En­gra­vi­dou: e ago­ra?

Malu - - Filhos -

“É im­por­tan­te que a ado­les­cen­te fa­ça o pré-natal o mais pre­co­ce­men­te pos­sí­vel, pois nes­se mo­men­to per­gun­tar o que acon­te­ceu não adi­an­ta... Es­ti­mu­le para que ela con­ti­nue ado­les­cen­te, não aban­do­ne a es­co­la, não aban­do­ne os ami­gos e não for­ce que fi­que com o pai da cri­an­ça. A fórmula é ou­vir e aco­lher. As ado­les­cen­tes que não são aco­lhi­dos vol­tam a en­gra­vi­dar em dois anos, pois não co­nhe­cem ou­tro ca­mi­nho que não se­ja ser mãe. Os pais de­vem aju­dar, sim, a cui­dar do be­bê, pois se es­se mo­men­to de mu­dan­ça é mui­to di­fí­cil para um adul­to, ima­gi­na para um ado­les­cen­te.”

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.