OS REIS DO PMDB

UM DIA DIFICIL PA­RA RE­NAN, SAR­NEY, JUCA E CU­NHA

Metro Brazil (ABC) - - Front Page - MAR­CE­LO FREITAS METRO BRASÍLIA

Sur­pre­en­di­dos pe­los pe­di­dos de pri­são fei­tos pe­lo pro­cu­ra­dor-ge­ral da Re­pú­bli­ca, Ro­dri­go Ja­not, ca­ci­ques do PMDB di­re­ci­o­na­rão as aten­ções ao mi­nis­tro do STF (Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral) Te­o­ri Za­vasc­ki, a quem ca­be­rá de­ci­dir o fu­tu­ro do pro­ces­so. Es­tão na mi­ra de Ja­not os pre­si­den­tes do Se­na­do, Re­nan Ca­lhei­ros (PMDB-AL), con­tra quem o pro­cu­ra­dor tam­bém pe­de afas­ta­men­to do car­go; e da Câ­ma­ra, o já afas­ta­do Edu­ar­do Cu­nha (PMDB-RJ); o se­na­dor e ex-mi­nis­tro do Pla­ne­ja­men­to Ro­me­ro Ju­cá (PMDB-RR); e o ex-pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca Jo­sé Sar­ney (PMDB-AP) – que, por ter 86 anos, fi­ca­ria em ca­sa, mas usan­do tor­no­ze­lei­ra ele­trô­ni­ca; A in­for­ma­ção foi di­vul­ga­da on­tem pe­lo jor­nal “O Glo­bo”.

Ja­not usou co­mo ar­gu­men­tos as gra­va­ções fei­tas pe­lo ex-pre­si­den­te da Trans­pe­tro Sér­gio Ma­cha­do pa­ra acu­sar os fi­gu­rões pe­e­me­de­bis­tas de ten­ta­ti­va de obs­tru­ção das in­ves­ti­ga­ções da ope­ra­ção Lava Jato. No ca­so de Cu­nha, o pro­cu­ra­dor apon­ta que o de­pu­ta­do, mes­mo afas­ta­do des­de 5 de maio, tem “sis­te­ma­ti­ca­men­te” atu­a­do pa­ra atra­pa­lhar os tra­ba­lhos. Os qua­tro acu­sa­dos ne­gam as acu­sa­ções (leia abai­xo). De­ci­são co­le­gi­a­da Em­bo­ra Te­o­ri pos­sa de­ci­dir so­zi­nho, in­clu­si­ve pe­lo ar­qui­va­men­to, a pre­sen­ça do pre­si­den­te do Con­gres­so no rol de sus­pei­tos de­ve­rá le­var a de­ci­são fi­nal pa­ra o ple­ná­rio da Cor­te.

Não há pra­zo pa­ra a aná­li­se do pe­di­do. O pro­ces­so cor­re em si­gi­lo, mas o va­za­men­to foi cri­ti­ca­do pe­lo mi­nis­tro Gil­mar Men­des. “É pro­ces­so ocul­to, pe­de-se si­gi­lo, mas di­vul­ga-se pa­ra a im­pren­sa que tem um pro­ces­so aqui [no STF]. Is­so é uma brin­ca­dei­ra com o Su­pre­mo”, pro­tes­tou. Co­mo fun­ci­o­na Ca­so as pri­sões de Re­nan e Ju­cá se­jam apro­va­das, o Se­na­do é co­mu­ni­ca­do e te­rá 48h pa­ra de­ci­dir, em vo­ta­ção no ple­ná­rio, se as au­to­ri­za ou não. A de­cre­ta­ção da res­tri­ção de li­ber­da­de de Cu­nha e Sar­ney se­ria cum­pri­da ime­di­a­ta­men­te. Si­lên­cio no go­ver­no Os pe­di­dos de pri­são cau­sa­ram cons­tran­gi­men­to no go­ver­no. O pre­si­den­te in­te­ri­no, Mi­chel Te­mer, pre­si­den­te li­cen­ci­a­do do PMDB, evi­tou dar de­cla­ra­ções, ape­sar de ter dis­cu­ti­do o as­sun­to em reu­nião com mi­nis­tros mais pró­xi­mos e lí­de­res par­ti­dá­ri­os.

“Não acho na­da. Es­tou aguar­dan­do os des­do­bra­men­tos dos acon­te­ci­men­tos pa­ra aí eu achar al­gu­ma coi­sa”, afir­mou o mi­nis­tro Ged­del Vi­ei­ra Li­ma (Ca­sa Ci­vil).

O Pa­lá­cio do Pla­nal­to te­me que a cri­se po­lí­ti­ca te­nha im­pac­to nas vo­ta­ções de me­di­das de re­cu­pe­ra­ção da eco­no­mia na Câ­ma­ra e no Se­na­do.

O pro­ces­so de im­pe­a­ch­ment da pre­si­den­te afas­ta­da, Dilma Rous­seff, tam­bém pre­o­cu­pa. Nu­ma even­tu­al saí­da de Re­nan, o vi­ce-pre­si­den­te do Se­na­do, o pe­tis­ta Jor­ge Vi­a­na (AC), as­su­mi­ria a con­du­ção dos tra­ba­lhos. Cau­te­la no Con­gres­so PT e PMDB evi­ta­ram co­men­tá­ri­os mais efu­si­vos so­bre o pe­di­do e de­vem aguar­dar o STF se pro­nun­ci­ar.

O lí­der do PV no Se­na­do, Ál­va­ro Di­as (PR), dis­se que a me­lhor so­lu­ção se­ria uma re­nún­cia co­le­ti­va no Exe­cu­ti­vo e Le­gis­la­ti­vo, con­si­de­ra­da até por ele mes­mo co­mo im­pos­sí­vel, pa­ra per­mi­tir no­vas elei­ções. “É uma tra­gé­dia po­lí­ti­ca”, re­su­miu.

| SÉR­GIO LI­MA/FOLHAPRESS

Te­o­ri não tem pra­zo pa­ra de­ci­dir so­bre pri­sões

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.