Pi­o­ra pro­je­ção de in­fla­ção

Jornaldodia - - ECONOMIA -

Pe­lo bo­le­tim Fo­cus, do Ban­co Cen­tral, pi­o­rou a pre­vi­são pa­ra a in­fla­ção. Ana­lis­tas con­sul­ta­dos pe­lo BC in­di­cam que o IPCA de­ve en­cer­rar 2016 em 7,34% (se­ma­na an­te­ri­or, 7,31%) e 2017 em 5,14% (5,12%). A me­ta de in­fla­ção, nos dois anos, é de 4,5% ao ano. Já as pers­pec­ti­vas pa­ra o de­sem­pe­nho da eco­no­mia es­te ano e no pró­xi­mo re­gis­tra­ram le­ve me­lho­ra. O tom­bo pre­vis­to foi le­ve­men­te me­nor: de 3,20%, na se­ma­na pas­sa­da, pa­ra 3,16%. No ano que vem, o de­sem­pe­nho da eco­no­mia de­ve ser pou­co me­lhor: de 1,20% pa­ra 1,23% — a se­gun­da ele­va­ção se­gui­da.

Cai a con­fi­an­ça da in­dús­tria

De­pois de cin­co al­tas se­gui­das, caiu em agos­to o Ín­di­ce de Con­fi­an­ça da In­dús­tria (ICI), se­gun­do o Ins­ti­tu­to Bra­si­lei­ro de Eco­no­mia (Ibre) da Fun­da­ção Ge­tú­lio Var­gas (FGV) na pes­qui­sa Son­da­gem da In­dús­tria. O ICI atin­giu 86,1 pon­tos, que­da de um pon­to. Em no­ta, Aloi­sio Cam­pe­lo Ju­ni­or, da FGV, afir­mou que “a que­da do ICI po­de ser in­ter­pre­ta­da co­mo aco­mo­da­ção, (...) sem al­te­rar a ten­dên­cia de al­ta no ano”. No bo­le­tim Fo­cus do BC, on­tem, o cres­ci­men­to da in­dús­tria só de­ve vir em 2017: a ex­pec­ta­ti­va pa­ra a pro­du­ção é de al­ta de 1,05%.

Con­fi­an­ça de ser­vi­ços no mai­or ní­vel

Des­de fev2015, não se via ní­vel tão al­to do Ín­di­ce de Con­fi­an­ça de Ser­vi­ços (ICS). Nes­te mês, su­biu 2,8 pon­tos e che­gou a 78,8, se­gun­do a Fun­da­ção Ge­tú­lio Var­gas (FGV). Em agos­to, 9 das 13 ati­vi­da­des re­gis­tra­ram al­ta. A FGV, no en­tan­to, res­sal­ta que, após seis me­ses de al­ta, per­ma­ne­ce a dú­vi­da so­bre a sus­ten­ta­bi­li­da­de des­ta re­a­ção, apoi­a­da, so­bre­tu­do, nas ex­pec­ta­ti­vas, sem al­te­rar a vi­são do se­tor a res­pei­to do ce­ná­rio atu­al.

Te­mer atra­sa a vi­a­gem pa­ra o G20

Era pa­ra o pre­si­den­te in­te­ri­no Mi­chel Te­mer vi­a­jar ama­nhã pa­ra o en­con­tro do G20 em Hangzhou, na Chi­na, mar­ca­do pa­ra 4 e 5 de se­tem­bro — a vi­a­gem du­ra 27 ho­ras. Mas Te­mer pre­fe­riu adi­ar o em­bar­que, pa­ra es­pe­rar o re­sul­ta­do do jul­ga­men­to do im­pe­a­ch­ment de Dil­ma [ver POLÍTI

On­tem, ele te­ve um even­to com atle­tas bra­si­lei­ros da Olim­pía­da. O mi­nis­tro Hen­ri- que Mei­rel­les, Fa­zen­da, vi­a­ja ama­nhã pa­ra se­mi­ná­rio com em­pre­sá­ri­os chi­ne­ses na 6afei­ra (02set16), em Xan­gai, on­de vai apre­sen­tar pro­je­tos do go­ver­no na área de con­ces­sões de in­fra-es­tru­tu­ra.

Co­mis­são Eu­ro­peia des­men­te mi­nis­tro ale­mão

Con­tra o mi­nis­tro da Eco­no­mia da Ale­ma­nha, Sig­mar Ga­bri­el, a Co­mis­são Eu­ro­peia (CE), bra­ço exe­cu­ti­vo da União Eu­ro­peia (UE), avi­sou on­tem que tem or­dem unâ­ni­me dos 28 mem­bros pa­ra con­cluir acor­do de li­vre co­mér­cio com os EUA. No do­min­go, Ga­bri­el apon­ta­ra a fa­lên­cia das ne­go­ci­a­ções. “A bo­la ain­da es­tá em jo­go”, dis­se on­tem um por­ta-voz da CE, so­bre a Par­ce­ria Tran­sa­tlân­ti­ca de Co­mér­cio e In­ves­ti­men­to (TTIP). Três anos de ne­go­ci­a­ções, no en­tan­to, não con­se­gui­ram re­sol­ver di­fe­ren­ças, in­cluin­do pon­tos so­bre ali­men­tos e se­gu­ran­ça am­bi­en­tal.

Con­fi­an­ça da in­dús­tria, se­gun­do a FGV: ten­dên­cia man­ti­da.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.