O DIA EM QUE ALI ESTEVE EM POR­TO ALE­GRE

Ne­gó­cio. Muham­mad Ali vi­si­tou a ca­pi­tal gaú­cha pa­ra com­prar au­to­mó­veis

Metro Brazil (ABC) - - Esporte - VAL­TER JUNIOR METRO POR­TO ALE­GRE

Foi na zo­na nor­te de Por­to Ale­gre que Muham­mad Ali pas­sou a mai­or par­te das ho­ras em que esteve na ci­da­de. A len­da do bo­xe, que mor­reu na sex­ta-fei­ra pas­sa­da, esteve na ca­pi­tal gaú­cha em abril de 1987 pa­ra fa­zer investimentos em uma fá­bri­ca de au­to­mó­veis pa­ra re­ven­dê-los no ex­te­ri­or.

Após pas­sar al­guns di­as em Curitiba, on­de vi­si­tou a fá­bri­ca da Pu­ma, Ali che­gou em Por­to Ale­gre pa­ra ne­go­ci­ar a com­pra de car­ros Miu­ra, mas o ne­gó­cio não foi fe­cha­do. O ex-bo­xe­a­dor pas­se­ou pe­la ave­ni­da Ser­tó­rio em um mo­de­lo Tar­ga con­ver­sí­vel. À noi­te, foi a uma chur­ras­ca­ria da re­gião.

“Ele che­gou num dia e foi em­bo­ra nou­tro. É di­fí­cil achar um ca­ra com es­sa fa­ma que se­ja tão gen­til quan­to ele”, re­la­ta Itel­mar Gob­bi, um dos só­ci­os da Miu­ra, fá­bri­ca fe­cha­da no co­me­ço dos anos 1990. Seu só­cio, Al­do Bes­son, foi quem te­ve a hon­ra de an­dar de car­ro com Ali. O ne­gó­cio, po­rém, não foi con­cre­ti­za­do. “Não fe­cha­mos, pois ele não sa­bia o que pre­ci­sa­va pa­ra pro­je­tar o ne­gó­cio. Ele fi­nan­ci­a­va, mas não era ele quem iria com­prar os car­ros”, ex­pli­ca Gob­bi, que na sua me­mó­ria acre­di­ta que Ali esteve na ci­da­de no co­me­ço dos anos 1980, en­tre 1981 e 1982. O que im­por­ta é que Ali esteve no Bra­sil.

MICHAELFRESCO/EVENINGSTANDARD/ HULTONARCHIVE/GETTYIMAGESIA

Ali bus­ca­va investimentos na ci­da­de Os car­ros Miu­ra fo­ram fa­bri­ca­dos até o co­me­ço dos anos 1990

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.