RO­MEU&JU­LI­E­TA

Pra­tos clás­si­cos do res­tau­ran­te Ta­ti­ni em am­bi­en­te mo­der­no são a fór­mu­la do no­vo Ca­si­mi­ro

Menu - - Contents - a ava­li­a­ção do res­tau­ran­te Ca­si­mi­ro, da fa­mí­lia Ta­ti­ni

De uns tem­pos

pa­ra cá, vi­rou uma fe­bre na web os ví­de­os em que gar­çons preparam um be­lo es­pa­gue­te den­tro de um gi­gan­te dis­co de par­me­são, sob olha­res aten­tos de co­men­sais – al­guns até flam­bam a mas­sa, pa­ra o show fi­car re­al­men­te com­ple­to.

Mas pou­cos sa­bem que um dos pi­o­nei­ros a pra­ti­car es­se ser­vi­ço foi o Ta­ti­ni, que com­ple­tou 35 anos na ca­pi­tal pau­lis­ta. O fa­mo­so lin­gui­ne nel gra­na pa­da­no, mas­sa mis­tu­ra­do ao quei­jo ita­li­a­no e cre­me de lei­te à fren­te do cli­en­te, é o car­ro-che­fe do tra­di­ci­o­nal res­tau­ran­te, co­man­da­do ho­je por Fa­bri­zio Ta­ti­ni. Fre­quen­ta­do por uma cli­en­te­la fi­el, é da­que­les lu­ga­res com mui­ta his­tó­ria pa­ra con­tar e, in­fe­liz­men­te, eu, Ju­li­e­ta, e Ro­meu, es­tá­va­mos sem vi­si­tá-lo há al­guns bons anos.

Por is­so que veio em boa ho­ra a no­vi­da­de: em ju­lho, a fa­mí­lia Ta­ti­ni de­ci­diu ex­pan­dir seus ne­gó­ci­os e abriu o Ca­si­mi­ro, com co­zi­nha sob a ba­tu­ta de Thi­a­go Ta­ti­ni, ne­to do fun­da­dor do res­tau­ran­te, Mario Ta­ti­ni.

Por mais que fi­quem na mes­ma re­gião dos Jar­dins, não es­pe­re se­me­lhan­ça no am­bi­en­te das du­as ca­sas. En­quan­to o Ta­ti­ni es­tá den­tro de um flat, com de­co­ra­ção an­ti­qua­da, o Ca­si­mi­ro dá um ba­nho de bom gos­to, com uma fe­liz mes­cla de con­for­to e mo­der­ni­da­de. Ocu­pan­do o quar­to an­dar do char­mo­so edi­fí­cio San­tos Au­gus­ta, pro­je­ta­do pe­lo ar­qui­te­to Isay Wein­feld, a no­va ca­sa man­te­ve mes­mo ní­vel em seu in­te­ri­or. “Bem clas­su­do!”, sur­pre­en­deu-se Ro­meu lo­go ao en­trar. Bar su­per­con­vi­da­ti­vo com pol­tro­nas al­tas; me­sas de ma­dei­ra rús­ti­ca e ou­tras de már­mo­re bran­co, sem to­a­lhas; so­fás es­pa­ço­sos de cou­ro em ilu­mi­na­ção in­ti­mis­ta fa­zem par­te do am­bi­en­te, que ain­da se es­ten­de pa­ra uma gran­de va­ran­da. Mas o des­ta­que es­tá no meio do sa­lão: se no Ta­ti­ni o lin­gui­ne é pre­pa­ra­do à me­sa, aqui ele tem uma es­ta­ção exclusiva, pa­ra o de­lei­te de to­dos os curiosos.

“O le­gal é que tem mui­tas fa­mí­li­as, en­gra­va­ta­dos da re­gião e ca­sais”, ob­ser­vou meu par­cei­ro so­bre os cli­en­tes na noi­te de nos­sa vi­si­ta. Por

O sa­lão ele­gan­te do Ca­si­mi­ro, no­va ca­sa da fa­mí­lia Ta­ti­ni

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.