Pre­si­den­te afas­ta­da ne­ga cri­me

Metro Brazil (ABC) - - {Brazil} -

Pa­ra a pre­si­den­te afas­ta­da, Dil­ma Rous­seff, a con­clu­são da pe­rí­cia do Se­na­do com­pro­va que a de­nún­cia do im­pe­a­ch­ment não apon­ta a prá­ti­ca de cri­me de res­pon­sa­bi­li­da­de. “En­tão, ca­da dia que pas­sa, fi­ca mais cla­ro que es­se é um pro­ces­so de im­pe­a­ch­ment sem ba­se le­gal. E por is­so, se ca­rac­te­ri­za­ria co­mo um gol­pe”, dis­se, em en­tre­vis­ta à rá­dio “Gu­aí­ba”.

Dil­ma en­fa­ti­zou que em ne­nhum mo­men­to foi aler­ta­da so­bre ir­re­gu­la­ri­da­des na edi­ção de de­cre­tos.

A pe­tis­ta tam­bém afir­mou on­tem, à “Agên­cia Pú­bli­ca”, que se re­tor­nar ao go­ver­no irá tra­ba­lhar por uma tran­si­ção nos úl­ti­mos dois anos de man­da­to. “Eu fa­rei ba­si­ca­men­te um go­ver­no de tran­si­ção. O que nós te­mos de ga­ran­tir nes­te mo­men­to é a qu­a­li­da­de da de­mo­cra­cia no Bra­sil”, de­cla­rou.

Ho­je, Dil­ma re­ce­be­rá mo­vi­men­tos so­ci­ais no Pa­lá­cio da Al­vo­ra­da. O gru­po pre­ten­de en­ca­mi­nhar uma pro­pos­ta de ple­bis­ci­to pa­ra an­te­ci­par as elei­ções pre­si­den­ci­ais.

La­dos opos­tos

Na Co­mis­são do Im­pe­a­ch­ment, a re­a­ção en­tre os se­na­do­res foi di­ver­sa. “A pe­rí­cia vem exa­ta­men­te re­for­çar aqui­lo que di­zía­mos o tem­po in­tei­ro: pa­ra se ca­rac­te­ri­zar o cri­me de res­pon­sa­bi­li­da­de do pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca, é pre­ci­so sua par­ti­ci­pa­ção di­re­ta”, dis­se Hum­ber­to Costa (PT-PE).

“Hou­ve da­no ao Erá­rio. Dil­ma po­de ser res­pon­sa­bi­li­za­da por ação ou por omis­são”, re­ba­teu Si­mo­ne Te­bet (PMDB-MS).

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.