Mi­lha­res mar­cham em Bar­ce­lo­na por união e bom sen­so

Jornaldodia - - INTERNACIONAL -

Com car­ta­zes di­zen­do “So­mos Es­pa­nha”, “Va­mos re­cu­pe­rar o bom sen­so” ou “Mais Con­vi­vên­cia, Me­nos In­de­pen­dên­cia”, mi­lha­res de ca­ta­lães, que não apoi­am os in­de­pen­den­tis­tas, saí­ram on­tem às ru­as de Bar­ce­lo­na. “O na­ci­o­na­lis­mo en­cheu a his­tó­ria da Eu­ro­pa, do mun­do e da Es­pa­nha com guer­ras, san­gue e mor­tos. Há já al­gum tem­po que o na­ci­o­na­lis­mo pro­vo­ca es­tra­gos na Ca­ta­lu­nha. É por is­so que es­ta­mos aqui ho­je, pa­ra tra­vá-lo”, de­cla­rou o escritor e No­bel de Li­te­ra­tu­ra, Ma­rio Var­gas Llo­sa. A ma­ni­fes­ta­ção pe­la uni­da­de ocor­reu dois di­as an­tes do dis­cur­so do pre­si­den­te ca­ta­lão, Car­les Puig­de­mont, no Par­la­men­to, que mar­ca­rá os pró­xi­mos pas­sos do in­de­pen­den­tis­mo.

Ir­mã de Kim Jon­gun che­ga ao po­der

Kim Yo-jong, ir­mã mais no­va do atu­al líder nor­te-co­re­a­no Kim Jong-un, pas­sou a fa­zer par­te do cha­ma­do “po­lit­bu­ro”, o or­ga­nis­mo que con­cen­tra to­das as gran­des de­ci­sões po­lí­ti­cas do país. A notícia foi di­vul­ga­da on­tem, no dia em que Pyongyang ce­le­bra­va o 20º ani­ver­sá­rio da eleição do his­tó­ri­co líder Kim Jong-il co­mo se­cre­tá­rio-ge­ral do Par­ti­do dos Tra­ba­lha­do­res. So­bre a jo­vem Kim Yo-jong há pou­cas in­for­ma­ções: sa­be-se que tem 26 anos e es­tu­dou na Suí­ça, as­sim co­mo o ir­mão.

Exér­ci­to aju­da a com­ba­ter in­cên­di­os em Portugal

O Exér­ci­to por­tu­guês anun­ci­ou que en­vi­a­rá 200 mi­li­ta­res pa­ra aju­dar a po­pu­la­ção e os quase 600 bom­bei­ros que lu­tam con­tra as cha­mas que avan­çam em Pam­pi­lho­sa da Ser­ra des­de 6a-fei­ra à noi­te e que já se alas­tra­ram pa­ra o Con­se­lho de Ar­ga­nil. Seis al­dei­as fo­ram evacuadas. Três es­tra­das na­ci­o­nais es­tão blo­que­a­das, no mai­or dos seis in­cên­di­os mais pre­o­cu­pan­tes em Portugal nes­te mo­men­to. O se­cre­tá­rio de Es­ta­do da Ad­mi­nis­tra­ção In­ter­na, Jor­ge Go­mes, já de­cla­rou sus­pei­tar de ori­gem cri­mi­no­sa nos in­cên­di­os de­fla­gra­dos nos úl­ti­mos di­as.

Mu­lhe­res pa­les­ti­nas e is­ra­e­len­ses jun­tas pe­la paz

Ter­mi­nou on­tem em Je­ru­sa­lém a Mar­cha pe­la Paz, or­ga­ni­za­da pe­la “Wo­men Wa­ge Pe­a­ce”, em que cer­ca de cin­co mil mu­lhe­res is­ra­e­len­ses e pa­les­ti­nas mar­cha­ram jun­tas du­ran­te du­as se­ma­nas pe­la paz no Ori­en­te Mé­dio. Ves­ti­das de bran­co, elas atra­ves­sa­ram o ce­ná­rio de­sér­ti­co às mar­gens do rio Jordão, em Is­ra­el e na Cis­jor­dâ­nia ocu­pa­da. Um dos ob­je­ti­vos do mo­vi­men­to é cri­ar um par­la­men­to de mu­lhe­res pa­les­ti­nas e is­ra­e­len­ses.

Cu­ba lem­bra a mor­te de Gu­e­va­ra

Cer­ca de 70 mil pes­so­as ce­le­bra­ram on­tem, na ci­da­de de San­ta Cla­ra, em Cu­ba, os 50 anos da mor­te do mí­ti­co guer­ri­lhei­ro Er­nes­to ‘Che’ Gu­e­va­ra, no mau­so­léu on­de re­pou­sam os res­tos mor­tais do “Co­man­dan­te”. O pre­si­den­te Raúl Cas­tro par­ti­ci­pou da homenagem, mas dei­xou o dis­cur­so a car­go do nú­me­ro 2 do re­gi­me, Miguel Díaz-Ca­nel. “Pa­ra mim, o Che é um gigante mo­ral que to­dos os di­as cres­ce ain­da mais e cu­ja in­fluên­cia al­can­çou o mun­do in­tei­ro”, de­cla­rou Díaz-Ca­nel.

Kim Yo-jong es­tu­dou na Suí­ça, co­mo o ir­mão Kim Jong-un.

In­cên­di­os em Portugal: 200 mi­li­ta­res vão aju­dar 600 bom­bei­ros. Seis al­dei­as já fo­ram evacuadas.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.