Te­mer ten­ta sal­var re­for­ma da Pre­vi­dên­cia

Jornaldodia - - ECONOMIA -

De­pois de ter ad­mi­ti­do que se­ria di­fí­cil apro­var a re­for­ma da Pre­vi­dên­cia — e ex­pe­ri­men­tar re­a­ção do mer­ca­do — , o pre­si­den­te Mi­chel Te­mer ten­tou sal­var a má si­tu­a­ção com um ví­deo. Em ví­deo no Twit­ter, Te­mer pe­diu apoio aos ci­da­dãos pa­ra apro­var a re­for­ma da Pre­vi­dên­cia, em tra­mi­ta­ção no Congresso. De­pois de reu­niões com lí­de­res da Câ­ma­ra, an­te­on­tem, e do Se­na­do, on­tem, o go­ver­no já ad­mi­te mu­dan­ças no tex­to da re­for­ma pa­ra que ao me­nos par­te de­la se­ja apro­va­da ain­da es­te ano. Co­mo se tra­ta de emen­da Cons­ti­tu­ci­o­nal, pa­ra apro­var a re­for­ma na Câ­ma­ra se­rão ne­ces­sá­ri­os, pe­lo me­nos, 308 vo­tos fa­vo­rá­veis.

Jo­go po­de man­ter fun­do pa­ra se­gu­ran­ça

Pa­ra cri­ar um fun­do que fi­nan­cie a se­gu­ran­ça pú­bli­ca, a Câ­ma­ra dos De­pu­ta­dos po­de apro­var a li­be­ra­ção de jo­gos de azar. Se­gun­do o pre­si­den­te da Cma­ra, Ro­dri­go Maia (DEM-RJ), o pro­je­to tem seu apoio — mas is­so não ti­ra a “res­pon­sa­bi­li­da­de e ne­ces­si­da­de” de vo­tar a re­for­ma da Pre­vi­dên­cia. Ele dis­se ain­da que a ideia de li­be­rar os cas­si­nos no Bra­sil po­de ser boa, por­que, além de ge­rar re­cei­ta, vai cri­ar em­pre­gos em vá­ri­os pon­tos do país.

Pa­ra in­ves­tir R$ 42 bi­lhões

exe­cu­ção e con­clu­são de obras até 2018. Es­tão pre­vis­tos 6.233 pro­je­tos na área de in­fra­es­tru­tu­ra. O pre­si­den­te Te­mer pe­diu pres­sa na fi­na­li­za­ção do pro­gra­ma pa­ra anun­ci­ar me­di­das de im­pac­to econô­mi­co na es­tei­ra do ar­qui­va­men­to da 2ª de­nún­cia. O ob­je­ti­vo é ten­tar mos­trar que o go­ver­no po­de che­gar ao fim de 2018.

Ele­trô­ni­cos cres­cem 4,7%

Gra­ças à in­dús­tria ele­trô­ni­ca, a pro­du­ção in­dus­tri­al Ama­nhã, o go­ver­no de­ve lan­çar ele­tro­e­le­trô­ni­ca cres­ceu 4,7% o pro­gra­ma Avan­çar — de ja­nei­ro a se­tem­bro, em re­la­ção no­va rou­pa­gem pa­ra o Pro­gra­ma a igual pe­río­do do ano de Ace­le­ra­ção do Cres­ci­men­to pas­sa­do, se­gun­do da­dos do (PAC). O fo­co se­rá o IBGE, com­pi­la­dos pe­la As­so­ci­a­ção in­ves­ti­men­to em in­fra­es­tru­tu­ra. Bra­si­lei­ra da In­dús­tria A pre­vi­são ini­ci­al é in­je­tar Elé­tri­ca e Ele­trô­ni­ca pe­lo me­nos R$ 42 bi­lhões na (Abi­nee). Só a in­dús­tria ele­trô- ni­co cres­ceu 20,2% — con­tra re­cuo de 6% do seg­men­to elé­tri­co. O re­sul­ta­do do se­tor ele­tro­e­le­trô­ni­co co­mo um to­do foi mais fa­vo­rá­vel do que o re­gis­tra­do pe­la in­dus­tri­al ge­ral (+1,6%) e pe­la in­dús­tria de trans­for­ma­ção (1%).

União Eu­ro­peia vem con­ver­sar com o Mer­co­sul

Che­ga ao Bra­sil 6a-fei­ra, 10nov17, o vi­ce-pre­si­den­te da União Eu­ro­peia (UE) pa­ra Em­pre­go, Cres­ci­men­to, In­ves­ti­men­to e Com­pe­ti­ti­vi­da­de, Jyr­ki Ka­tai­nen. Ele vai ten­tar dar im­pul­so à ne­go­ci­a­ção do acor­do de li­vre co­mér­cio en­tre os dois blo­cos. O di­ri­gen­te eu­ro­peu vai reu­nir-se com os chan­ce­le­res do Bra­sil, Aloy­sio Nu­nes, da Ar­gen­ti­na, Jor­ge Fau­rie, e do Uru­guai, Rodolfo Nin No­voa. O do Pa­ra­guai, Ela­dio Loi­za­ga, en­con­tra-se em vi­a­gem ao ex­te­ri­or. Os su­la­me­ri­ca­nos re­cla­mam pro­pos­ta me­lhor pa­ra car­ne e eta­nol. A UE re­cla­ma mais aber­tu­ra de mer­ca­dos.

Jyr­ki Ka­tai­nen, da UE: ten­ta­ti­va de ne­go­ci­ar com Mer­co­sul.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.