PROPAGANDAS

Mente Curiosa - - NEWS -

As­sim co­mo há mei­os de in­flu­en­ci­ar po­si­ti­va­men­te a sua men­te pa­ra gas­tar me­nos e fa­zer o di­nhei­ro ren­der, exis­tem mé­to­dos com o efei­to to­tal­men­te con­trá­rio, ou se­ja, su­gar seu di­nhei­ro. As téc­ni­cas de pro­pa­gan­da pas­sam lon­ge de se­rem ino­cen­tes, por mais en­gra­ça­das que pa­re­çam de vez em quan­do. Is­so por­que os pu­bli­ci­tá­ri­os se uti­li­zam de téc­ni­cas ba­se­a­das na psi­co­lo­gia pa­ra in­flu­en­ci­ar sua men­te ao con­su­mis­mo que, co­mo ex­pli­ca He­loí­sa Ca­pe­las, es­pe­ci­a­lis­ta em de­sen­vol­vi­men­to hu­ma­no, “tam­bém é uma cren­ça, um pi­lo­to au­to­má­ti­co, que tem se per­pe­tu­a­do na so­ci­e­da­de há tem­pos. Só é pos­sí­vel mu­dá-lo, en­tão, a par­tir da au­to­cons­ci­ên­cia”. Pa­ra fu­gir des­sas su­ges­tões, a psi­có­lo­ga Lei­la Pe­ric de Me­lo acon­se­lha a “ava­li­ar e re­fle­tir an­tes de con­su­mir. Por exem­plo: eu pre­ci­so dis­so ago­ra? O que me faz ter is­so no mo­men­to? Po­de ser um co­me­ço pra fre­ar seu com­por­ta­men­to de con­su­mir sem ne­ces­si­da­de e re­ver­ter o pro­ces­so”.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.