Câ­ma­ra re­jei­ta fundo pa­ra cam­pa­nhas

Jornaldodia - - POLÍTICA -

Di­an­te da re­per­cus­são ne­ga­ti­va de cri­ar um fundo de R$ 3,6 bi­lhões pa­ra fi­nan­ci­ar as elei­ções, o ple­ná­rio da Câ­ma­ra re­jei­tou a pro­po­si­ção on­tem à noi­te. Por 441 vo­tos con­tra um, es­se tre­cho foi re­ti­ra­do do pro­je­to de re­for­ma po­lí­ti­ca. Não que o fundo te­nha si­do re­jei­ta­do — ape­nas sua for­ma. Se a re­jei­ção se man­ti­ver no 2º tur­no na Câ­ma­ra e no Se­na­do, o va­lor se­rá de­fi­ni­do a ca­da elei­ção pe­la Co­mis­são Mis­ta de Or­ça­men­to (CMO) do Con­gres­so e não com 0,5% da Re­cei­ta Cor­ren­te Lí­qui­da do ano an­te­ri­or à elei­ção, co­mo qu­e­ria o re­la­tor Vi­cen­te Cân­di­do (PT-SP).

No­va cláu­su­la de bar­rei­ra e fim de co­li­ga­ções

A co­mis­são so­bre a re­for­ma po­lí­ti­ca apro­vou on­tem o fim de co­li­ga­ções par­ti­dá­ri­as a co­me­çar em 2018 e a cláu­su­la de bar­rei­ra, ou de de­sem­pe­nho, pa­ra par­ti­dos. A ver­são é me­nos rí­gi­da do que o tex­to do Se­na­do. Mas os par­ti­dos com afi­ni­da­de ide­o­ló­gi­ca po­de­rão se unir em “fe­de­ra­ções”. A no­va bar­rei­ra exi­ge que ca­da par­ti­do ob­te­nha ao me­nos 1,5% dos vo­tos vá­li­dos pa­ra a Câ­ma­ra em ao me­nos um ter­ço das uni­da­des da Fe­de­ra­ção, com pe­lo me­nos 1% dos vo­tos vá­li­dos em ca­da uma. O re­la­tó­rio pas­sa­rá pe­lo ple­ná­rio da Câ­ma­ra, em dois tur­nos. De­pois, vai ao Se­na­do.

Mo­ra­es re­jei­ta pe­di­dos de im­pe­a­ch­ment de Te­mer

Dois man­da­dos de se­gu­ran­ça — um de par­la­men­ta­res da opo­si­ção, ou­tra da OAB — fo­ram re­jei­ta­dos on­tem pe­lo mi­nis­tro do Su­pre­mo Alexandre de Mo­ra­es. Os man­da­dos pe­di­am que se or­de­nas­se ao pre­si­den­te da Câ­ma­ra, Ro­dri­go Maia (DEM-RJ), dar an­da­men­to a pe­di­dos de im­pe­a­ch­ment do pre­si­den­te Mi­chel Te­mer. Ex-mi­nis­tro de Te­mer, Mo­ra­es usou o prin­cí­pio da se­pa­ra­ção de po­de­res co­mo ar­gu­men­to prin­ci­pal pa­ra re­jei­tar as du­as ações.

Lu­la po­de não con­cor­rer em 2018

“Nin­guém é in­subs­ti­tuí­vel”: a iné­di­ta afir­ma­ção sur­pre­en­deu, on­tem, na bo­ca do ex­pre­si­den­te Lu­la, em en­tre­vis­ta à agência Reu­ters. Se­gun­do ele, o PT po­de ter de es­co­lher ou­tro can­di­da­to em 2018, ci­tan­do sua re­cen­te con­de­na­ção ju­di­ci­al — on­tem, a sen­ten­ça so­bre o ca­so do trí­plex che­gou à 2ª ins­tân­cia. “Se hou­ver um pro­ble­ma, o PT tem de con­se­guir lan­çar ou­tro can­di­da­to”, afir­mou. Es­se po­de ser o do ex-pre­fei­to de São Paulo, Fernando Had­dad. Lu­la ain­da fez crí­ti­cas ao go­ver­no Te­mer e as me­di­das de­le pa­ra pro­mo­ver o ajus­te fis­cal.

Gil­mar Men­des sol­ta mais três sus­pei­tos

Mais três in­ves­ti­ga­dos li­ga­dos a su­pos­to es­que­ma do go­ver­na­dor Sér­gio Ca­bral (PMDBRJ) fo­ram sol­tos on­tem pe­lo mi­nis­tro do Su­pre­mo Gil­mar Men­des. Gil­mar es­ten­deu o ha­be­as cor­pus a Ja­cob Ba­ra­ta Fi­lho, o “rei do ôni­bus”, e de­cre­tou me­di­das al­ter­na­ti­vas ao ex-pre­si­den­te do De­par­ta­men­to Es­ta­du­al de Trans­por­te Ro­do­viá­rio (De­tro), Ro­gé­rio Ono­fre, sua mu­lher Day­se De­bo­ra e Da­vid Au­gus­to Sam­paio. O pro­cu­ra­dor-ge­ral, Ro­dri­go Ja­not, pe­diu sus­pei­ção de Gil­mar nos ca­sos li­ga­dos a Ba­ra­ta Fi­lho.

Fundo de R$ 3,6 bi­lhões não pe­gou bem

Câ­ma­ra dis­cu­te a re­for­ma po­lí­ti­ca: ain­da fal­ta vo­tar o sis­te­ma elei­to­ral cha­ma­do 'dis­tri­tão'.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.