Jo­es­ley re­la­tou cri­mes ao pre­si­den­te Te­mer

Jornaldodia - - POLÍTICA -

Di­an­te de um Jo­es­ley Ba­tis­ta re­la­tan­do ‘com­pra’ de juí­zes e de um pro­cu­ra­dor, nas gra­va­ções, o pre­si­den­te Te­mer não fez ob­ser­va­ções a mai­or par­te do tem­po. Mes­mo com es­ses re­la­tos de obs­tru­ção à Jus­ti­ça, Te­mer não re­a­giu. O tre­cho em que Jo­es­ley men­ci­o­na o acer­to com Edu­ar­do Cu­nha (PMDB-RJ) foi con­si­de­ra­do in­con­clu­si­vo so­bre su­pos­to aval de Te­mer à com­pra do si­lên­cio do ex-pre­si­den­te da Câ­ma­ra. O pre­si­den­te faz um bre­ve co­men­tá­rio – “Tem de man­ter is­so” – quan­do o em­pre­sá­rio diz es­tar “de bem” com Cu­nha.

Te­mer: “Não re­nun­ci­a­rei”.

Em pro­nun­ci­a­men­to, o pre­si­den­te Mi­chel Te­mer fa­lou da de­la­ção de Jo­es­ley e Wes­ley Ba­tis­ta, do­nos da JBS/Fri­boi. E, em­bo­ra o Su­pre­mo te­nha au­to­ri­za­do inqué­ri­to pa­ra in­ves­ti­gá-lo, ga­ran­tiu: “Não re­nun­ci­a­rei”. Te­mer dis­se que sa­be “a cor­re­ção” de seus atos. Exi­giu in­ves­ti­ga­ção ple­na e rá­pi­da. “Não te­mo ne­nhu­ma de­la­ção, na­da te­nho a es­con­der”, dis­se ele. Tam­bém ori­en­tou a equi­pe a “ir pa­ra o en­fren­ta­men­to”. Já o ex-pre­si­den­te Fer­nan­do Hen­ri­que Car­do­so de­fen­deu a re­nún­cia dos im­pli­ca­dos. Com a de­nún­cia, Te­mer já é al­vo de se­te pe­di­dos de im­pe­a­ch­ment.

Atos pe­dem Te­mer fo­ra e “Di­re­tas Já”

Es­pa­lha­ram-se on­tem pe­lo País atos pe­din­do im­pe­a­ch­ment do pre­si­den­te Te­mer, se­gui­das de elei­ções. “Di­re­tas Já!”, di­zi­am car­ta­zes, na ave­ni­da Pau­lis­ta, em São Pau­lo, no Cen­tro do Rio e em ou­tras ci­da­des. O pro­tes­to no Rio ter­mi­nou em con­fron­to com a po­lí­cia, que lan­çou bom­bas de gás la­cri­mo­gê­no con­tra as pe­dras ati­ra­das por mas­ca­ra­dos mis­tu­ra­dos à mul­ti­dão. As ma­ni­fes­ta­ções fo­ram cha­ma­das por mo­vi­men­tos so­ci­ais co­mo MTST, CUT e MST e pe­los di­re­tó­ri­os mu­ni­ci­pal e es­ta­du­al do PT-SP.

Lu­la, Dil­ma, Re­nan, Ser­ra: na lis­ta?

De­vem ex­plo­dir ho­je mais de­la­ções de Jo­es­ley e Wes­ley Ba­tis­ta, da JBS/Fri­boi. As no­vas de­nún­cia de­vem atin­gir, pe­la or­dem, se­gun­do Eli­a­ne Ca­ta­nhê­de, do jor­nal O Es­ta­do de S Pau­lo, Lu­la e Dil­ma (PT), o ex-pre­si­den­te do Se­na­do Re­nan Ca­lhei­ros (PMDB-AL) e o ex­chan­ce­ler Jo­sé Ser­ra (PSDBSP). O re­sul­ta­do, se­gun­do fon­tes da jor­na­lis­ta, é con­si­de­ra­do de­vas­ta­dor, com va­lo­res es­tra­tos­fé­ri­cos, e que ar­ras­ta qua­se to­do o mun­do po­lí­ti­co.

Aé­cio li­cen­ci­a­do do PSDB; ir­mã pre­sa.

Pa­ra ten­tar pro­var ino­cên­cia nas de­la­ções da JBS/Fri­boi, o se­na­dor Aé­cio Ne­ves (MG) li­cen­ci­ou-se da pre­si­dên­cia do PSDB — e in­di­cou o se­na­dor Tas­so Je­reis­sat­ti (CE) pa­ra subs­ti­tuí-lo. Aé­cio foi afas­ta­do do man­da­to pe­lo mi­nis­tro Ed­son Fa­chin, do Su­pre­mo, re­la­tor da La­vaJa­to. Os de­la­to­res da JBS en­tre­ga­ram gra­va­ção de con­ver­sa em que Aé­cio pe­de R$ 2 mi­lhões pa­ra pa­gar sua de­fe­sa nas in­ves­ti­ga­ções. Aé­cio te­ve vas­cu­lha­da pe­la Po­lí­cia Fe­de­ral sua ca­sa e seu ga­bi­ne­te no Con­gres­so. A ir­mã do se­na­dor, An­drea Ne­ves, e um pri­mo es­tão pre­sos, sus­pei­tos de te­rem si­do eles a pe­dir di­nhei­ro ao em­pre­sá­rio Jo­es­ley Ba­tis­ta.

Pers­pec­ti­va pa­ra ho­je: mais de­nún­ci­as con­tra o mun­do po­lí­ti­co.

Po­lí­cia Fe­de­ral no Con­gres­so: apre­en­sões pa­ra in­ves­ti­ga­ção do se­na­dor Aé­cio Ne­ves (PSDB-MG).

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.