Elo­gi­an­do os fi­lhos

Malu - - Filhos -

O elo­gio é im­por­tan­te no pro­ces­so de de­sen­vol­vi­men­to da cri­an­ça. É co­mo se a ca­da elo­gio a cri­an­ça fos­se en­chen­do sua cai­xi­nha de au­to­es­ti­ma.

Es­sa ação pode le­var a cri­an­ça a acre­di­tar em si mes­ma! Mas va­le lem­brar que elo­gi­os de­mais es­tra­gam - e de me­nos tam­bém.

Ao elo­gi­ar uma cri­an­ça é pre­ci­so en­con­trar al­go es­pe­cí­fi­co que te­nha fei­to de bom. É as­sim que co­me­ça­mos a tra­ba­lhar com re­for­ço po­si­ti­vo.

Aque­les ge­né­ri­cos do ti­po “pa­ra­béns” quan­do a cri­an­ça re­a­li­zou al­gum fei­to são pou­co efi­ci­en­tes. O me­lhor é res­sal­tar o que ela fez que aju­dou a al­can­çar de­ter­mi­na­do re­sul­ta­do.

Pa­po de fi­lhos De­ni­se Di­as, te­ra­peu­ta in­fan­til. Si­te www.te­ra­pi­as­lu­di­cas.com.br

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.