Mi­né­rio de fer­ro faz su­bir Bol­sa de São Pau­lo

Jornaldodia - - PAGINA DELANTERA -

Gra­ças à al­ta dos pre­ços do mi­né­rio de fer­ro no mer­ca­do in­ter­na­ci­o­nal, as ações de em­pre­sas de com­mo­di­ti­es su­bi­ram on­tem e va­lo­ri­za­ram a Bol­sa de S Pau­lo. O ín­di­ce Bo­ves­pa fe­chou em al­ta de 0,70%, a 62.132 pon­tos, vo­lu­me de R$ 4,9 bi­lhões. O pre­ço do mi­né­rio su­biu 2,19% em Qing­dao, Chi­na, pa­ra US$ 79,43 por to­ne­la­da. As­sim, os pa­péis ON da Va­le su­bi­ram 7,70%; e os PNA, 6,30%. No câm­bio, as ven­das de dó­lar per­de­ram for­ça, acom­pa­nhan­do o mo­vi­men­to ex­ter­no. No en­cer­ra­men­to, o dó­lar co­mer­ci­al fe­chou em li­gei­ra al­ta de 0,04%, a R$ 3,1977.

Ina­dim­plên­cia cres­ce me­nos

Cer­ca de 58,3 mi­lhões de pes­so­as es­ta­vam ina­dim­plen­tes em dez2016 — 39% da po­pu­la­ção adul­ta do País. Ao lon­go do ano pas­sa­do, in­gres­sa­ram na lis­ta 700 mil pes­so­as; em 2015, fo­ram 2,5 mi­lhões. Com is­so, o nú­me­ro caiu 0,41% em dez2016 so­bre no­vem­bro, se­gun­do o Ser­vi­ço de Pro­te­ção ao Cré­di­to (SPC Bra­sil) e a Con­fe­de­ra­ção Na­ci­o­nal de Di­ri­gen­tes Lo­jis­tas (CNDL). Em re­la­ção a dez2015, o in­di­ca­dor avan­çou 1,44%, mas é a me­nor va­ri­a­ção pa­ra um ano des­de o iní­cio da sé­rie.

Bras­kem ven­de quan­tiQ

Por R$ 550 mi­lhões, a petroquímica Bras­kem, do gru­po Ode­bre­cht, anun­ci­ou on­tem a ven­da da dis­tri­bui­do­ra de pro­du­tos quí­mi­cos quan­tiQ. A com­pra­do­ra é a GTM do Bra­sil, uma das mai­o­res do se­tor na Amé­ri­ca La­ti­na. A quan­tiQ reú­ne ne­gó­ci­os de dis­tri­bui­ção in­cor­po­ra­dos pe­la Bras­kem por meio de aqui­si­ções, co­mo a an­ti­ga Ipi­ran­ga Quí­mi­ca, do gru­po Ipi­ran­ga, com­pra­da em 2007. Em co­mu­ni­ca­do, a Bras­kem dis­se que a ven­da faz par­te de uma es­tra­té­gia de con­cen­trar es­for­ços no seg­men­to in­dus­tri­al. Ne­go­ci­a­ção in­for­ma­da on­tem diz que a Volkswa­gen vai pa­gar US$ 4,3 bi­lhões em mul­tas pe­lo es­cân­da­lo dos mo­to­res a di­e­sel nos EUA. A mon­ta­do­ra se­rá acom­pa­nha­da por um mo­ni­tor in­de­pen­den­te nos pró­xi­mos três anos. A Volkswa­gen ad­mi­tiu que usou um soft­ware pa­ra bur­lar tes­tes de emis­são de po­lu­en­tes em 11 mi­lhões carros di­e­sel em to­do o mun­do. Nas ru­as, o soft­ware era de­sa­ti­va­do e eles po­luíam mais do que o ní­vel acei­tá­vel. Em out2016, a VW fe­chou acor­do pa­ra pa­gar US$ 15 bi­lhões a do­nos dos 600 mil carros frau­da­dos ven­di­dos nos EUA.

La­tam Bra­sil, VW acer­ta no­va 9ª mais pon­tu­al mul­ta, de US$ 4,3B. do mun­do.

Única com­pa­nhia de aviação la­ti­no-ame­ri­ca­na nas Top 10 da pon­tu­a­li­da­de da FlightS­tats, a La­tam Bra­sil fi­cou em 9º lu­gar. Ob­te­ve ín­di­ce de 85,07% em vo­os do­més­ti­cos e in­ter­na­ci­o­nais ao lon­go de 2016. A mais pon­tu­al é a ho­lan­de­sa KLM. On­tem, ain­da, a ir­lan­de­sa de bai­xo cus­to Rya­nair ul­tra­pas­sou a ale­mã Lufthansa em nú­me­ro de pas­sa­gei­ros: a ale­mã anun­ci­ou au­men­to de ape­nas 1,8% em pes­so­as trans­por­ta­das. A Rya­nair transportou 117 mi­lhões de pas­sa­gei­ros; a ale­mã, 109,7 mi­lhões.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.