Se­na­do re­a­ge ao pa­co­te an­ti­cor­rup­ção des­fi­gu­ra­do

Jornaldodia - - POLÍTICA -

Por 44 vo­tos a 14, o ple­ná­rio do Se­na­do re­jei­tou on­tem ma­no­bra do pre­si­den­te da Ca­sa, Re­nan Ca­lhei­ros (PMDB-AL), pa­ra vo­tar já o pa­co­te de me­di­das an­ti­cor­rup­ção des­fi­gu­ra­do e apro­va­do du­ran­te a ma­dru­ga­da na Câ­ma­ra. PSD, PMDB e PTC não con­se­gui­ram apoio pa­ra o pe­di­do de ur­gên­cia nem de su­as pró­pri­as ban­ca­das. O pa­co­te de­fen­di­do pe­los pro­cu­ra­do­res da Ope­ra­ção La­vaJa­to e apoi­a­do por mais de 2 mi­lhões de bra­si­lei­ros so­freu gran­des al­te­ra­ções. A ideia ori­gi­nal do tex­to foi to­tal­men­te des­vir­tu­a­da, na ava­li­a­ção do pro­cu­ra­dor-ge­ral da Re­pú­bli­ca, Ro­dri­go Ja­not. As ma­no­bras no Congresso mo­ti­va­ram pa­ne­la­ços em vá­ri­as ci­da­des do País.

Pro­cu­ra­do­res da La­va-Ja­to ame­a­çam re­nun­ci­ar

Os in­te­gran­tes da for­ça-ta­re­fa da La­va-Ja­to ame­a­ça­ram re­nun­ci­ar em blo­co ca­so o pa­co­te an­ti­cor­rup­ção, des­fi­gu­ra­do, fos­se apro­va­do ou san­ci­o­na­do. “Fi­ca cla­ro que a con­ti­nui­da­de de qual­quer in­ves­ti­ga­ção so­bre po­de­ro­sos, par­la­men­ta­res, po­lí­ti­cos, cria ris­co pes­so­al pa­ra os pro­cu­ra­do­res”, dis­se o pro­cu­ra­dor Car­los Fer­nan­do dos San­tos Li­ma. Em no­ta, os pro­mo­to­res acu­sa­ram a Câ­ma­ra de se apro­vei­tar do aci­den­te aé­reo com a Cha­pe­co­en­se pa­ra “sub­ver­ter” o pro­je­to de ini­ci­a­ti­va po­pu­lar.

Ca­lhei­ros, Eu­ní­cio, Te­mer: fes­ta?

Cer­ca de 30 se­na­do­res reu­ni­ram-se on­tem à noi­te na ca­sa do lí­der do PMDB do Se­na­do, Eu­ní­cio Oli­vei­ra (CE), com a pre­sen­ça do pre­si­den­te Mi­chel Te­mer. Era um jan­tar de con­fra­ter­ni­za­ção de fim de ano. O as­sun­to do­mi­nan­te foi a ma­no­bra de Re­nan Ca­lhei­ros (PMDB-RJ) pa­ra ten­tar apro­var a ver­são al­te­ra­da das me­di­das an­ti­cor­rup­ção. O lí­der do DEM, Ro­nal­do Cai­a­do (GO), se­quer com­pa­re­ceu. Se dis­se in­co­mo­da­do e achou que não ha­via cli­ma pa­ra ce­le­brar.

Avan­ça pro­pos­ta de fim do fo­ro pri­vi­le­gi­a­do

Pas­sou on­tem na Co­mis­são de Cons­ti­tui­ção e Jus­ti­ça (CCJ) do Se­na­do pa­re­cer do se­na­dor Ran­dol­fe Ro­dri­gues (Rede-AP) fa­vo­rá­vel à PEC que eli­mi­na o fo­ro pri­vi­le­gi­a­do nos ca­sos de cri­mes co­muns, co­mo rou­bo e cor­rup­ção. Pe­la pro­pos­ta, do se­na­dor Ál­va­ro Di­as (PV-PR), o fo­ro pri­vi­le­gi­a­do dei­xa­ria de exis­tir, in­clu­si­ve pa­ra o pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca, nos ca­sos de in­fra­ções pe­nais co­muns. Nos bas­ti­do­res, o pre­si­den­te do Se­na­do, Re­nan Ca­lhei­ros (PMDB-AL), iro­ni­zou a pro­pos­ta, em­bo­ra se di­ga a fa­vor.

Lu­la e Mo­ro em au­di­ên­cia a dis­tân­cia

Ar­ro­la­do co­mo tes­te­mu­nha do ex-de­pu­ta­do Edu­ar­do Cu­nha (PMDB-RJ), no âm­bi­to da Ope­ra­ção La­va-Ja­to, o ex-pre­si­den­te Lu­la foi ou­vi­do on­tem pe­lo juiz fe­de­ral Sér­gio Mo­ro. O de­poi­men­to foi fei­to por vi­de­o­con­fe­rên­cia. Mo­ro fez pou­cas per­gun­tas. O ex-pre­si­den­te foi qu­es­ti­o­na­do so­bre no­me­a­ções de car­gos den­tro da Pe­tro­bas. “[Lu­la] afir­mou não ter co­nhe­ci­men­to de que Cu­nha in­di­cou Jor­ge Ze­la­da e que te­nha par­ti­ci­pa­do do cam­po [de pe­tró­leo] em Be­nin”, re­la­tou Mr­lus Arns, ad­vo­ga­do de Cu­nha. ‘O mai­or in­te­res­sa­do na ver­da­de sou eu’, dis­se Lu­la a Mo­ro.

Pe­la pro­pos­ta, o fo­ro pri­vi­le­gi­a­do dei­xa de exis­tir, sim­ples­men­te.

Car­los Fer­nan­do contra a des­fi­gu­ra­ção das me­di­das: ris­co pes­so­al pa­ra pro­cu­ra­do­res da La­va-Ja­to.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.