio con­tou

com a par­ti­ci­pa­ção de 1276 em­pre­sas, e os re­sul­ta­dos fo­ram cal­cu­la­dos com ba­se em uma pes­qui­sa res­pon­di­da pe­los co­la­bo­ra­do­res e em uma au­di­to­ria das prá­ti­cas de cul­tu­ra.

Pa­ra Fer­nan­do Vi­ri­a­to, Di­re­tor de Re­cur­sos Hu­ma­nos Ac­cor Amé­ri­cas & Ca­ri­be, “Es­se ti­po de re­co­nhe­ci­men­to é ex­tre­ma­men­te im­por­tan­te pa­ra nós, uma vez que re­fle­te a sa­tis­fa­ção dos nos­sos co­la­bo­ra­do­res no dia a dia do trabalho. Além dis­so, nos­so com­pro­mis­so em man­ter to­dos os fun­ci­o­ná­ri­os mo­ti­va­dos in­flu­en­cia di­re­ta­men­te na sa­tis­fa­ção do cli­en­te, que­si­to de ex­tre­ma re­le­vân­cia nos ho­téis da re­de Ac­cor“, afir­mou.

Sla­vi­e­ro Ho­téis cres­ceu 16% no 1º se­mes­tre

A Re­de Sla­vi­e­ro Ho­téis anun­ci­ou os re­sul­ta­dos de seu de­sem­pe­nho no pri­mei­ro se­mes­tre de 2014, as­sim co­mo pro­je­ções pa­ra os pró­xi­mos anos. A re­de, que pos­sui atu­al­men­te 23 uni­da­des (2.800 UH’s) em ope­ra­ção, re­gis­trou au­men­to no fa­tu­ra­men­to to­tal no pri­mei­ro se­mes­tre de 16%, em com- pa­ra­ção com o mes­mo pe­río­do de 2013. Além dis­so, a re­de fe­cha­rá 2014 com 25 ho­téis em ope­ra­ção e 2015 com 33 uni­da­des, já con­fir­ma­das.

Se­gun­do Pau­lo Bra­zil, Di­re­tor de Ven­das e Mar­ke­ting da re­de (à es­quer­da na fo­to), es­te cres­ci­men­to ocor­reu de­vi­do à ou­sa­dia da equi­pe de ven­das, que ado­tou uma pos­tu­ra mais agres­si­va no mer­ca­do nos úl­ti­mos anos. “A em­pre­sa ga­nhou união e per­deu mo­dés­tia em se mos­trar no mer­ca­do. Cri­a­mos uma vi­são mai­or de al­can­ce e es­ta­mos com uma pre­sen­ça mais for­te, com ge­ren­tes mais atu­an­tes”, ex­pli­cou o di­re­tor.

O Slim Con­go­nhas, ho­tel de ca­te­go­ria econô­mi­ca, lo­ca­li­za­do pró­xi­mo ao Ae­ro­por­to, na zo­na sul da ca­pi­tal pau­lis­ta, bus­ca oti­mi­zar ser­vi­ços. Foi o que afir­mou o Ge­ren­te Re­gi­o­nal de Ope­ra­ções da re­de, De­níl­son Alth­man (à di­rei­ta na fo­to), que des­ta­cou a im­por­tân­cia da lo­ca­li­za­ção pró­xi­ma ao ae­ro­por­to e gran­des cen­tros de even­tos, atin­gin­do seu mai­or pú­bli­co al­vo que é de exe­cu­ti­vos. “Em dez anos, hou­ve uma mu­dan­ça no per­fil do hós­pe­de, que an­tes não vi­a­ja­va de avião. Ago­ra que vi­a­ja, ele quer co­mo­di­da­de”, co­men­tou.

Em 2013, a re­de fa­tu­rou R$ 126 mi­lhões no to­tal, en­quan­to o fa­tu­ra­men­to de diá­ri­as de to­da a re­de no pri­mei­ro se­mes­tre des­te ano, foi 18% mai­or em re­la­ção ao mes­mo pe­río­do do ano an­te­ri­or. A Sla­vi­e­ro tem um pla­no de ex­pan­são que pre­vê a inau­gu­ra­ção de qua­tro no­vos ho­téis ain­da em 2014, au­men­tan­do seu atu­al pa­trimô­nio de R$ 800 mi­lhões pa­ra R$ 1 bi­lhão. Nos pró­xi­mos seis anos, até 2020, se­rão 60 ho­téis em to­do o ter­ri­tó­rio na­ci­o­nal, com fo­co no pú­bli­co cor­po­ra­ti­vo das re­giões Sul, Su­des­te e Cen­tro-Oes­te.

Em 2017, a re­de Sla­vi­e­ro vai inau­gu­rar um gran­de em­pre­en­di­men­to na ci­da­de de Foz do Igua­çu (PR), com 960 UH’s, 40 mil m² de área cons­truí­da, mall no es­ti­lo ame­ri­ca­no com lo­jas, con­ve­ni­ên­ci­as, aca­de­mia e um cen­tro de con­ven­ções com ca­pa­ci­da­de to­tal pa­ra 5,4 mil pes­so­as.

Re­de Othon cres­ceu 11,2% na re­cei­ta lí­qui­da no 1º se­mes­tre

A re­de de Ho­téis Othon aca­ba de anun­ci­ar os re­sul­ta­dos do pri­mei­ro se­mes­tre de 2014. O des­ta­que do pe­río­do foi o cres­ci­men­to de 27,2% do EBIT­DA em re­la­ção ao ano an­te­ri­or, com mar­gem de 30,5%. Além dis­so, o EBIT­DA do pri­mei­ro se­mes­tre em

va­lo­res ab­so­lu­tos foi mai­or do que o va­lor de to­do o ano de 2013, com mar­gem de 15,6%. Ou­tro gran­de re­sul­ta­do no pe­río­do foi o au­men­to de 15,4% no lu­cro lí­qui­do. Já a re­cei­ta lí­qui­da atin­giu a mar­ca de 11,2% su­pe­ri­or à re­gis­tra­da no mes­mo pe­río­do do ano pas­sa­do.

A diá­ria mé­dia su­biu 17,3%, ou­tro ex­ce­len­te re­sul­ta­do que con­so­li­da o con­tí­nuo cres­ci­men­to apre­sen­ta­do pe­la re­de nos úl­ti­mos anos. “O re­sul­ta­do do pri­mei­ro se­mes­tre do ano foi mar­ca­do pe­los efei­tos po­si­ti­vos da Co­pa do Mun­do. Ao lon­go do even­to, nos­sos ho­téis ga­ran­ti­ram ta­xas de ocu­pa­ção pró­xi­mas de 100% e um ex­pres­si­vo cres­ci­men­to da diá­ria mé­dia”, res­sal­ta Fer­nan­do Cha­bert, Di­re­tor su­pe­rin­ten­den­te da Re­de de Ho­téis Othon.

Com cin­co uni­da­des em ope­ra­ção no es­ta­do de São Pau­lo, a re­de co­me­ça a ope­rar, nos pró­xi­mos me­ses, mais um ho­tel, des­ta vez em Ma­tão (SP). Com apor­te de R$ 8 mi­lhões dos mes­mos in­ves­ti­do­res do Ho­tel Othon Suí­tes de Ara­ra­qua­ra, e um to­tal de 80 apar­ta­men­tos, o em­pre­en­di­men­to aten­de­rá, so­bre­tu­do, ao pú­bli­co cor­po­ra­ti­vo, com uma in­fra­es­tru­tu­ra que in­clui três sa­las de reu­nião, um res­tau­ran­te e um cen­tro fit­ness. A me­ta é, em al­guns anos, ul­tra­pas­sar a mar­ca de 50 ho­téis ad­mi­nis­tra­dos.

Ver­sa­re Ho­téis lan­ça Cen­tral Na­ci­o­nal de Re­ser­vas e de Ne­gó­ci­os

Ao com­ple­tar 10 anos de mer­ca­do, a Ver­sa­re Ho­téis anun­ci­ou a con­tra­ta­ção de uma em­pre­sa pa­ra atu­ar co­mo Cen­tral Na­ci­o­nal de Re­ser­vas e de Ne­gó­ci­os. A cen­tral se en­qua­dra den­tro do pro­je­to “Avan­çan­do na Ges­tão de Mi­cro e Pe­que­nas Em­pre­sas do Turismo Bra­si­lei­ro”, de­sen­vol­vi­do em par­ce­ria pe­la CNTur - Con­fe­de­ra­ção Na­ci­o­nal do Turismo e o Se­brae - Ser­vi­ço Bra­si­lei­ro de Apoio às Mi­cro e Pe­que­nas Em­pre­sas Na­ci­o­nal.

A par­tir de ago­ra, o mo­tor de re­ser­vas on­li­ne da Ver­sa­re Ho­téis pas­sa­rá a ser uma Cen­tral Na­ci­o­nal de Re­ser­vas e de Ne­gó­ci­os, aten­den­do a ho­téis e pou­sa­das de to­do o País a um co­mis­si­o­na­men­to de ape­nas 5% so­bre as re­ser­vas efe­ti­va­das, bem abai­xo da per­cen­ta­gem nor­mal­men­te pra­ti­ca­da por agências de vi­a­gens e por­tais de re­ser­vas on­li­ne. O Pre­si­den­te da Ver­sa­re Ho­téis, Ge­o­va­ni Gis­ler, des­ta­cou que a re­de quer apro­vei­tar es­se pro­je­to pa­ra ace­le­rar os pla­nos de ex­pan­são pa­ra to­dos os es­ta­dos bra­si­lei­ros.

In­ter­City re­a­li­za 2ª edi­ção de seu pro­gra­ma de trai­nee

Te­ve iní­cio a 2ª edi­ção do pro­gra­ma Check In, pro­je­to de trai­nee da re­de In­ter­City. No ano pas­sa­do, o pro­gra­ma for­mou 11 pro­fis­si­o­nais. Nes­se ano, se­rão cin­co par­ti­ci­pan­tes vin­dos de di­fe­ren­tes áre­as de den­tro da In­ter­City. O pro­gra­ma te­rá du­ra­ção de no­ve me­ses, e du­ran­te es­se pe­río­do, os par­ti­ci­pan­tes te­rão en­con­tros pre­sen­ci­ais to­dos os me­ses em Por­to Ale­gre (RS), on­de se­rão tra­ba­lha­das três di­men­sões em sa­la de au­la: com­por­ta­men­tal, or­ga­ni­za­ci­o­nal e ope­ra­ci­o­nal. Nos en­con­tros pre­sen­ci­ais, os par­ti­ci­pan­tes con­tam com a co­la­bo­ra­ção dos ins­tru­to­res. Com gran­de co-

nhe­ci­men­to so­bre a re­de e tam­bém nas su­as áre­as de atu­a­ção, os Di­re­to­res e Ge­ren­tes irão com­par­ti­lhar sua ex­per­ti­se com os trai­ne­es, pro­por­ci­o­nan­do opor­tu­ni­da­de de ab­sor­ver o me­lhor do know-how dos ti­tu­la­res e se apro­pri­ar do co­nhe­ci­men­to re­pas­sa­do pa­ra se de­sen­vol­ver.

De acor­do com Ju­li­a­na Lai­ta­no, Co­or­de­na­do­ra de Rh da re­de, “A se­gun­da tur­ma do Pro­gra­ma Trai­nee re­for­ça o quan­to foi im­por­tan­te pre­pa­ra­mos nos­sos ta­len­tos pa­ra as­su­mi­rem os de­sa­fi­os da re­de. Ho­je, te­mos trai­ne­es que as­su­mi­ram a ge­rên­cia ge­ral e es­tão fa­zen­do um óti­mo trabalho. Es­sa se­gun­da edi­ção se­gue a mes­ma me­to­do­lo­gia, po­rém te­mos al­gu­mas no­vi­da­des co­mo a re­a­li­za­ção de cur­sos em EAD e a “tro­ca de ca­dei­ras” en­tre trai­ne­es, fa­zen­do com que apren­dam com ou­tras re­a­li­da­des. Os de­sa­fi­os da re­de con­ti­nu­am e que­re­mos ca­pa­ci­tar nos­sos ta­len­tos pa­ra es­ta­rem pre­pa­ra­dos pa­ra as­su­mi­rem es­sas opor­tu­ni­da­des”, des­ta­cou.

Re­de De­vil­le lan­ça no­vo for­ma­to de pes­qui­sa de sa­tis­fa­ção com hós­pe­des

A re­de de Ho­téis De­vil­le aca­ba de lan­çar um no­vo for­ma­to de Pes­qui­sa de Sa­tis­fa­ção de Hós­pe­des, que pre­ten­de ofe­re­cer mais agi­li­da­de e con­for­to ao cli­en­te, mai­or nú­me­ro de pre­en­chi­men­tos e re­sul­ta­dos mais re­ais. O gru­po já tra­ba­lha com pes­qui­sas on­li­ne des­de 2008, e vi­sa ga­ran­tir a qua­li­da­de do mes­mo e até in­cen­ti­var me­lho­ri­as.

A mai­or mu­dan­ça foi em re­la­ção à apre­sen­ta­ção da pes­qui­sa apli­ca­da nos no­ve ho­téis da Re­de. An­te­ri­or­men­te, era fei­ta com bar­ra de ro­la­gem no brow­ser e as op­ções de es­co­lha do cli­en­te ti­nham ape­nas cin­co es­tá­gi­os, que iam do “mui­to in­sa­tis­fei­to” ao “mui­to sa­tis­fei­to”. A atu­al pes­qui­sa é dis­po­ni­bi­li­za­da por mó­du­los e o cli­en­te po­de dar no­tas de 1 a 10. “An­tes, não con­se­guía­mos fe­char com va­lo­res re­ais e sim mé­di­as. O mui­to sa­tis­fei­to, por exem­plo, equi­va­le de 9 a 10, por­tan­to, a mé­dia se­ria 9,5”, ex­pli­ca o ge­ren­te de re­la­ci­o­na­men­to com o cli­en­te da Re­de De­vil­le, Lucas Ra­ga­nhan (fo­to).

Ape­sar de mais ex­ten­sa, com oi­to per­gun­tas a mais, Ra­ga­nhan ga­ran­te que a atu­al é mui­to mais rá­pi­da pa­ra ser res­pon­di­da. “Só pre­ci­sa res­pon­der às 33 per­gun­tas quem usu­fruiu de to­dos os ser­vi­ços do ho­tel, o que é bas­tan­te di­fí­cil”, diz o ge­ren­te, ex­pli­can­do que se um hós­pe­de dis­ser que não uti­li­zou o ser­vi­ço de ro­om ser­vi­ce, por exem­plo, pas­sa­rá pa­ra a ques­tão se­guin­te.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.