ESQUECIDOS NA RUA

Jornal da Metropole - - Bahia - Fo­tos Tá­cio Mo­rei­ra Tex­to Bár­ba­ra Sil­vei­ra bar­ba­ra.sil­vei­ra@jor­nal­da­me­tro­po­le.com.br

“Já faz 48 ho­ras e o cor­po es­tá no mes­mo lo­cal. Já cha­mei to­das as au­to­ri­da­des, fui no IML, em tu­do que é can­to. O cor­po do meu fi­lho es­tá apo­dre­cen­do e nin­guém faz na­da”. O re­la­to de­ses­pe­ra­do foi fei­to por Eli­o­mar Santos, na quar­ta (23), na Rá­dio Me­tró­po­le. Mo­ra­dor da Ilha de Ma­ré, Jo­sé pro­cu­rou aju­da após es­pe­rar mais de dois di­as pe­la re­mo­ção do cor­po do fi­lho, Luiz Otá­vio dos Santos.

Pou­co de­pois, o Co­ro­nel Uzê­da, da Po­lí­cia Mi­li­tar, en­trou no ar e atri­buiu a de­mo­ra à fal­ta de “con­di­ções de na­ve­ga­bi­li­da­de”. “Te­mos em­bar­ca­ções em Can­dei­as e Mar Gran­de, mas elas não ti­nham ca­pa­ci­da­de pa­ra le­var. A Ma­ri­nha só pô­de nos aten­der ho­je pe­la ma­nhã”, dis­se. Ape­sar de a Se­cre­ta­ria de Se­gu­ran­ça Pú­bli­ca afir­mar que o ca­so de Jo­sé foi “pon­tu­al”, após a de­nún­cia, ou­tras pes­so­as pro­cu­ra­ram a Me­tró­po­le com a mes­ma re­cla­ma­ção: a de­mo­ra na re­mo­ção de cor­pos nos bair­ros de Sal­va­dor.

A du­ra ta­re­fa de re­co­nhe­cer um cor­po no Ins­ti­tu­to Mé­di­co Le­gal Ni­na Ro­dri­gues é di­fi­cul­ta­da ain­da mais pe­la de­mo­ra na re­mo­ção

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.