Lo­gís­ti­ca con­so­me 12,7% do PIB do Bra­sil

Jornal Brasil Peças - - Transporte Br -

Ocus­to lo­gís­ti­co – so­ma dos gas­tos com trans­por­te, es­to­que, ar­ma­ze­na­gem e ser­vi­ços ad­mi­nis­tra­ti­vos – con­so­me 12,7% do PIB (Pro­du­to In­ter­no Bru­to) do Bra­sil, que cor­res­pon­de ao to­tal das ri­que­zas pro­du­zi­das pe­lo país. O ín­di­ce cres­ceu no ano pas­sa­do, fren­te aos 12,1% re­gis­tra­dos em 2014, e equi­va­le a R$ 749 bi­lhões. Os nú­me­ros são ele­va­dos e im­pac­tam na com­pe­ti­ti­vi­da­de da pro­du­ção bra­si­lei­ra. Pa­ra se ter uma ideia, nos Es­ta­dos Uni­dos, o cus­to lo­gís­ti­co cor­res­pon­de a 7,8% do PIB. Os da­dos são do es­tu­do Cus­tos Lo­gís­ti­cos no Bra­sil, do Ilos (Ins­ti­tu­to de Lo­gís­ti­ca e Sup­ply Chain).

A mai­or par­te do cus­to é for­ma­da pe­lo trans­por­te, que equi­va­le a 6,8% do PIB (R$ 401 bi­lhões). De­pois vêm es­to­que (4,5% do PIB, ou R$ 268 bi­lhões); ar­ma­ze­na­gem (0,9% do PIB ou R$ 53 bi­lhões); e ad­mi­nis­tra­ti­vo (0,5% do PIB, ou R$ 27 bi­lhões).

Con­for­me o só­cio-di­re­tor da en­ti­da­de, Maurício Lima, a prin­ci­pal ori­gem do au­men­to en­tre 2014 e 2015 foi a ele­va­ção das des­pe­sas com es­to­ques em 0,6 pon­to per­cen­tu­al, re­sul­ta­do da cri­se econô­mi­ca. O ce­ná­rio é di­fe­ren­te do ob­ser­va­do em anos an­te­ri­o­res. Ele ex­pli­ca que, en­tre 2010 e 2014, o país viu o cus­to lo­gís­ti­co au­men­tar por­que a eco­no­mia ex­pan­diu, mas a in­fra­es­tru­tu­ra es­ta­va aquém do ne­ces­sá­rio. “Por exem­plo, uma car­ga que po­de­ria ir por fer­ro­via ou hi­dro­via, ia por ro­do­via, que é mais ca­ro, por­que não ha­via ca­pa­ci­da­de nos ou­tros mo­dais”, ex­pli­ca. En­tre­tan­to, a par­tir de 2014, com a que­da da de­man­da, a pres­são so­bre os sis­te­mas de trans­por­te di­mi­nuiu, e o pro­ble­ma pas­sou a ser a que­da do PIB, que en­fra­que­ceu a de­man­da e ele­vou a quan­ti­da­de de pro­du­tos es­to­ca­dos.

Ago­ra, a eco­no­mia co­me­ça a dar si­nais, ain­da que tí­mi­dos, de re­cu­pe­ra­ção. Por is­so é ne­ces­sá­rio pla­ne­jar e vi­a­bi­li­zar pro­je­tos pa­ra me­lho­rar a lo­gís­ti­ca no país, a fim de evi­tar as di­fi­cul­da­des já vi­ven­ci­a­das. Maurício Lima des­ta­ca que o Bra­sil de­ve ofe­re­cer um am­bi­en­te se­gu­ro pa­ra in­ves­ti­do­res, por­que há dis­po­ni­bi­li­da­de de re­cur­sos in­ter­na­ci­o­nais pa­ra in­fra­es­tru­tu­ra. Ele ana­li­sa que os pri­mei­ros pas­sos já fo­ram da­dos, com a cri­a­ção do PPI (Pro­gra­ma de Par­ce­ri­as de In­ves­ti­men­tos). Mas sa­li­en­ta que, ago­ra, são ne­ces­sá­ri­as ações con­cre­tas.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.