Fo­ra da Cur­va

Jornal Brasil Peças - - Gestão -

Tem gen­te que fi­ca en­rai­za­da, pre­sa ao di­plo­ma, pre­sa ao qua­dra­do da edu­ca­ção for­mal. Só falta exi­bir so­bre a me­sa o di­plo­ma uni­ver­si­tá­rio pa­ra lem­brar a to­dos so­bre o que es­tu­dou.

E quan­do so­li­ci­ta­do a se en­vol­ver num pro­je­to mais am­plo, jus­ti­fi­ca: “Mas is­so não é da mi­nha área, quer que eu trans­fi­ra o ra­mal?”.

Se es­se fun­ci­o­ná­rio fos­se uma árvore, uma em­pre­sa dis­pos­ta a in­ves­tir ne­le te­ria de in­ter­vir e “cor­tar o cau­le” pa­ra plan­tar em ou­tro lu­gar.

Se fos­se um ca­va­lo, se­ria co­mo aque­la ima­gem mui­to vis­ta em posts no fa­ce do ani­mal amar­ra­do a uma ca­dei­ra de plás­ti­co, iner­te... na­da im­pe­de seu mo­vi­men­to além da ig­no­rân­cia de que não po­de se mo­vi­men­tar.

Quem age den­tro da “zo­na de con­for­to” so­men­te den­tro dos co­nhe­ci­men­tos re­la­ci­o­na­dos à sua for­ma­ção - sem co­ra­gem pa­ra se rein­ven­tar, des­bra­var fron­tei­ras, mo­vi­men­tar-se com in­te­li­gên­cia se­rá igual es­se ca­va­lo amar­ra­do na ca­dei­ra de plás­ti­co.

Dei­xo cla­ro que é mui­to im­por­tan­te fa­zer uma fa­cul­da­de, um cur­so uni­ver­si­tá­rio e ou­tros cur­sos ex­tra­cur­ri­cu­la­res a fim de ter um cur­rí­cu­lo só­li­do e do­mi­nar um as­sun­to mui­to além da mé­dia.

Mas pa­ra fa­zer su­ces­so é pre­ci­so ser fo­ra da cur­va e fa­zer mui­to mais do que ape­nas li­mi­tar-se ao que ab­sor­veu do mun­do aca­dê­mi­co. Se­ja um es­pe­ci­a­lis­ta-ge­ne­ra­lis­ta.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.