Ati­tu­des que evi­tam do­en­ças

Malu - - Bem-estar -

De acor­do com a bi­o­mé­di­ca e mor­fo­lo­gis­ta Va­nes­sa Al­bu­quer­que, “o pro­ces­so de ado­e­ci­men­to no cor­po hu­ma­no é en­ten­di­do co­mo re­sul­ta­do da in­di­fe­ren­ça com a qual ele é tra­ta­do por re­pe­ti­das ve­zes ao de­cor­rer da vi­da. Por meio da gripe, por exem­plo, o cor­po diz: ‘es­tá tu­do er­ra­do’”. Is­so acon­te­ce, prin­ci­pal­men­te, com pes­so­as que têm di­fi­cul­da­de em ex­pri­mir os seus de­se­jos e/ou li­dar com al­gu­ma si­tu­a­ção de es­tres­se. Uma sé­rie de dis­fun­ções po­dem co­me­çar com um mal-es­tar e se es­ten­der até cul­mi­nar uma en­fer­mi­da­de mais gra­ve. Por is­so, a es­pe­ci­a­lis­ta ori­en­ta a apli­car, no dia a dia, as cin­co cha­ves na pre­ven­ção das do­en­ças.

1. Aten­ção! “Es­cu­te o seu cor­po, dê a aten­ção ao que o seu cor­po es­tá lhe di­zen­do, lem­bre-se o seu cor­po é mais in­te­li­gen­te do que vo­cê, en­tão ou­ça-o.” 2. Gen­ti­le­za. “Tra­tar bem o pró­prio cor­po, es­te é um pas­so fun­da­men­tal pa­ra har­mo­ni-zar-se con­si­go mes­mo e man­ter uma vi­da sau­dá­vel, por­que os si­nais emi­ti­dos pe­lo cor­po so­bre o seu fun­ci­o­na­men­to an­te­ce­dem a cu­ra.” 3. Obe­di­ên­cia. “Se o seu cor­po fi­zer vo­cê sen­tir ne­ces­si­da­des, obe­de­ça. Tu­do que ele man­dar, fa­ça. Se seu cor­po fi­zer vo­cê sen­tir fo­me, co­ma. Se ti­ver se­de, be­ba, se es­ti­ver can­sa­do, des­can­se.” 4. Re­ci­pro­ci­da­de. “Sig­ni­fi­ca dar e re­ce­ber. Se­ja re­ci­pro­co com seu cor­po. Dê a ele o me­lhor e re­ce­ba em tro­ca o mes­mo.” 5. Acei­ta­ção. “O cor­po não é al­go que se ad­qui­re, por­tan­to é in­subs­ti­tuí­vel. En­quan­to não pu­der sair de­le é ne­ces­sá­rio acei­tá-lo.”

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.