AJU­DAR FAZ BEM

Mente Curiosa - - NEWS -

Pes­qui­sa­do­res da Es­co­la de Me­di­ci­na da Uni­ver­si­da­de de Ya­le, nos Es­ta­dos Uni­dos, con­cluí­ram, em um es­tu­do pu­bli­ca­do na re­vis­ta ci­en­tí­fi­ca Cli­ni­cal Psy­cho­lo­gi­cal Sci­en­ce, que que­brar aque­le ga­lho pa­ra fa­mi­li­a­res, ami­gos ou ape­nas co­nhe­ci­dos po­de aju­dar a di­mi­nuir os efei­tos ne­ga­ti­vos de ele­men­tos es­tres­so­res no dia a dia. O es­tu­do se deu por meio de uma ava­li­a­ção com 77 vo­lun­tá­ri­os de 18 a 44 anos. Du­ran­te 14 di­as, os par­ti­ci­pan­tes ti­ve­ram que re­la­tar di­a­ri­a­men­te quais­quer pro­ble­mas com estresse que ti­ve­ram, além de te­rem que in­for­mar se fi­ze­ram qual­quer ação, por mais sim­ples que fos­se, pa­ra aju­dar o pró­xi­mo. De­pois, eles de­ve­ri­am res­pon­der a um ques­ti­o­ná­rio so­bre su­as emo­ções da­que­le dia e tam­bém au­to­a­va­li­a­rem sua con­di­ção men­tal nu­ma es­ca­la de 0 até 100 (de pi­or pa­ra me­lhor). Is­so não quer di­zer que vo­cê pre­ci­sa “mo­ver mon­ta­nhas” aju­dan­do al­guém pa­ra sen­tir um alí­vio no estresse diá­rio. A pes­qui­sa su­ge­re que pe­que­nas ações já são mais do que su­fi­ci­en­tes pa­ra pro­por­ci­o­nar mais re­la­xa­men­to na sua ro­ti­na. Dar ca­ro­na pa­ra um ami­go, se­gu­rar a por­ta do ele­va­dor pa­ra o ou­tro po­der en­trar, aju­dar al­guém a se le­van­tar — va­mos com­bi­nar que um pou­co de boa von­ta­de por me­nos estresse é um bom ne­gó­cio! Afi­nal de con­tas, o estresse ele­va­do po­de dei­xar vo­cê de mau hu­mor e cau­sar pre­juí­zos pa­ra sua saú­de men­tal a lon­go pra­zo.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.