Ca­em a Bol­sa e o dó­lar

Jornaldodia - - NEGÓCIOS -

Com no­va re­a­li­za­ção de lu­cros, o ín­di­ce Bo­ves­pa, da Bol­sa de São Pau­lo, fechou com le­ve que­da de 0,07%, a 70.835 pon­tos e gi­ro de R$ 8,8 bi­lhões, aci­ma da mé­dia. A ação ON da Va­le su­biu 2,15% e re­gis­trou o mai­or vo­lu­me do Ibo­ves­pa, de R$ 1,96 bi­lhão. As ações da Pe­tro­bras tam­bém fe­cha­ram em al­ta, acom­pa­nhan­do a va­lo­ri­za­ção do pre­ço do pe­tró­leo no mer­ca­do in­ter­na­ci­o­nal. No mer­ca­do de câm­bio, o dó­lar co­mer­ci­al fechou em que­da no úl­ti­mo dia do mês: caiu 0,37%, co­ta­do a R$ 3,1483.

Small Cap na pon­ta dos in­ves­ti­men­tos

En­cer­ra­do agos­to, a apli­ca­ção mais ren­tá­vel foi o Ín­di­ce Small Cap, que ob­te­ve ga­nho no­mi­nal de 8,53% (an­tes de des­con­tar a in­fla­ção). A mes­ma apli­ca­ção já ha­via li­de­ra­do o ran­king no 1º se­mes­tre — no ano, acu­mu­la ga­nho de 40,03%. O se­gun­do melhor foi o Ibo­ves­pa, com al­ta de 7,46% em agos­to e 17,61% no ano. O dó­lar re­gis­trou al­ta de 0,97% no mês. No ano, no en­tan­to, a mo­e­da ame­ri­ca­na acu­mu­la que­da de 3,15% até agos­to. Fun­do de ren­da fi­xa ba­se­a­do na Se­lic ga­nhou 0,80 em agos­to e 7,35% no ano.

Li­mi­nar im­pe­de vo­to dos ir­mãos Batista na JBS

Por meio de li­mi­nar ob­ti­da pe­lo BNDES e pe­la Cai­xa Econô­mi­ca Fe­de­ral, os con­tro­la­do­res da JBS — Jo­es­ley e Wes­ley Batista — não po­de­rão vo­tar na as­sem­bleia de aci­o­nis­tas de hoje. A decisão é do juiz Hong Kou Hen, da 8° Va­ra Fe­de­ral de SP, on­tem à noi­te. Itens ve­da­dos ao vo­to dos con­tro­la­do­res: me­di­das pe­la res­pon­sa­bi­li­za­ção dos ges­to­res por pre­juí­zos. O ban­co de fo­men­to, por seu bra­ço de par­ti­ci­pa­ções, o BNDESPar, é o mai­or aci­o­nis­ta mi­no­ri­tá­rio da JBS, com 21%. A CEF tem 4%. Os ir­mãos Batista con­tro­lam, com 42%.

Cré­di­to imo­bi­liá­rio: mai­or vo­lu­me men­sal.

Che­ga­ram a R$ 4,24 bi­lhões em ju­lho as ope­ra­ções de cré­di­to imo­bi­liá­rio com re­cur­sos da pou­pan­ça, se­gun­do a Abe­cip, as­so­ci­a­ção das ins­ti­tui­ções des­se mer­ca­do. É o mai­or pa­ta­mar men­sal do ano e 10,9% su­pe­ri­or ao do mes­mo pe­río­do de 2016. Na com­pa­ra­ção com ju­lho, hou­ve al­ta de 11,7%. Ape­sar da al­ta no mês pas­sa­do, as con­ces­sões de cré­di­to imo­bi­liá­rio acu­mu­lam re­du­ção de 6,2% no ano, pa­ra R$ 24,79 bi­lhões. Nos 12 me­ses de ago2016 a jul2017, fo­ram apli­ca­dos R$ 44,98 bi­lhões na com­pra e construção de imó­veis com re­cur­sos da pou­pan­ça, que­da de 12,2%.

Des­ti­tuí­do pre­si­den­te da BRF

Reu­nião on­tem no Con­se­lho da BRF (Sa­dia-Per­di­gão) des­ti­tuiu o pre­si­den­te da em­pre­sa, Pe­dro Fa­ria. Ele é só­cio do fun­do Tar­pon, do­no de 8,5% da BRF, e es­ta­va no car­go des­de 2014. Em no­ta, o pre­si­den­te do con­se­lho, Abi­lio Di­niz, afir­mou que, de co­mum acor­do, Fa­ria fi­ca­rá até o fim des­te ano. A des­ti­tui­ção de­ve-se em par­te ao pre­juí­zo de R$ 925 mi­lhões; e em gran­de me­di­da à dis­pu­ta de po­der no gru­po. Ao lon­go dos anos hou­ve dis­pu­tas com o Tar­pon, al­gu­mas cen­tra­das na pre­sen­ça do bra­ço-di­rei­to de Abí­lio Di­niz na BRF, Jo­sé Ro­ber­to Per­no­mi­an Rodrigues.

Pe­dro Fa­ria: bri­ga pe­lo po­der na BRF.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.