Ex-mi­nis­tros pe­dem re­nún­cia de Mo­ra­es

Jornaldodia - - PAGINA DELANTERA -

Com as­si­na­tu­ras de 150 pes­so­as, em es­pe­ci­al de ex-mi­nis­tros, co­mo Jo­sé Edu­ar­do Car­do­zo e Tarso Genro — mai­o­ria de pe­tis­tas —, uma car­ta aber­ta do Cen­tro Aca­dê­mi­co XI de Agos­to, da Fa­cul­da­de de Di­rei­to da USP, pe­de que o mi­nis­tro Ale­xan­dre de Mo­ra­es, Jus­ti­ça, “te­nha a gran­de­za de re­nun­ci­ar”. A car­ta tra­ta dos mas­sa­cres nos pre­sí­di­os do Ama­zo­nas e de Ro­rai­ma. Diz que Mo­ra­es ado­tou po­si­ção “omis­sa e iná­bil” di­an­te das tra­gé­di­as. E que a divulgação do Pla­no Na­ci­o­nal de Se­gu­ran­ça Pú­bli­ca foi “me­ra­men­te re­a­ti­va”. O mi­nis­tro con­tes­tou o ma­ni­fes­to, clas­si­fi­can­do-o de “la­men­tá­vel”.

Te­mer tro­ca ‘aci­den­te’ por ‘ma­tan­ça’

Em reu­nião on­tem com mi­nis­tros, o pre­si­den­te Mi­chel Te­mer mu­dou seu dis­cur­so pa­ra evi­tar a pa­la­vra “aci­den­te”, que tro­cou por “ma­tan­ça” em re­fe­rên­cia aos mas­sa­cres em pre­sí­di­os do Ama­zo­nas e de Ro­rai­ma no iní­cio do ano. Pa­ra ele, a cri­se nos pre­sí­di­os é uma ques­tão que ul­tra­pas­sa a área da se­gu­ran­ça pú­bli­ca pa­ra “pre­o­cu­par a na­ção co­mo um to­do”. Na ava­li­a­ção do pre­si­den­te, o PCC e a Fa­mí­lia do Nor­te cons­ti­tu­em uma “re­gra ju­rí­di­ca fo­ra do Es­ta­do”.

PF quer mais pra­zo pa­ra in­ves­ti­gar Lu­la e Dil­ma

Aber­ta em ago2015, a in­ves­ti­ga­ção dos ex-pre­si­den­tes Lu­la e Dil­ma Rous­seff por su­pos­ta obs­tru­ção de in­ves­ti­ga­ção da La­va-Ja­to po­de ser pror­ro­ga­da. É o que pe­diu on­tem a Po­lí­cia Fe­de­ral (PF) ao Supremo Tri­bu­nal Fe­de­ral (STF). No mes­mo pro­ces­so, são in­ves­ti­ga­dos os ex-mi­nis­tros Jo­sé Edu­ar­do Car­do­zo e Aloi­zio Mer­ca­dan­te; o ex-pre­si­den­te do STJ, Fran­cis­co Fal­cão; o mi­nis­tro do STJ Mar­ce­lo Na­var­ro Ri­bei­ro Dan­tas; e o ex-se­na­dor Del­cí­dio do Ama­ral. To­dos os im­pli­ca­dos ne­gam ter in­ter­fe­ri­do nas in­ves­ti­ga­ções.

Cor­rei­os: seis vi­ces afas­ta­dos.

Seis vi­ce-pre­si­den­tes dos Cor­rei­os fo­ram afas­ta­dos, on­tem, pe­la Jus­ti­ça. O juiz subs­ti­tu­to Már­cio de Fran­ça Mo­rei­ra, da 8ª Va­ra do DF, con­si­de­rou que a es­ta­tal des­cum­priu a Lei das Es­ta­tais, em apoio a ação pú­bli­ca da As­so­ci­a­ção dos Pro­fis­si­o­nais dos Cor­rei­os (Ad­cap). Diz o juiz que há ris­co ao in­te­res­se pú­bli­co e ao pa­trimô­nio dos Cor­rei­os. En­tre os cri­té­ri­os des­cum­pri­dos es­tá a exi­gên­cia de dez anos em car­gos de em­pre­sas do se­tor. A mai­o­ria dos in­di­ca­dos é de afi­lha­dos po­lí­ti­cos.

Proi­bi­do au­men­to pa­ra ve­re­a­do­res em São Pau­lo

Li­mi­nar con­ce­di­da pe­lo de­sem­bar­ga­dor Bo­rel­li Tho­maz, do Tri­bu­nal de Jus­ti­ça de S Pau­lo, proí­be o re­a­jus­te de 26,3% dos sa­lá­ri­os dos ve­re­a­do­res da ca­pi­tal pau­lis­ta. O au­men­to foi apro­va­do na úl­ti­ma ses­são da Câ­ma­ra do ano pas­sa­do — de R$ 15.031,76 pa­ra R$ 18.991,68. A li­mi­nar é res­pos­ta à ação di­re­ta de in­cons­ti­tu­ci­o­na­li­da­de pro­pos­ta pe­la Or­dem dos Ad­vo­ga­dos do Bra­sil (OAB-SP). Com es­ta de­ci­são de 2ª ins­tân­cia, fi­cou mais di­fí­cil um re­cur­so pe­la Câ­ma­ra. Na de­ci­são de 1ª ins­tân­cia, o juiz Al­ber­to Alon­so Muñoz dis­se que o au­men­to des­res­pei­ta a Lei de Res­pon­sa­bi­li­da­de Fis­cal.

A mai­o­ria dos in­di­ca­dos aos Cor­rei­os é de afi­lha­dos po­lí­ti­cos

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.