Exer­cí­ci­os que ema­gre­cem

Malu - - Mexa-se! -

Que tal apro­vei­tar os di­as quen­tes pa­ra in­ves­tir em exer­cí­ci­os fí­si­cos? Eles são fun­da­men­tais pa­ra man­ter a saú­de em dia e ain­da dão aque­la for­ça no ema­gre­ci­men­to. Con­fi­ra al­gu­mas op­ções e es­co­lha a que mais com­bi­na com vo­cê!

Ca­mi­nha­da

É uma ex­ce­len­te ati­vi­da­de pa­ra quem es­tá dis­pos­ta a dei­xar o se­den­ta­ris­mo de la­do e ado­tar no­vos há­bi­tos de vi­da, de uma for­ma mais ati­va. “A ca­mi­nha­da é um óti­mo jei­to de co­me­çar, pois po­de ser pra­ti­ca­da em qual­quer lu­gar e ho­rá­rio, des­de que com se­gu­ran­ça, ex­ce­to quan­do o fa­tor cli­ma for con­trá­rio a re­a­li­za­ção dos exer­cí­ci­os”, ex­pli­ca o edu­ca­dor fí­si­co Wes­ley Al­mei­da.

Cor­ri­da

Um bom par de tê­nis com amor­te­ci­men­to es­pe­cí­fi­co e uma rou­pa le­ve é o que vo­cê pre­ci­sa pa­ra ini­ci­ar es­sa ati­vi­da­de. Por ser um exer­cí­cio ae­ró­bi­co, pro­mo­ve uma gran­de per­da ca­ló­ri­ca. As­sim, é su­pe­rin­di­ca­da pa­ra quem quer per­der aque­les incô­mo­dos qui­li­nhos a mais. Con­tu­do, vá com mo­de­ra­ção: o ide­al é ini­ci­ar com uma ca­mi­nha­da e só de­pois pas­sar pa­ra a cor­ri­da.

Pu­lar cor­da

Em­bo­ra pos­sa pa­re­cer brin­ca­dei­ra de cri­an­ça, ao pu­lar cor­da é pos­sí­vel de­to­nar até 3kg em ape­nas du­as se­ma­nas. Ou­tra van­ta­gem é que es­sa ati­vi­da­de ae­ró­bi­ca tam­bém aju­da a saú­de do co­ra­ção e dos pul­mões e au­xi­lia a de­sin­to­xi­car o or­ga­nis­mo. Mas aten­ção: é pre­ci­so ir com cal­ma, não abu­san­do do tem­po de prá­ti­ca. E, se es­ti­ver mui­to aci­ma do pe­so, evi­te pu­lar cor­da, pois po­de cau­sar le­sões no cor­po.

Cros­s­fit

Pa­ra fa­zer es­sa ati­vi­da­de é ne­ces­sá­rio re­cor­rer a es­ta­be­le­ci­men­tos de­vi­da­men­te cre­den­ci­a­dos.

Is­so por­que o pro­gra­ma de exer­cí­ci­os en­vol­ve mui­tos mo­vi­men­tos e pre­ci­sa de ori­en­ta­ção de pro­fis­si­o­nais qua­li­fi­ca­dos. Cor­rer, sal­tar, ro­lar e pu­lar cor­da são al­guns dos exer­cí­ci­os fei­tos nes­sa ca­te­go­ria. Co­mo al­ter­na di­fe­ren­tes gru­pos mus­cu­la­res e es­ti­mu­la o or­ga­nis­mo a uti­li­zar vá­ri­as fon­tes de ener­gia, o cros­s­fit dis­pen­sa os in­ter­va­los pa­ra re­cu­pe­ra­ção, pos­si­bi­li­tan­do, as­sim, trei­nos mui­tos in­ten­sos. Só pa­ra se ter uma ideia, uma ses­são de 30 mi­nu­tos da prá­ti­ca po­de quei­mar até 800 ca­lo­ri­as. Des­sa for­ma, quem de­se­ja per­der pe­so tem nes­sa mo­da­li­da­de uma ex­ce­len­te op­ção.

Yo­ga

Seus con­cei­tos bá­si­cos lem­bram o pi­la­tes. Os mo­vi­men­tos len­tos exi­gem con­cen­tra­ção e cons­ci­ên­cia cor­po­ral. O yo­ga ain­da apre­sen­ta uma la­do bas­tan­te es­pi­ri­tu­al, pro­por­ci­o­nan­do um com­ple­to bem-es­tar. “Ela es­ti­mu­la a pes­soa a se re­en­con­trar con­si­go mes­ma, per­ce­ber o seu cor­po e sua res­pi­ra­ção e se sen­tir no­va­men­te em con­ta­to com al­go su­pe­ri­or”, com­ple­ta o ins­tru­tor de yo­ga Sal­va­dor Her­nan­des.

Mus­cu­la­ção

Es­sa mo­da­li­da­de pro­pi­cia o au­men­to da mas­sa mus­cu­lar, tam­bém cha­ma­da de mas­sa ma­gra, pois os mús­cu­los con­so­mem mais ener­gia pa­ra a sua ma­nu­ten­ção. A prá­ti­ca ain­da aju­da a evi­tar fu­tu­ras le­sões na coluna e tor­ções, já que os mús­cu­los for­ta­le­ci­dos aca­bam ser­vin­do de apoio pa­ra es­sas es­tru­tu­ras.

Zum­ba

Quer sa­ber por que va­le a pe­na ade­rir à zum­ba? “A prá­ti­ca es­tá in­te­gra­da ao trei­no ae­ró­bi­co, in­ter­va­la­do e de re­sis­tên­cia, que atra­vés de di­ver­sos rit­mos de dan­ça com fá­cil acom­pa­nha­men­to, to­ni­fi­cam glú­te­os, abdô­men, per­nas e bra­ços”, des­ta­ca a pro­fes­so­ra da aca­de­mia Con­tours, Ali­ne Mar­ques Mes­si­as. E va­le res­sal­tar: “A zum­ba me­lho­ra a au­to­es­ti­ma e a dis­po­si­ção, afas­tan­do o es­tres­se por meio da dan­ça”, com­ple­ta a pro­fis­si­o­nal.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.