Linha do tem­po

Malu - - Vamos relembrar? -

Aa­triz co­me­çou sua carreira na TV aos 19 anos, qu­an­do con­se­guiu um papel co­mo fi­gu­ran­te na tra­ma Va­le Tu­do. De­pois daí, não parou mais. Re­lem­bre com a gen­te os su­ces­sos de Adri­a­na Esteves.

Em Re­nas­cer, em 1993, Adri­a­na in­ter­pre­ta­va Ma­ri­a­na, uma jo­vem que de­se­ja­va se vin­gar de Jo­sé Ino­cên­cio (Antô­nio Fagundes), po­rém aca­ba se apai­xo­nan­do pe­lo ri­val.

2012 foi o ano de Adri­a­na dar vi­da à Ca­mi­nha, uma das vi­lãs mais ama­das da no­ve­la das no­ve.

Em A In­do­ma­da, de 1997, a atriz deu vi­da á Eu­lá­lia, que era ri­ca e, ao en­gra­vi­dar de um cor­ta­dor de ca­na, fo­ge e aca­ba so­fren­do um aci­den­te fa­tal. Após a pas­sa­gem de quin­ze anos na tra­ma, a atriz volta à his­tó­ria para in­ter­pre­tar a fi­lha so­bre­vi­ven­te: Lú­cia He­le­na.

Adri­a­na Esteves par­ti­ci­pou dos pri­mei­ros epi­só­di­os de Se­nho­ra do Des­ti­no (2004), co­mo a vi­lã Na­za­ré ain­da jo­vem. Sua per­so­na­gem fin­giu estar grá­vi­da e rou­bou uma cri­an­ça para con­quis­tar seu aman­te Luis Carlos (Tar­cí­sio Filho).

Na tra­ma de 1996, Ra­zão de Vi­ver, pro­du­zi­da pe­lo SBT, Adri­a­na Esteves vi­veu Zil­da, uma jo­vem que é aban­do­na­da por seu gran­de amor André (Mar­co Ric­ca), que quer se ca­sar ape­nas por di­nhei­ro.

Adri­a­na foi a vi­lã Amé­lia em Co­ra­ção de Es­tu­dan­te, de 2002. Apai­xo­na­da pe­lo pro­fes­sor Edu (Fábio Assunção) ela fez de tu­do para atra­pa­lhar o ro­man­ce do ga­lã com Cla­ra (He­le­na Ra­nal­di).

Em Mor­de & As­so­pra, ela in­ter­pre­tou a pro­ta­go­nis­ta Ju­lia, ar­queó­lo­ga que pro­cu­ra­va os­sos de di­nos­sau­ros no ter­re­no de Ab­ner (Mar­cos Pas­quim) e vi­via bri­gan­do com o fa­zen­dei­ro.

Em 1992, ela con­se­guiu sua pri­mei­ra pro­ta­go­nis­ta em horário nobre. Ma­ri­na, de Pe­dra So­bre Pe­dra, se apai­xo­nou pe­lo filho do mai­or ini­mi­go de sua mãe.

A comédia To­ma Lá, Dá Cá co­me­çou co­mo um especial de fim de ano, exi­bi­do em 2005, e em 2007 se tor­nou uma série. Adri­a­na Esteves in­ter­pre­ta­va Ce­li­nha.

Em Meu Bem, Meu Mal (1990), Adri­a­na Esteves vi­veu Pa­trí­cia, que pla­ne­ja­va uma vin­gan­ça con­tra Ri­car­do (Jo­sé Mayer), ho­mem que cau­sou a ruí­na fi­nan­cei­ra de seu pai.

Em 2000, na no­ve­la O Cra­vo e a Rosa, a atriz deu vi­da à tem­pe­ra­men­tal Ca­ta­ri­na, per­so­na­gem co­nhe­ci­da por seus ataques de fú­ria.

Em 1989, ela se ins­cre­veu no qua­dro Estrela Por Um Dia, do Do­min­gão do Faus­tão e con­se­guiu um papel na no­ve­la Top Mo­del, co­mo Ti­ni­nha.

Em Ba­bilô­nia, 2015, ela in­ter­pre­tou Inês, uma per­so­na­gem que fa­zia de tu­do para de­to­nar sua ri­val, Beatriz (Glo­ria Pires).

Em 1998, Adri­a­ne Esteves in­ter­pre­tou a mau-ca­rá­ter San­dri­nha, em Tor­re de Ba­bel.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.