Se­pa­ra­dos, mas pais!

Malu - - Filhos - Mô­ni­ca Pessanha é psi­co­pe­da­go­ga e psi­ca­na­lis­ta de crianças e ado­les­cen­tes. www.mo­ni­ca­pes­sa­nha.com.br

Já pa­rou pa­ra pen­sar que, quan­do os pais se se­pa­ram, pa­re­ce que se­pa­ram também as res­pon­sa­bi­li­da­des?

Pois é. Mas isso não pre­ci­sa ser as­sim. Quan­do os pais se se­pa­ra­ram, ain­da é possível con­ti­nu­a­rem no sis­te­ma de equi­pe, no qual todos fa­zem a sua parte pa­ra que o ti­me ven­ça.

Va­le di­vi­di­rem as vi­si­tas ao pe­di­a­tra, a com­pra de rou­pas no­vas, aju­dar com a li­ção de casa e reu­niões de es­co­la. O que não va­le é se­pa­rar das res­pon­sa­bi­li­da­des de cri­ar os fi­lhos!

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.