Pla­ne­ja­men­to pe­de R$ 180 bi­lhões do BNDES

Jornaldodia - - ECONOMIA -

Já foi en­ca­mi­nha­do ao BNDES, pe­lo Mi­nis­té­rio do Pla­ne­ja­men­to, pe­di­do for­mal de pagamento an­te­ci­pa­do de R$ 180 bi­lhões dos em­prés­ti­mos con­ce­di­dos pe­lo Te­sou­ro. O pe­di­do es­pe­ci­fi­ca que R$ 50 bi­lhões de­vem en­trar nos co­fres pú­bli­cos ainda es­te ano, e R$ 130 bi­lhões em 2018. Com is­so, a área econô­mi­ca quer ga­ran­tir o cum­pri­men­to da “re­gra de ou­ro” das fi­nan­ças pú­bli­cas, pre­vis­ta no ar­ti­go 167 da Cons­ti­tui­ção, que proí­be o go­ver­no de emi­tir tí­tu­los pú­bli­cos em va­lor su­pe­ri­or às des­pe­sas de ca­pi­tal (in­ves­ti­men­tos, in­ver­sões e amor­ti­za­ções) do exer­cí­cio.

Eco­no­mis­tas de­fen­dem re­for­ma tri­bu­tá­ria

cri­ti­ca a des­na­ci­o­na­li­za­ção de se­to­res es­tra­té­gi­cos. Or­ga­ni­za­do pe­lo Con­se­lho Fe­de­ral de Eco­no­mia (Co­fe­con), o Con­gres­so reu­niu 1,5 mil eco­no­mis­tas bra­si­lei­ros e con­vi­da­dos in­ter­na­ci­o­nais. Os prin­ci­pais te­mas fo­ram re­for­ma tri­bu­tá­ria, in­fra­es­tru­tu­ra do se­tor elé­tri­co, Pre­vi­dên­cia So­ci­al, agri­cul­tu­ra, de­sen­vol­vi­men­to in­dus­tri­al, po­lí­ti­ca cam­bi­al, pa­pel do es­ta­do na eco­no­mia e jor­na­lis­mo econô­mi­co.

Con­su­mo das fa­mí­li­as de­ve avan­çar

Gra­ças à que­da da in­fla­ção e A Car­ta de Be­lo Horizonte — dos ju­ros, com me­nos de­sem­pre­go do­cu­men­to fi­nal do 22º Con­gres­so e ina­dim­plên­cia, o con­su­mo Bra­si­lei­ro de Eco­no­mia, das fa­mí­li­as de­ve avan­çar en­cer­ra­do na 6a-fei­ra — e sus­ten­tar o cres­ci­men­to de­fen­de re­for­ma tri­bu­tá­ria e da eco­no­mia, nes­te ano e em 2018, con­for­me pro­je­ções de eco­no­mis­tas. A mé­dia das pro­je­ções gi­ra em tor­no de 0,7% de al­ta nes­te ano. Mes­mo com o cres­ci­men­to, ainda le­va­rá tem­po pa­ra o con­su­mo vol­tar aos pa­ta­ma­res de an­tes da cri­se. Nos úl­ti­mos dois anos e meio hou­ve re­du­ção de R$ 79,7 bi­lhões no con­su­mo, se­gun­do a con­sul­to­ria Ten­dên­ci­as.

Gi­gan­tes da in­ter­net na mi­ra de paí­ses da UE

Co­mo pre­pa­ra­ção pa­ra a reu­nião de mi­nis­tros de Fi­nan­ças da União Eu­ro­peia mar­ca­da pa­ra 16set17 na Estô­nia, Fran­ça, Ale­ma­nha, Itá­lia e Espanha as­si­na­ram uma pro­pos­ta em que pe­dem à União Eu­ro­peia que exa­mi­ne a pos­si­bi­li­da­de de ta­xar o fa­tu­ra­men­to das gi­gan­tes da in­ter­net em ca­da país, ao in­vés de cal­cu­lar o im­pos­to de mo­do ge­ral. Em­pre­sas co­mo Go­o­gle, Ap­ple, Fa­ce­bo­ok e Ama­zon es­tão no ra­dar da UE pe­la oti­mi­za­ção fis­cal, com es­que­mas fi­nan­cei­ros le­gais pa­ra re­du­zir o va­lor dos im­pos­tos.

Chi­na de­ve mu­dar re­gra de câm­bio

Ho­je, o Ban­co Cen­tral da Chi­na de­ve ex­tin­guir uma re­gra de exi­gên­cia de ca­pi­tal pa­ra ne­go­ci­a­ções em mo­e­da es­tran­gei­ro. O mo­vi­men­to é des­ti­na­do a fre­ar o rit­mo de va­lo­ri­za­ção da mo­e­da na­ci­o­nal, o yu­an — que al­can­çou o mai­or pa­ta­mar em 16 me­ses. A va­lo­ri­za­ção do yu­an tor­na as ex­por­ta­ções chi­ne­sas me­nos com­pe­ti­ti­vas. Ho­je, o Ban­co Cen­tral chi­nês exi­ge uma re­ser­va de ris­co equi­va­len­te a 20% do to­tal ne­go­ci­a­do a pra­zo no mês an­te­ri­or — a re­gra, de out2015, era uma for­ma de res­trin­gir a aqui­si­ção de dó­la­res em um mo­men­to de des­va­lo­ri­za­ção do yu­an.

Con­gres­so Bra­si­lei­ro de Eco­no­mia: con­tra a des­na­ci­o­na­li­za­ção.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.