Im­por­tân­cia

Mente Curiosa - - NEWS -

Já deu pra per­ce­ber co­mo é im­por­tan­te cul­ti­var re­la­ci­o­na­men­tos sau­dá­veis, né? E man­ter es­sas co­ne­xões de for­ma po­si­ti­va e per­ma­nen­te cer­ta­men­te ge­ra­rá um cres­ci­men­to pa­ra to­das as par­tes en­vol­vi­das. Pa­ra Gus­ta­vo, “é pre­ci­so sa­ber uti­li­zar a in­te­li­gên­cia emo­ci­o­nal (IE) e ra­ci­o­ci­nar an­tes de agir, evi­tan­do o im­pul­so nes­sas re­la­ções. Por­tan­to, en­ten­der e sa­ber apli­car a IE po­de aju­dar a pen­sar an­tes de to­mar uma ati­tu­de”.

Ca­so con­trá­rio, si­tu­a­ções em­ba­ra­ço­sas, as­sim co­mo bri­gas e atri­tos des­ne­ces­sá­ri­os, po­dem sur­gir com o tem­po, já que as re­la­ções in­ter­pes­so­ais são a ba­se pa­ra um bom tra­ba­lho de equi­pe. “Nos­sas emo­ções nos afe­tam e afe­tam os que es­tão a nos­sa vol­ta. Se não sou­ber­mos ge­ren­ciá-las, fa­tal­men­te ire­mos agir de for­ma equi­vo­ca­da mui­tas ve­zes”, des­ta­ca a psi­có­lo­ga Fer­nan­da Reis. no mer­ca­do de tra­ba­lho

Foi-se o tem­po que o mer­ca­do de tra­ba­lho bus­ca­va ape­nas o sa­ber téc­ni­co. Além des­sa im­por­tan­te ha­bi­li­da­de, a ca­pa­ci­da­de de li­dar bem com as emo­ções vem ga­nhan­do es­pa­ço e, ca­da vez mais, as em­pre­sas es­tão va­lo­ri­zan­do a im­por­tân­cia de ter, em seus qua­dros, pro­fis­si­o­nais com ap­ti­dões com­por­ta­men­tais. “A in­te­li­gên­cia emo­ci­o­nal é um fa­tor ava­li­a­do em pro­ces­sos se­le­ti­vos das em­pre­sas.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.