Mi­nis­tro com secretários de se­gu­ran­ça

Jornaldodia - - PAGINA DELANTERA -

No dia 17jan17, o mi­nis­tro Ale­xan­dre de Mo­ra­es, Jus­ti­ça vai se reu­nir com secretários es­ta­du­ais de Jus­ti­ça e de Se­gu­ran­ça Pú­bli­ca pa­ra dis­cu­tir me­di­das pa­ra a cri­se do sis­te­ma pe­ni­ten­ciá­rio [ver GE­RAL]. Re­la­tó­ri­os es­tão sen­do pro­du­zi­dos pelas Se­cre­ta­ri­as. En­tre as me­di­das a se­rem dis­cu­ti­das, es­tão a cri­a­ção de 27 nú­cle­os de in­te­li­gên­cia e o cro­no­gra­ma de exe­cu­ção dos re­cur­sos fe­de­rais, li­be­ra­dos no fi­nal do ano pas­sa­do. O go­ver­no lan­çou as di­re­tri­zes do Pla­no Na­ci­o­nal de Se­gu­ran­ça Pú­bli­ca, que tem co­mo um dos fo­cos mo­der­ni­zar o sis­te­ma pe­ni­ten­ciá­rio.

Te­mer vai ho­je pa­ra Por­tu­gal

Pa­ra par­ti­ci­par das ho­me­na­gens ao ex-pre­si­den­te de Por­tu­gal, Má­rio So­a­res, o pre­si­den­te bra­si­lei­ro Mi­chel Te­mer es­ta­rá em Lis­boa ama­nhã — mes­mo em meio à cri­se das pri­sões. Te­mer não foi a Manaus nem a Ro­rai­ma, on­de hou­ve tu­mul­tos e mor­tes em pri­sões. So­a­res mor­reu no sá­ba­do, aos 92 anos [ver IN­TER]. Em nota, Te­mer dis­se ter re­ce­bi­do com tris­te­za a mor­te e afir­mou que So­a­res foi “fi­gu­ra-cha­ve do Por­tu­gal mo­der­no” e “ami­go do Bra­sil”.

Go­ver­no quer con­so­li­dar agen­da so­ci­al

Pa­ra ten­tar re­ver­ter seus bai­xos ín­di­ces de po­pu­la­ri­da­de, o pre­si­den­te Mi­chel Te­mer e o Pla­nal­to pre­pa­ram uma sé­rie de ini­ci­a­ti­vas na área so­ci­al, que se­rão di­vul­ga­das ao lon­go des­te se­mes­tre. Es­tão na pau­ta um pla­no de in­clu­são pro­du­ti­va pa­ra be­ne­fi­ciá­ri­os do Bol­sa Fa­mí­lia, a cri­a­ção de cen­tros de aco­lhi­men­to pa­ra cri­an­ças com mi­cro­ce­fa­lia e a apre­sen­ta­ção de um pro­gra­ma na­ci­o­nal de al­fa­be­ti­za­ção. “A ca­ra da agen­da so­ci­al vai ser a ga­ran­tia dos di­rei­tos, uma ca­ra jo­vem”, dis­se o mi­nis­tro Os­mar Terra, do De­sen­vol­vi­men­to So­ci­al e Agrá­rio.

Tri­bu­nais gas­tam mui­to di­nhei­ro com vi­a­gens

Le­van­ta­men­to do jor­nal Fo­lha de S Pau­lo mos­tra que os tri­bu­nais su­pe­ri­o­res do País gas­ta­ram, em mé­dia, R$ 3 mi­lhões por ano em vo­os in­ter­na­ci­o­nais, de 2013 a 2015. Em al­guns ca­sos, as pas­sa­gens de ma­gis­tra­dos cus­ta­ram 12 ve­zes mais em re­la­ção a ou­tros ser­vi­do­res. Em 2015, o Tri­bu­nal de Con­tas da União (TCU) li­de­rou os gas­tos, com R$ 1,8 mi­lhão. O mi­nis­tro do STF Di­as Tof­fo­li foi o cam­peão in­di­vi­du­al, com des­pe­sa de R$ 149,4 mil ape­nas com bi­lhe­tes aé­re­os. Os ór­gãos afir­mam que to­das as vi­a­gens fo­ram a ser­vi­ço e ocor­re­ram den­tro das nor­mas.

Maia es­pe­ra apoio de oi­to par­ti­dos

Pre­si­den­te da Câ­ma­ra, Ro­dri­go Maia (DEM-RJ) acre­di­ta que te­rá apoio de oi­to par­ti­dos ou mais na elei­ção mar­ca­da pa­ra 02fev17. Ele já se acer­tou com qua­se to­dos os par­ti­dos da atu­al opo­si­ção. E tem in­ter­lo­cu­ção com se­to­res do PC­doB e até no PT — seus ali­a­dos cal­cu­lam que no PT ele te­ria 35 vo­tos. Seu ad­ver­sá­rio, Ro­gé­rio Ros­so (PSD-DF) dis­pu­tou com Maia o man­da­to­tam­pão e per­deu no 2º tur­no. Ago­ra nem tem o apoio ma­jo­ri­tá­rio de sua pró­pria le­gen­da. Lí­de­res do PSD já in­di­ca­ram a Maia e ao Pla­nal­to que apoi­a­rão sua re­e­lei­ção.

R$ 3 mi­lhões por ano com vi­a­gens de ma­gis­tra­dos

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.