Re­de De­vil­le

in­ves­te em mo­der­ni­za­ção da uni­da­de em Cui­a­bá (MT)

Hoteis - - Modernização -

O De­vil­le Pri­me Cui­a­bá es­tá pro­mo­ven­do am­pla re­vi­ta­li­za­ção do em­pre­en­di­men­to. A Re­de De­vil­le, que ad­qui­riu o ho­tel em 2005, es­tá in­ves­tin­do cer­ca de R$ 3 mi­lhões na re­for­ma de apar­ta­men­tos e suí­tes de cin­co dos 13 an­da­res do pré­dio.

O Ge­ren­te ge­ral da uni­da­de, Ger­son Ho­nó­rio, des­ta­cou que “o ho­tel já es­tá na me­lhor lo­ca­li­za­ção da ci­da­de e é re­co­nhe­ci­do pe­la qua­li­da­de dos ser­vi­ços e in­fra­es­tru­tu­ra. O que fi­ze­mos ago­ra foi

mo­der­ni­zar a ar­qui­te­tu­ra dos apar­ta­men­tos, in­ves­tir em tec­no­lo­gia e ofe­re­cer al­go ino­va­dor pa­ra nos­sos hós­pe­des e cli­en­tes”, pon­tu­ou.

O pri­mei­ro pas­so foi de­fi­nir re­fe­rên­ci­as pa­ra o es­pa­ço. “O ho­tel po­de ti­rar pro­vei­to do re­gi­o­na­lis­mo. Por is­so, se­gui­mos o pa­drão da Re­de, mas com ca­rac­te­rís­ti­cas de ca­da ci­da­de”, de­fen­de a ar­qui­te­ta. No ca­so de Cui­a­bá, fo­ram es­co­lhi­dos gra­fis­mos e fo­to­gra­fi­as de Ma­ri­a­na Ca­net, que tra­zem ima­gens de na­tu­re­za, co­mo fo­lhas e cas­cas de ár­vo­res. A ilu­mi­na­ção dos es­pa­ços foi bas­tan­te ex­plo­ra­da, prin­ci­pal­men­te com a tec­no­lo­gia led, que ga­ran­te mais efi­ci­ên­cia e con­for­to.

Dois pa­drões de apar­ta­men­tos fo­ram cri­a­dos. “Pre­ci­sá­va­mos ter op­ções no­vas de layout, com mais di­na­mis­mo. Es­se no­vo per­fil de hós­pe­de não quer um am­bi­en­te tão es­tá­ti­co”, diz Cathe­ri­ne. Na de­co­ra­ção, tons neu­tros com pon­tos de cor e al­guns to­ques de dou­ra­do.

A re­vi­ta­li­za­ção ga­ran­tiu ain­da um quar­to uni­ver­sal por an­dar, com mais es­pa­ço de cir­cu­la­ção pa­ra pes­so­as com de­fi­ci­ên­cia, ido­sos e fa­mí­li­as. Es­sa é a se­gun­da eta­pa da re­vi­ta­li­za­ção do ho­tel. Em 2016, ou­tras áre­as do De­vil­le Pri­me Cui­a­bá tam­bém pas­sa­ram por me­lho­ri­as, en­tre elas o lobby, a re­cep­ção e o bar. E jun­to com a mu­dan­ça ar­qui­tetô­ni­ca, vi­e­ram as mu­dan­ças de vá­ri­os con­cei­tos.

A re­cep­ção fi­cou mais aber­ta, ga­ran­tin­do mais pro­xi­mi­da­de. Além dis­so, uma me­sa de to­ra co­mu­ni­tá­ria se tor­nou a pre­fe­ri­da dos hós­pe­des e so­fás mo­du­la­dos per­mi­tem que o am­bi­en­te do lobby pos­sa ser per­so­na­li­za­do com fa­ci­li­da­de.

Com a mo­der­ni­za­ção, os apar­ta­men­tos ca­ram ain­da mais acon­che­gan­tes

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.