Quem po­de ven­cer o San­ta Cruz?

Tri­co­lor ven­ceu o Tre­ze por 1x0, on­tem, em Cam­pi­na Gran­de, e se iso­lou no pri­mei­ro lu­gar do Gru­po A da Sé­rie C com 24 pon­tos

Jornal do Commercio - - Primeira Página - MAR­COS LE­AN­DRO E TÚLIO FEI­TO­SA es­por­tes@jc.com.br

San­ta se­gue im­ba­tí­vel: fo­ra de ca­sa, fez 1x0 no Tre­ze, pe­la Sé­rie C. Pe­la Sé­rie A, Sport en­ca­ra o Bra­gan­ti­no, às 20h30.

OSan­taC­ruz­con­se­guiu­mais um gran­de re­sul­ta­do na Sé­rie C do Cam­pe­o­na­to Bra­si­lei­ro. Jo­gan­do no es­tá­dio Ami­gão, em Cam­pi­na Gran­de-PB, o tri­co­lor ven­ceu o Tre­ze por 1x0 on­tem à noi­te, pe­la 11ª ro­da­da da com­pe­ti­ção. Com is­so, a equi­pe co­ral es­tá ca­da vez mais iso­la­da na li­de­ran­ça do Gru­po A.

O San­ta al­can­çou os 24 pon­tos, abrin­do cin­co de van­ta­gem pa­ra o se­gun­do co­lo­ca­do, o Vi­la No­va, que tem 19 pon­tos e jo­ga nes­te do­min­go con­tra o Pay­san­du no es­tá­dio Man­guei­rão, em Be­lém-PA. O Re­mo, ter­cei­ro co­lo­ca­do, tam­bém com 19 pon­tos, per­deu a chan­ce de avan­çar ao per­der on­tem por 1x0 pa­ra o Fer­ro­viá­rio-CE, quar­to lu­gar, com 17. Por sua vez, o Tre­ze, quin­to co­lo­ca­do e pri­mei­ro fo­ra do G-4, es­ta­ci­o­nou nos 13 pon­tos, 11 a me­nos do que o ti­me per­nam­bu­ca­no.

O JO­GO

O téc­ni­co Mar­ce­lo Mar­te­lot­te me­xeu na equi­pe pa­ra o du­e­lo con­tra os pa­rai­ba­nos. A no­vi­da­de foi a uti­li­za­ção do la­te­ral Le­o­nan mais avan­ça­do, ao la­do de Pi­pi­co e Lou­ren­ço. Pe­ri for­mou a li­nha de­fen­si­va, ao la­do de Toty, Danny Mo­rais, Cé­lio San­tos e o go­lei­ro Jor­dan, de ape­nas 22 anos, que de­fen­deu a me­ta co­ral com as au­sên­ci­as de May­kon Clei­ton e Luiz Fer­nan­do, am­bos com a co­vid-19. No meio, co­me­ça­ram o jo­go An­dré, Bi­leu e Di­di­ra.

Apar­ti­da­co­me­çou­mui­to­trun­ca­da, com as equi­pes er­ran­do mui­tos pas­ses. Com pou­cas ten­ta­ti­vas de chu­tes a gol, o pri­mei­ro lan­ce pe­ri­go­so sur­giu aos 15 mi­nu­tos. O ata­can­te Gil­van, do Tre­ze, re­ce­beu bo­la na in­ter­me­diá­ria e ar­ris­cou de lon­ge. Jor­dan, es­tre­an­te com a ca­mi­sa co­ral, fez boa de­fe­sa es­pal­man­do pa­ra es­can­teio.

A res­pos­ta Tri­co­lor veio aos 18, com jo­ga­da de Toty pe­la di­rei­ta. O la­te­ral ba­teu cru­za­do pa­ra a pe­que­na área, mas o go­lei­ro An­drey deu um ta­pa na bo­la, que su­biu de­mais. Pi­pi­co ten­tou fi­na­li­zar de bi­ci­cle­ta, mas bo­la ba­teu no de­fen­sor da equi­pe pa­rai­ba­na.

Com o sis­te­ma de­fen­si­vo do San­ta Cruz fun­ci­o­nan­do, o Tre­ze con­ti­nu­ou ar­ris­can­do de lon­ge, tes­tan­do o go­lei­ro de 22 anos. Gil­van, aos 29, e Dou­glas Pac­ker, aos 31, não es­ti­ve­ram com a pon­ta­ria mui­to boa e aca­ba­ram não dan­do mui­to pe­ri­go em su­as fi­na­li­za­ções.

Em com­pen­sa­ção, o ata­que tri­co­lor tam­bém não con­se­guia pro­du­zir mui­to. Mes­mo jo­gan­do no con­tra-ata­que, os pas­ses er­ra­dos di­fi­cul­ta­ram o an­da­men­to das jo­ga­das. As bo­las pa­ra­das, ar­ma for­te do San­ta Cruz na tem­po­ra­da, aca­bou sen­do as me­lho­res opor­tu­ni­da­des da equi­pe vi­si­tan­te.

O Tre­ze ter­mi­nou o pri­mei­ro tem­po com mais ou­tro lan­ce pe­ri­go­so de Gil­van, que pe­gou a bo­la na en­tra­da da gran­de área e fi­na­li­zou for­te pa­ra o gol. Danny Mo­rais se jo­gou na bo­la e con­se­guiu des­vi­ar pa­ra es­can­teio, com a ca­be­ça.

Que­ren­do im­por seu es­ti­lo de jo­go den­tro de ca­sa, o Tre­ze par­tiu pa­ra o ata­que no se­gun­do tem­po. Já aos 3 mi­nu­tos, Gil­mar ten­tou boa jo­ga­da pe­la pon­ta es­quer­da, mas foi pa­ra­do por Danny Mo­rais. O ba­nho de água fria no Tre­ze veio aos 8 mi­nu­tos. Lou­ren­ço re­ce­beu pas­se em pro­fun­di­da­de na pon­ta es­quer­da e ga­nhou na ve­lo­ci­da­de de Vi­ní­cius Bar­ba, que co­me­teu a fal­ta no ata­can­te tri­co­lor. Di­di­ra foi pa­ra a co­bran­ça e cru­zou a bo­la em ci­ma de Lou­ren­ço, que des­vi­ou de ca­be­ça pa­ra abrir o pla­car no es­tá­dio Ami­gão.

Com o pla­car a seu fa­vor, o San­ta Cruz con­ti­nu­ou jo­gan­do no con­tra-ata­que. E qua­se que o artilheiro Pi­pi­co se con­sa­gra­va ain­da mais. Aos 22, Di­di­ra deu be­lo lan­ça­men­to pa­ra Pe­rí na pon­ta es­quer­da. O la­te­ral cru­zou na me­di­da pa­ra Pi­pi­co, que ca­be­ce­ou for­te no ân­gu­lo, mas An­drey, go­lei­ro do Tre­ze, bri­lhou e con­se­guiu bo­tar a bo­la pa­ra es­can­teio.

A par­ti­da tam­bém con­tou com um lan­ce po­lê­mi­co, que se­ria a fa­vor do Tre­ze. Gil­van re­ce­beu bo­la na pe­que­na área e ti­rou de Jor­dan, que der­ru­bou o ata­can­te. O ár­bi­tro não mar­cou na­da e fi­cou na bron­ca com o elen­co pa­rai­ba­no, que re­cla­mou bas­tan­te do pê­nal­ti não mar­ca­do.

O Tre­ze pres­si­o­nou até o fi­nal, mas o San­ta se­gu­rou a vi­tó­ria. O pró­xi­mo de­sa­fio é o Bo­ta­fo­go-PB, do­min­go (25), no Arruda.

FES­TA Ata­can­te Lou­ren­ço (7), au­tor do gol da vi­tó­ria do San­ta Cruz, co­me­mo­ra com ala Le­o­nan

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.