Em­pre­sas

Hoteis - - Sumário -

Ha­rus in­clui em seu port­fó­lio, en­xo­val de ca­ma e ven­das Semp Toshi­ba pa­ra a ho­te­la­ria

A di­vi­são de ho­te­la­ria da Ha­rus, uma das prin­ci­pais fa­bri­can­tes de ame­ni­ti­es do Bra­sil, não pa­ra de cres­cer e pas­sou a ofe­re­cer ao mer­ca­do ho­te­lei­ro uma va­ri­a­da li­nha de pro­du­tos de en­xo­val de ca­ma que in­clui: len­çol, tra­ves­sei­ro, co­bre lei­to, edre­dom, col­cha, saia box, pro­te­to­res pa­ra col­chões e tra­ves­sei­ros e ca­pa pa­ra edre­dom fa­bri­ca­dos pe­la em­pre­sa Go­od Dreams. “Co­mo ha­via uma for­te de­man­da de nos­sos cli­en­tes por pro­du­tos de en­xo­val de ca­ma, pro­cu­ra­mos uma em­pre­sa que se iden­ti­fi­cas­se com os va­lo­res da Ha­rus de ele­va­do pa­drão de qua­li­da­de e en­con­tra­mos na Go­od Dreams, um par­cei­ro per­fei­to. Ela atua há 12 anos no mer­ca­do de va­re­jo e es­ta­va en­tran­do no mer­ca­do ho­te­lei­ro com uma li­nha pro­fis­si­o­nal com pro­du­tos de 120 a 400 fi­os, que aten­de des­de o pa­drão de um ho­tel econô­mi­co ao de lu­xo. Os pro­du­tos já es­tão pre­sen­tes em vá­ri­os ho­téis no Bra­sil co­mo ibis, Mer­cu­re, No­vo­tel e In­ter­Con­ti­nen­tal. Es­ta­mos com uma ex­pec­ta­ti­va mui­to oti­mis­ta em re­la­ção ao cres­ci­men­to nos pró­xi­mos anos, pois além do pa­drão de qua­li­da­de dos pro­du­tos, te­mos o me­lhor pra­zo de en­tre­ga do mer­ca­do e um efi­ci­en­te pós ven­da”, des­ta­cou Re­gi­nal­do Ama­ral (Fo­to abai­xo), res­pon­sá­vel pe­la di­vi­são Ha­rus Ho­te­la­ria.

Ou­tra no­vi­da­de que a Ha­rus es­tá apre­sen­tan­do ao mer­ca­do é a par­ce­ria com a Semp Toshi­ba. “Pas­sa­mos a ser mais um canal de ven­das da Semp Toshi­ba, que nas­ceu no Bra­sil, pos­sui 72 anos de ex­pe­ri­ên­cia e atu­a­ção no mer­ca­do, es­tá pre­sen­te na mai­o­ria dos la­res bra­si­lei­ros. Es­ta par­ce­ria be­ne­fi­cia os ho­te­lei­ros, com aces­so a pre­ços im­ba­tí­veis di­re­to da fá­bri­ca e TV’s de LED de 14” a 48” com os me­lho­res pre­ços e pra­zos de en­tre­ga e fre­te grá­tis pa­ra to­do Bra­sil”, con­cluiu Ama­ral.

RDS e OI TV, so­lu­ções em TV´s cor­po­ra­ti­vas

A Oi, uma das em­pre­sas lí­de­res em ope­ra­ções de te­le­co­mu­ni­ca­ções no Bra­sil es­co­lheu a RDS, em­pre­sa pi­o­nei­ra na ges­tão e ins­ta­la­ção de TVs Cor­po­ra­ti­vas com gran­de ex­per­ti­se em pro­je­tos via sa­té­li­te, co­mo sua par­cei­ra na im­plan­ta­ção do mai­or pro­je­to de TV Cor­po­ra­ti­va / As­si­na­tu­ra do Bra­sil. To­dos os in­ves­ti­men­tos fo­ram fei­tos pa­ra aten­der com efi­cá­cia e ra­pi­dez, ofe­re­cen­do uma pro­gra­ma­ção a pre­ços es­pe­ci­al­men­te ela­bo­ra­dos pa­ra o seg­men­to ho­te­lei­ro. Com aten­di­men­to di­fe­ren­ci­a­do e per­so­na­li­za­do, tem co­mo gran­de van­ta­gem co­ber­tu­ra na­ci­o­nal e a fle­xi­bi­li­da­de na com­po­si­ção do pa­co­te de ca­nais.

De acor­do com An­dré Ga­ma (Fo­to abai­xo), da RDS, uma das prin­ci­pais di­fe­ren­ças que a em­pre­sa pos­sui em re­la­ção às de­mais exis­ten­tes no mer­ca­do, é o aten­di­men­to di­re­to com os cli­en­tes. “O em­pre­en­di­men­to não en­tra em fi­la de aten­di­men­to e nem fi­ca aguar­dan­do em call cen­ter (0800). O ge­ren­te da con­ta do ho­tel é o canal di­re­to de qual­quer de­man­da, 24 ho­ras por dia, 7 di­as por se­ma­na”, as­se­gu­ra Ga­ma.

Se­gun­do ele, no port­fó­lio de cli­en­tes da em­pre­sa se en­con­tram re­no­ma­dos em­pre­en­di­men­tos co­mo: Cos­ta do Sauí­pe, Ibe­ros­tar Bahia, Grand Pal­la­dium Im­bas­sai, Sla­vi­e­ro Cam­bu­riú, ho­tel Dan Inn Por­to Ale­gre, De­vil­le Cui­a­bá, Pro­me­na­de Bar­ra da Ti­ju­ca, Ma­bu Ca­pi­va­ri Re­sort, as­sim co­mo al­gu­mas uni­da­des das re­des GJP e do gru­po DiRo­ma, en­tre ou­tros. “Es­se pro­je­to é a so­ma da ex­pe­ri­ên­cia e tec­no­lo­gia da RDS Mul­ti­mí­dia com o pa­drão de qua­li­da­de Oi TV. Tra­ba­lha­mos com equi­pa­men­tos no­vos, mi­ni­mi­zan­do ne­ces­si­da­de de manutenção e aten­de­mos em qual­quer re­gião do Bra­sil. Pa­ra o ser­vi­ço de TV por as­si­na­tu­ra via sa­té­li­te da Oi for­ne­ce­mos os equi­pa­men­tos ne­ces­sá­ri­os em re­gi­me de co­mo­da­to”, con­cluiu Ga­ma.

Pre­sen­te no mer­ca­do bra­si­lei­ro há mais de 50 anos, a El­vi es­tá am­pli­an­do sua par­ti­ci­pa­ção no mer­ca­do ho­te­lei­ro. Com um vas­to in­ves­ti­men­to em seu re­cém- inau­gu­ra­do par­que fa­bril, o qual con­ta com 20 mil m ² , a em­pre­sa es­tá apre­sen­tan­do ao mer­ca­do sua no­va li­nha de equi­pa­men­tos de coc­ção e re­fri­ge­ra­ção, ofe­re­cen­do um no­vo con­cei­to em tec­no­lo­gia e de­sign.

Pa­ra de­sen­vol­ver a no­va li­nha de pro­du­tos, a El­vi en­co­men­dou uma pes­qui­sa de mer­ca­do pa­ra en­ten­der qual é a re­al ne­ces­si­da­de do cli­en­te. “Fi­ze­mos es­te es­tu­do vi­san­do bus­car o que o nos­so con­su­mi­dor pre­ci­sa. Pa­ra is­so, fo­mos in lo­co pa­ra sa­ber o que de fa­to es­te cli­en­te uti­li­za. O pon­ta­pé ini­ci­al pa­ra a ela­bo­ra­ção des­sa no­va li­nha de pro­du­tos foi pen­sar, pe­la pri­mei­ra vez, de fo­ra pa­ra den­tro da El­vi, o que per­mi­tiu de­sen­vol­ver equi­pa­men­tos ade­qua­dos as su­as re­ais ne­ces­si­da­des”, afir­ma Cris­ti­a­no So­la, di­re­tor in­dus­tri­al da em­pre­sa.

Após ter cap­ta­do to­das as in­for­ma­ções nes­sa pes­qui­sa, a El­vi re­es­tru­tu­rou ca­da de­par­ta­men­to da fá­bri­ca, com a inau­gu­ra­ção de uma no­va plan­ta, a aqui­si­ção de no­vas má­qui­nas ope­ra­tri­zes, as quais pro­por­ci­o­na­ram um au­men­to na pro­du­ti­vi­da­de, além de in­ves­tir em mão de obra ca­pa­ci­ta­da, com a con­tra­ta­ção de pro­fis­si­o­nais de di­ver­sos se­to­res, prin­ci­pal­men­te no de­par­ta­men­to de en­ge­nha­ria. Por con­ta da aqui­si­ção de um no­vo ma­qui­ná­rio,

a em­pre­sa con­se­guiu com o mes­mo nú­me­ro de fun­ci­o­ná­ri­os am­pli­ar em 30% o rit­mo de pro­du­ção da fá­bri­ca. “In­ves­ti­mos for­te­men­te na aqui­si­ção de má­qui­nas de úl­ti­ma ge­ra­ção bus­can­do a am­pli­a­ção da nos­sa par­ti­ci­pa­ção no mer­ca­do bra­si­lei­ro. Com is­so, agre­ga­mos mui­to mais tec­no­lo­gia vi­san­do qua­li­da­de, pa­dro­ni­za­ção no pro­ces­so de pro­du­ção e con­tro­le de qua­li­da­de”, afir­mou Lu­ci­a­no So­la, di­re­tor ad­mi­nis­tra­ti­vo e fi­nan­cei­ro da em­pre­sa.

Foi tam­bém in­ves­ti­do em um la­bo­ra­tó­rio de tes­tes, no qual os equi­pa­men­tos pas­sam por di­ver­sas aná­li­ses pa­ra ve­ri­fi­car o ren­di­men­to tér­mi­co, con­su­mo de ener­gia/gás, ca­pa­ci­da­de de pro­du­ção, en­tre ou­tras ca­rac­te­rís­ti­cas ope­ra­ci­o­nais que são to­das va­li­da­das nes­te no­vo es­pa­ço.

De acor­do com Sil­va­no Car­li­ni, Di­re­tor Co­mer­ci­al, es­te no­vo mo­men­to da em­pre­sa faz par­te de um pro­gra­ma de mé­dio pra­zo in­ti­tu­la­do El­vi Pro­fis­si­o­nal, o qual foi cri­a­do há cer­ca de dois anos vi­san­do um re­po­si­ci­o­na­men­to da em­pre­sa no mer­ca­do de co­zi­nhas pro­fis­si­o­nais. “Em um pri­mei­ro mo­men­to, pre­ten­de­mos au­men­tar nos­sa pre­sen­ça no mer­ca­do bra­si­lei­ro. Nos­sa pro­du­ção aten­de to­das as nor­mas bra­si­lei­ras e, in­clu­si­ve, ade­ri­mos vo­lun­ta­ri­a­men­te a al­gu­mas nor­mas in­ter­na­ci­o­nais com o in­tui­to de pro­por­mos equi­pa­men­tos de ele­va­do pa­drão ao mer­ca­do in­ter­no e as­pi­rar­mos no­vas opor­tu­ni­da­des”, pon­tu­ou Car­li­ni.

Sho­wro­om e Trai­ning Cen­ter

Pa­ra os cli­en­tes que de­se­jam apri­mo­rar seus co­nhe­ci­men­tos e téc­ni­cas pa­ra a uti­li­za­ção dos pro­du­tos da El­vi, a em­pre­sa dis­po­ni­bi­li­za em sua se­de um Trai­ning Cen­ter, on­de o pro­fis­si­o­nal da área po­de ir jun­ta­men­te com sua equi­pe re­a­li­zar tes­tes dos equi­pa­men­tos. De acor­do com Cris­ti­no So­la, o lo­cal é ide­al pa­ra os pro­fis­si­o­nais que ge­ral­men­te

não pos­su­em tem­po há­bil pa­ra trei­nar sua equi­pe com os no­vos pro­du­tos em seu meio de trabalho. “É mui­to co­mum re­ce­ber­mos em nos­so Trai­ning Cen­ter equi­pes de di­fe­ren­tes es­ta­be­le­ci­men­tos pa­ra se apri­mo­ra­rem quan­to à uti­li­za­ção de nos­sos equi­pa­men­tos. Pa­ra o pro­fis­si­o­nal que não tem a pos­si­bi­li­da­de de vir até nós, dis­po­ni­bi­li­za­mos trei­na­men­tos à dis­tân­cia pa­ra que es­te pos­sa re­a­li­zar o trei­na­men­to de sua equi­pe com mai­or co­mo­di­da­de e pra­ti­ci­da­de. É im­por­tan­te res­sal­tar­mos que a El­vi pro­pi­cia ao cli­en­te um pa­co­te com­ple­to de so­lu­ções”, co­men­ta So­la.

Além dis­so, os cli­en­tes da em­pre­sa po­de­rão co­nhe­cer to­das as so­lu­ções da El­vi pa­ra o mer­ca­do ho­te­lei­ro em uma área de 600 m ² . Equi­pa­men­tos de re­fri­ge­ra­ção, coc­ção, li­nha mo­du­lar, ex­po­si­ção, dis­tri­bui­ção, mar­ce­na- ria, apoio, en­tre ou­tros, po­de­rão ser co­nhe­ci­dos de per­to no sho­wro­om da em­pre­sa, lo­ca­li­za­do na Rua Fran­cis­co Pe­dro­so de To­le­do, 577, na ca­pi­tal pau­lis­ta. Equi­po­tel São Pau­lo A em­pre­sa es­tá apre­sen­tan­do nes­ta edi­ção da Equi­po­tel São Pau­lo, que acon­te­ce no Pa­vi­lhão de Ex­po­si­ções do Anhem­bi, na ca­pi­tal pau­lis­ta, as no­vas li­nhas de re­fri­ge­ra­ção e coc­ção. “Es­ta Equi­po­tel se­rá um di­vi­sor de águas pa­ra nos­sa em­pre­sa. Te­mos uma ex­pec­ta­ti­va mui­to po­si­ti­va em re­la­ção ao mer­ca­do, se­ja no seg­men­to ho­te­lei­ro, de gas­tro­no­mia ou de fast food e, cer­ta­men­te a El­vi pas­sa a ser uma al­ter­na­ti­va con­cre­ta pa­ra os in­ves­ti­do­res e pro­fis­si­o­nais do seg­men­to”, fi­na­li­za Cris­ti­a­no So­la.

Ho­tel Vi­la In­gle­sa (SP) lan­ça pro­gra­ma de cons­ci­en­ti­za­ção sus­ten­tá­vel

O Ho­tel Vi­la In­gle­sa, lo­ca­li­za­do em Cam­pos do Jor­dão (SP), es­tá com uma ação especial pa­ra pro­mo­ver a sus­ten­ta­bi­li­da­de e aju­dar a cons­ci­en­ti­zar co­la­bo­ra­do­res, for­ne­ce­do­res e hós­pe­des. O “Vi­la + Verde” con­sis­te em pla­cas e in­for­ma­ti­vos es­pa­lha­dos pe­lo ho­tel com fra­ses e di­cas de co­mo ser eco­lo­gi­ca­men­te cor­re­to.

As pla­cas tam­bém in­di­cam as ações sus­ten­tá­veis que o ho­tel já fez, co­mo a re­ci­cla­gem do ma­te­ri­al des­car­tá­vel e do óleo de co­zi­nha, a com­pos­ta­gem do li­xo or­gâ­ni­co, o uso ra­ci­o­nal de água e luz, o uso de pro­du­tos de lim­pe­za bi­o­de­gra­dá­veis, en­tre ou­tros. O “Vi­la + Verde” ga­nha des­ta­que na al­ta tem­po­ra­da por cau­sa do gran­de flu­xo de pes­so­as, mas se­gue ao lon­go de to­do o ano.

Iguas­su Falls Golf Club pro­mo­ve pro­je­to so­ci­al em Foz do Igua­çu

O Iguas­su Falls Golf Club, cam­po de gol­fe lo­ca- li­za­do no Iguas­su Re­sort, em Foz do Igua­çu (PR), pro­mo­ve­rá no mês de ou­tu­bro o pro­je­to so­ci­al Gol­fe pa­ra a Vi­da. Com a in­ten­ção de pro­por­ci­o­nar a alu­nos a opor­tu­ni­da­de de apren­der o es­por­te, o pro­je­to es­tá ofe­re­cen­do 40 va­gas pa­ra es­tu­dan­tes de 8 a 16 anos de ida­de.

O ‘Gol­fe pa­ra a Vi­da’ é uma ini­ci­a­ti­va em par­ce­ria com a Se­cre­ta­ria Mu­ni­ci­pal de Es­por­te e La­zer, a Con­fe­de­ra­ção Bra­si­lei­ra de Gol­fe (CBG) e a Fe­de­ra­ção Pa­ra­na­en­se de Golf. Pe­lo acor­do, o clu­be ce­de­rá o lo­cal e os equi­pa­men­tos e a se­cre­ta­ria irá pro­vi­den­ci­ar o trans­por­te dos par­ti­ci­pan­tes e a con­tra­ta­ção do pro­fes­sor. Mai­o­res in­for­ma­ções po­dem ser ob­ti­das pe­lo te­le­fo­ne (45) 2105-1274.

Bour­bon Ca­ta­ra­tas re­ce­be re­co­nhe­ci­men­to por ações sus­ten­tá­veis

O Bour­bon Ca­ta­ra­tas Con­ven­ti­on & Spa Re­sort, lo­ca­li­za­do em Foz do Igua­çu, re­ce­beu re­cen­te­men­te o cer­ti­fi­ca­do Gre­en IT, con­ce­di­do pe­la Fu­ru­kawa e

pe­la Pro­e­nerg En­ge­nha­ria Lt­da. O re­co­nhe­ci­men­to é re­sul­ta­do do pro­gra­ma de co­le­ta e des­car­te de ca­bos ob­so­le­tos e re­sí­du­os de obra, re­co­lhi­dos du­ran­te a re­es­tru­tu­ra­ção da re­de ad­mi­nis­tra­ti­va da uni­da­de.

Des­de o ano pas­sa­do é re­a­li­za­do o pro­ces­so de com­pos­ta­gem no re­sort e to­da a ma­té­ria or­gâ­ni­ca é de­com­pos­ta pa­ra um es­ta­do es­tá­vel, que di­mi­nui o acú­mu­lo de li­xo e ge­ra be­ne­fí­ci­os pa­ra a na­tu­re­za. Tu­do fei­to com se­gu­ran­ça, pa­ra que não ha­ja emis­são de odo­res e nem ris­cos pa­ra quem ma­nu­seia o con­teú­do. Os re­sí­du­os são trans­for­ma­dos em um adu­bo que vai pa­ra as hor­tas e au­xi­lia na manutenção das ár­vo­res fru­tí­fe­ras dos re­sorts.

Re­nais­san­ce São Pau­lo Ho­tel par­ti­ci­pou de even­to so­ci­al Es­tei­ra em Mo­vi­men­to

O Re­nais­san­ce São Pau­lo Ho­tel, si­tu­a­do na ca­pi­tal pau­lis­ta, re­a­li­zou re­cen­te­men­te a quar­ta edi­ção do even­to so­ci­al “Es­tei­ra em Mo­vi­men­to”. O even­to faz par­te dos pro­gra­mas “Qua­li­da­de de Vi­da” e “Es­pí­ri­to de Ser­vir Nos­sa Co­mu­ni­da­de” da re­de Mar­ri­ott In­ter­na­ti­o­nal. Os co­la­bo­ra­do­res do ho­tel se exer­ci­ta­ram ca­mi­nhan­do e an­dan­do por 24 ho­ras con­se­cu­ti­vas em du­as es­tei­ras er­go­mé­tri­cas do ho­tel, sem­pre as man­ten­do em mo­vi­men­to.

A ação tem co­mo ob­je­ti­vo es­ti­mu­lar seus as­so­ci­a­dos a te­rem uma vi­da mais sau­dá­vel, por meio da prá­ti­ca de ati­vi­da­des fí­si­cas, e aju­dar pro­je­tos co­mo o da FAS – Fun­da­ção Ama­zo­nas Sus­ten­tá­vel na Re­ser­va de De­sen­vol­vi­men­to Sus­ten­tá­vel do Ju­ma (AM) que, apoi­a­do pe­la re­de Mar­ri­ott In­ter­na­ti­o­nal des­de 2008, con­tem­pla ações nas áre­as de edu­ca­ção, ge­ra­ção de ren­da ba­se­a­da em ati­vos flo­res­tais, or­ga­ni­za­ção so­ci­al e con­ser­va­ção flo­res­tal; e o TE­TO, que bus­ca su­pe­rar a si­tu­a­ção de ex­tre­ma po­bre­za em co­mu­ni­da­des pre­cá­ri­as atra­vés da ação con­jun­ta de seus mo­ra­do­res e vo­lun­tá­ri­os.

Sa­la de con­tro­le do La­bo­ra­tó­rio

Li­nha de equi­pa­men­tos de coc­ção e re­fri­ge­ra­ção

Di­re­to­res (da es­quer­da pa­ra a di­rei­ta): Cris­ti­a­no So­la – Di­re­tor In­dus­tri­al, Lu­ci­a­no So­la – Di­re­tor Ad­mi­nis­tra­ti­vo/ Fi­nan­cei­ro, José So­la – Pre­si­den­te e Sil­va­no Car­li­ni – Di­re­tor Co­mer­ci­al

Sho­wro­om El­vi

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.