Es­ta­do Is­lâ­mi­co rei­vin­di­ca ata­que em Ber­lim

Jornaldodia - - INTERNACIONAL -

O gru­po Es­ta­do Is­lâ­mi­co (EI) rei­vin­di­cou o ata­que à fei­ra de Na­tal de Ber­lim, por meio da Amaq, a agên­cia de no­tí­ci­as do gru­po. E o ter­ro­ris­ta que lan­çou o ca­mi­nhão con­tra as pes­so­as na fei­ra, ma­tan­do 12 e fe­rin­do 48, es­ca­pou e con­ti­nua fo­ra­gi­do. O ho­mem en­con­tra­do mor­to na ca­bi­ne do ca­mi­nhão era o mo­to­ris­ta po­lo­nês Lu­kasz Ur­ban, de 37 anos, que foi mor­to pe­lo ter­ro­ris­ta. Lu­kasz tra­ba­lha­va pa­ra a em­pre­sa de trans­por­te do pri­mo, Ari­el Zu­raws­ki, ins­ta­la­da per­to de Gry­fi­no, no No­ro­es­te da Polô­nia. Um re­fu­gi­a­do pa­quis­ta­nês que ha­via si­do pre­so co­mo sus­pei­to foi li­ber­ta­do por fal­ta de pro­vas.

An­ge­la Mer­kel dis­se con­fi­ar na po­lí­cia

Na pri­mei­ra de­cla­ra­ção pú­bli­ca que fez so­bre o ata­que à fei­ra na­ta­li­na de Ber­lim, a chan­ce­ler ale­mã An­ge­la Mer­kel dis­se que, à luz das in­ves­ti­ga­ções, “po­de-se con­cluir que foi um ato ter­ro­ris­ta”. Pa­ra ela, se­rá “du­ro su­por­tar, em es­pe­ci­al pa­ra os ale­mães, se se con­fir­mar que a pes­soa res­pon­sá­vel por es­te ato é al­guém que pe­diu asi­lo e pro­te­ção à Ale­ma­nha”. Mer­kel dis­se que de­po­si­ta “to­tal con­fi­an­ça” nas equi­pes de in­ves­ti­ga­ção e dis­se que o ata­que se­rá es­cla­re­ci­do e o res­pon­sá­vel se­rá cas­ti­ga­do.

Rús­sia, Irã e Tur­quia jun­tos pe­la paz na Sí­ria.

Os chan­ce­le­res da Rús­sia, Irã e Tur­quia fir­ma­ram on­tem uma de­cla­ra­ção — a De­cla­ra­ção de Mos­cou — na qual es­ta­be­le­cem as ba­ses pa­ra um acor­do de paz pa­ra a Sí­ria. Um dos prin­cí­pi­os bá­si­cos é re­co­nhe­cer a in­te­gri­da­de ter­ri­to­ri­al do país. As três na­ções de­cla­ra­ram es­tar dis­pos­tos a tra­ba­lhar e ser os ga­ran­ti­do­res do acor­do que es­tá sen­do pre­pa­ra­do e ne­go­ci­a­do nes­te mo­men­to pe­lo go­ver­no sí­rio e pe­la opo­si­ção. A Rús­sia e o Irã apoi­am o re­gi­me sí­rio, en­quan­to a Tur­quia pre­fe­ri­ria que o pre­si­den­te Bashar al-As­sad se de­mi­tis­se.

Equi­pe rus­sa in­ves­ti­ga mor­te de em­bai­xa­dor

De­pois do as­sas­si­na­to do em­bai­xa­dor An­drei Kar­lov em An­ca­ra, o go­ver­no rus­so en­vi­ou à Tur­quia um gru­po de agen­tes dos ser­vi­ços se­cre­tos e di­plo­ma­tas pa­ra in­ves­ti­gar o ho­mi­cí­dio. Vla­di­mir Pu­tin ga­ran­tiu que o as­sas­si­na­to não pre­ju­di­ca­rá os es­for­ços por um acor­do de paz na Sí­ria. Pe­lo me­nos seis pes­so­as fo­ram de­ti­das, en­tre elas, o pai, a mãe e a ir­mã do as­sas­si­no, Me­vlüt Mert Al­tin­tas. A po­lí­cia in­ves­ti­ga pos­sí­veis li­ga­ções de Al­tin­tas com o clé­ri­go opo­si­tor Fethul­lah Gü­len.

Mer­ca­do de fo­gos de ar­ti­fí­cio ex­plo­de no Mé­xi­co

Pe­lo me­nos 29 pes­so­as mor­re­ram e 70 fi­ca­ram fe­ri­das na ex­plo­são do mer­ca­do de fo­gos de ar­ti­fí­cio de San Pa­bli­to, on­tem à tar­de em Tul­te­pec, per­to da Ci­da­de do Mé­xi­co. Ima­gens de TV mos­tram que as ex­plo­sões ge­ra­ram uma gran­de co­lu­na de fu­ma­ça em Tul­te­pec. As ex­plo­sões fo­ram ou­vi­das até em mu­ni­cí­pi­os vi­zi­nhos, que en­vi­a­ram bom­bei­ros, po­li­ci­ais e pa­ra­mé­di­cos pa­ra o lo­cal. “A pri­o­ri­da­de é dar aten­di­men­to aos afe­ta­dos”, dis­se pe­lo Twit­ter o go­ver­na­dor do Es­ta­do do Mé­xi­co, Eru­vi­el Ávi­la.

Ex­lo­sões e fu­ma­ça: 29 mor­tes na fei­ra de fo­gos em Tul­te­pec, Mé­xi­co.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.