HÁ 18 ANOS TO­DO MUN­DO FA­LA

Rá­dio Me­tró­po­le che­ga a mai­o­ri­da­de com pai­xão pe­la ino­va­ção e lín­gua mais afi­a­da que nun­ca

Jornal da Metropole - - Especial - Fo­tos Tá­cio Moreira Tex­to Bár­ba­ra Sil­vei­ra bar­ba­ra.sil­vei­ra@jor­nal­da­me­tro­po­le.com.br

“Tra­ba­lha­mos jun­tos e ven­ce­mos as di­fi­cul­da­des e os boi­co­tes. Não foi fá­cil” – Má­rio Ker­tész

Ino­va­do­ra, ou­sa­da, ir­re­ve­ren­te. A úni­ca rá­dio fa­la­da com o jei­to e o so­ta­que da Bahia che­gou aos 18 anos — pa­ra a ale­gria de uns e de­sa­gra­do de ou­tros. Fru­to de um pro­je­to ino­va­dor li­de­ra­do por Má­rio Ker­tész, a Me­tró­po­le mos­trou ao pú­bli­co bai­a­no, a par­tir dos anos 2000, que o rá­dio po­de­ria ser uma fer­ra­men­ta de ser­vi­ço pa­ra além da di­ver­são.

Des­de en­tão, com os microfones sem­pre aber­tos, a emis­so­ra on­de to­do mun­do fa­la e to­do mun­do ouve se con­so­li­dou co­mo um es­pa­ço pa­ra tro­ca de idei­as, de­ba­tes e crí­ti­cas. Tu­do is­so ali­a­do à ca­pa­ci­da­de ines­go­tá­vel de ino­va­ção e ao con­teú­do de qua­li­da­de, re­por­ta­gens, in­for­ma­ções pre­ci­sas, e cla­ro, mui­to bom hu­mor. E o re­sul­ta­do não po­de­ria ser me­lhor: a con­quis­ta da cre­di­bi­li­da­de e ca­ri­nho do ou­vin­te bai­a­no.

Jor­na­lis­mo de qua­li­da­de e com aque­la pi­ta­da de hu­mor bem bai­a­no fa­zem par­te do DNA da Me­tró­po­le des­de a fun­da­ção

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.