Bras­kem: acor­do de le­ni­ên­cia de R$ 3,1 bi­lhões.

Jornaldodia - - NEGÓCIOS -

Par­te do Gru­po Ode­bre­cht, a pe­troquí­mi­ca Bras­kem in­for­mou on­tem que as­si­nou acor­do de le­ni­ên­cia com o Mi­nis­té­rio Pú­bli­co Fe­de­ral (MPF). Além do Bra­sil, o acor­do in­clui EUA e Suíça, pa­ra pa­ga­men­to de US$ 957 mi­lhões (3,1 bi­lhões), par­te do acor­do de R$ 6,8 bi­lhões do gru­po in­tei­ro, no âm­bi­to da La­vaJa­to. In­ves­ti­ga­ções e de­nún­ci­as apon­tam a Bras­kem em acer­tos de pre­ços com a Pe­tro­bras pa­ra com­pra de naf­ta. A com­pa­nhia in­for­mou ter cai­xa pa­ra pa­gar o acor­do: seu ní­vel de en­di­vi­da­men­to é o me­nor dos úl­ti­mos 12 anos.

Mercado es­te­ve à es­pe­ra do Fed

An­tes que saís­se a de­ci­são do Fed de au­men­tar o ju­ro americano [ver ECO­NO­MIA], o mercado de câm­bio fe­chou no Bra­sil, em alta de 0,21%, a R$ 3,3435. A pre­ci­fi­ca­ção exa­ta, por­tan­to, só ocor­re­rá no pre­gão de ho­je. Na Bolsa de S Paulo, o ín­di­ce Bo­ves­pa am­pli­ou a queda: fe­chou em bai­xa de 1,80%, a 58.212 pon­tos. O gi­ro foi ex­cep­ci­o­nal, de R$ 31,3 bi­lhões, gra­ças ao ven­ci­men­to de op­ções so­bre ín­di­ce e ín­di­ce fu­tu­ro. Em No­va York, o ín­di­ce S&P 500 per­deu 0,91%, e o Dow Jo­nes re­cu­ou 0,60%. O ín­di­ce de tecnologia Nas­daq caiu 0,50%. As Bol­sas eu­ro­pei­as tam­bém fi­ca­ram ne­ga­ti­vas, to­das à es­pe­ra do Fed.

Petróleo: fim de in­cen­ti­vos no Rio.

De­cre­to da As­sem­bleia Le­gis­la­ti­va do Rio de Janeiro (Alerj), apro­va­do on­tem por 46 vo­tos a ze­ro, ex­tin­gue o pro­gra­ma es­ta­du­al de in­cen­ti­vos fis­cais ao se­tor de petróleo. Pe­lo De­cre­to 41.142/ 2008, ha­via re­du­ção de ICMS so­bre bens usa­dos pa­ra a pro­du­ção. A re­nún­cia fiscal de­ve fe­char es­te ano em cer­ca de R$ 4 bi­lhões. O re­gi­me especial foi cri­a­do em 1997 pa­ra atrair pe­tro­lei­ras ao País, de­pois que aca­bou o mo­no­pó­lio es­ta­tal.

Net­flix e Spo­tify: no­vo im­pos­to.

por 63 vo­tos a 3, o Se­na­do apro­vou on­tem pro­je­to que am­plia a lis­ta de ser­vi­ços tri­bu­ta­dos com Im­pos­to So­bre Ser­vi­ços (ISS), dos mu­ni­cí­pi­os. Se­rão ta­xa­dos ser­vi­ços de áu­dio e ví­deo via internet, co­mo Net­flix e Spo­tify. A pro­pos­ta se­gue pa­ra san­ção do pre­si­den­te Mi­chel Te­mer. E en­tra­rá em vi­gor 90 di­as de­pois de sua pu­bli­ca­ção no Diá­rio Ofi­ci­al da União, is­to é, mais ou me­nos no fi­nal de mar2017. Não ha­ve­rá in­ci­dên­cia so­bre li­vros, jor­nais e pe­rió­di­cos na internet.

Ama­zon Prime Vi­deo já no Bra­sil

Fãs de ci­ne­ma e de sé­ri­es ga­nham, a par­tir de ho­je, o aces­so ao Ama­zon Prime Vi­deo, con­cor­ren­te di­re­to do Net­flix, até ago­ra o mais fa­mo­so ser­vi­ço de stre­a­ming em to­do o mun­do. O ser­vi­ço es­ta­rá disponível em mais de 200 paí­ses — Bra­sil in­cluí­do — e vai cus­tar US$ 2,99 (R$ 10) durante os pri­mei­ros seis me­ses. De­pois, passa a cus­tar US$ 6 (R$ 21), pre­ço qua­se igual ao do Net­flix. Co­mo o Net­flix, fun­ci­o­na em com­pu­ta­do­res, ta­blets, te­le­vi­so­res e smartpho­nes. Há apli­ca­ti­vos pa­ra An­droid e iOS.

Ser­vi­ço de stre­a­ming da Ama­zon: con­cor­rên­cia com Net­flix.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.