Ah, as ba­na­nas!

Malu - - Meu pet, minha vida - Car­la So­a­res, médica ve­te­ri­ná­ria CRMV0945/DF e di­re­to­ra do Por­tal Soul Vet. www.soul­vet.com.br Colunista de Ma­lu

• A ba­na­na é uma fru­ta que pres­cre­vo co­mo me­di­ca­men­to em meus aten­di­men­tos – eles gos­tan­do ou não (ri­sos). Elas são ali­men­tos fun­ci­o­nais e ex­ce­len­tes re­gu­la­do­ras do trân­si­to in­tes­ti­nal e da re­po­si­ção da flo­ra, uma vez que são pro­bió­ti­cas (ser­vem de ali­men­tos para as bo­as bac­té­ri­as in­tes­ti­nais).

• A bi­o­mas­sa de ba­na­na verde po­de ser en­con­tra­da em pó, cáp­su­la ou pas­ta (ma­ni­pu­la­da) e po­de ser uti­li­za­da em pa­ci­en­tes com dis­bi­o­se, di­ar­rei­as in­fec­ci­o­sas ou mesmo ali­men­ta­res.

• Além disso, se o ani­mal­zi­nho an­da com o co­les­te­rol meio alto, com gas­tri­te ou mui­to ir­ri­ta­do, a ba­na­na é um ex­ce­len­te ali­men­to que aju­da a re­gu­lar es­se ín­di­ce, a con­tro­lar o su­co gás­tri­co e a di­mi­nuir o es­tres­se, pois es­ti­mu­la a li­be­ra­ção de do­pa­mi­na.

• Co­mo for­ne­cer? De­pen­de. O ide­al é que o ve­te­ri­ná­rio do seu pet pres­cre­va a do­se cer­ta e vo­cê ma­ni­pu­le nu­ma far­má­cia de sua con­fi­an­ça. Mas co­mo pe­tis­cos e mesmo co­mo um apoio te­ra­pêu­ti­co em ca­sa vo­cê po­de for­ne­cer em ro­de­las, amas­sa­das, ba­ti­das com água de co­co (na se­rin­ga) e fa­zer cu­bi­nhos de ge­lo para de­pois de pas­sei­os em dias quen­tes.

• Gos­to de in­di­car tam­bém aos meus pa­ci­en­tes du­ran­te as des­ver­mi­na­ções (qu­an­do eles estão to­man­do ver­mí­fu­gos), já que a flo­ra in­tes­ti­nal po­de dar uma ba­lan­ça­da nes­sa fa­se.

• Le­gal, né? As fru­tas são fan­tás­ti­cas e va­mos sem­pre tra­zer di­cas aqui nes­ta co­lu­na.

Man­deMan­de su­a­sua per­gun­ta­per­gun­ta ou­ou su­ges­tão pa­ra­pa­ra ma­lu@ma­lu@as­tral.as­tral.com.com.br br

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.