VI­ABAHIA CITA REDUÇÃO DE MOR­TES, MAS MÉDIA É BASICAMENTE A MESMA

Jornal da Metropole - - Bahia -

O tre­cho mor­tal da BR-324 tam­bém cons­ta en­tre os que re­du­zi­ram as mor­tes nos úl­ti­mos anos, gra­ças a 2015 — com cin­co óbi­tos — e 2016 — qua­tro. A Vi­abahia se ba­seia nes­te nú­me­ro pa­ra res­sal­tar seu tra­ba­lho. “A em­pre­sa as­su­miu a ope­ra­ção da rodovia em abril de 2010 e já no ano se­guin­te, es­te ín­di­ce caiu em mais da me­ta­de (25 em 2010 con­tra 12 em 2011), não mais re­tor­nan­do aos gran­des nú­me­ros an­te­ri­o­res ao da con­ces­são. Nos dois úl­ti­mos anos, a que­da foi ain­da mais acen­tu­a­da”, de­cla­rou a con­ces­si­o­ná­ria em no­ta.

No en­tan­to, em ou­tros anos não ci­ta­dos pe­la em­pre­sa, co­mo 2012 e 2014, o nú­me­ro de mor­tes tam­bém foi al­to, o que co­lo­ca a média de óbi­tos pós-Vi­abahia em 12,1 mor­tes por ano, ín­di­ce ape­nas 2,2 pon­tos me­nor do que no pe­río­do pré-con­ces­si­o­ná­ria.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.