Cai­xa 2 nas do­a­ções à cha­pa Dil­ma-Te­mer

Jornaldodia - - POLÍTICA -

Cer­ca de R$ 30 mi­lhões fo­ram da­dos ile­gal­men­te na cam­pa­nha de 2014 à cha­pa Dil­ma Rous­sef e Mi­chel Te­mer, se­gun­do de­poi­men­tos de exe­cu­ti­vos da Ode­bre­cht. Es­se va­lor re­pre­sen­ta qua­se 10% do to­tal ar­re­ca­da­do ofi­ci­al­men­te. O ca­sal de mar­que­tei­ros João San­ta­na e Mônica Mou­ra já si­na­li­zou que vai re­la­tar re­cur­sos não con­ta­bi­li­za­dos em 2014. As de­la­ções de­vem re­per­cu­tir no Tribunal Su­pe­ri­or Elei­to­ral (TSE), que apu­ra abu­so de po­der po­lí­ti­co e econô­mi­co na cam­pa­nha. A de­fe­sa de Te­mer afir­mou des­co­nhe­cer o as­sun­to. A de Dil­ma diz que quem res­pon­de pe­las do­a­ções é o ex-te­sou­rei­ro Edi­nho Sil­va.

De­la­ções da Ode­bre­cht vão ho­je ao STF

Mais de 800 de­poi­men­tos dos 77 exe­cu­ti­vos da Ode­bre­cht que fi­ze­ram acor­do de de­la­ção pre­mi­a­da se­rão en­tre­gues ho­je ao Su­pre­mo Tribunal Fe­de­ral (STF). Ho­je é o úl­ti­mo dia de tra­ba­lho do Su­pre­mo an­tes do re­ces­so. O ma­te­ri­al se­rá en­ca­mi­nha­do ao mi­nis­tro Te­o­ri Za­vasc­ki, re­la­tor da La­va Ja­to no STF. Só ele, as­ses­so­res e juí­zes da equi­pe te­rão aces­so ao con­teú­do. Só de­pois que os acor­dos fo­rem ho­mo­lo­ga­dos é que o pro­cu­ra­dor-ge­ral da Re­pú­bli­ca vai de­ci­dir o que e quais pes­so­as de­vem ser in­ves­ti­ga­dos.

TRF-4 confirma ou au­men­ta sen­ten­ças de Mo­ro

Aná­li­se do Tribunal Re­gi­o­nal Fe­de­ral da 4ª Re­gião (TRF-4) mos­tra 71% — pra­ti­ca­men­te três em ca­da qua­tro — dos ca­sos jul­ga­dos pe­lo juiz fe­de­ral Sér­gio Mo­ro fo­ram con­fir­ma­dos ou, mes­mo, ti­ve­ram pe­nas aci­ma da pres­cri­ta por Cu­ri­ti­ba. Dos 28 réus com re­cur­so jul­ga­do na TRF-4, 19 ti­ve­ram as pe­nas man­ti­das; e no­ve ti­ve­ram a pe­na au­men­ta­da, so­man­do 78 anos de pri­são a mais. Ape­nas qua­tro ti­ve­ram a sen­ten­ça re­du­zi­da. E ou­tros qua­tro fo­ram ab­sol­vi­dos.

Os es­que­mas de Sér­gio Ca­bral Fi­lho

Além de joi­as, o su­pos­to es­que­ma de pro­pi­nas do ex­go­ver­na­dor do Rio Sér­gio Ca­bral Fi­lho tam­bém usa­va apar­ta­men­tos e ter­re­nos, se­gun­do in­ves­ti­ga­ções da Ope­ra­ção Calicute, des­do­bra­men­to da La­va-Ja­to, re­ve­la­das on­tem pe­lo pro­gra­ma Fan­tás­ti­co, da Re­de Glo­bo. A Awa Con­sul­to­ria, em­pre­sa de Wag­ner Jor­dão, que as­ses­so­rou Hud­son Bra­ga no go­ver­no e tam­bém foi pre­so, te­ria ad­qui­ri­do 20 imó­veis en­tre 2011 e 2015, qua­se to­dos pa­gos à vis­ta, em um to­tal de R$ 5 mi­lhões.

Lind­bergh Fa­ri­as: di­rei­tos po­lí­ti­cos sus­pen­sos.

Con­de­na­do por ter per­mi­ti­do o uso pro­mo­ci­o­nal de sua ima­gem, qu­an­do pre­fei­to de No­va Iguaçu RJ, Lind­bergh Fa­ri­as (PT), ho­je se­na­dor, te­ve seus di­rei­tos po­lí­ti­cos sus­pen­sos por qua­tro anos pe­lo juiz Gus­ta­vo Quin­ta­ni­lha, da 7ª Va­ra Cí­vel da re­gião. En­tre dez2007 e jun2008, as ima­gens de­le e do lo­go­ti­po de seu go­ver­no fo­ram usa­das em cai­xas de lei­te e ca­der­ne­tas da Pre­fei­tu­ra — en­tão, Lind­bergh se can­di­da­ta­va à re­e­lei­ção. Te­rá de pa­gar R$ 480 mil de mul­ta. Em no­ta, o se­na­dor in­for­mou que re­cor­re­rá: se­gun­do ele, a ma­té­ria já foi jul­ga­da e ar­qui­va­da em 2011 pe­lo Su­pre­mo Tribunal Fe­de­ral (STF).

As de­la­ções de do­a­ções a Dil­ma-Te­mer de­vem re­per­cu­tir no TSE.

Lind­bergh Fa­ri­as: di­rei­tos po­lí­ti­cos sus­pen­sos por qua­tro anos. Ele diz que a ma­té­ria já foi ar­qui­va­da.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.