‘Li­xões’ cus­tam ca­ro pa­ra San­to André

Va­lor gas­to pa­ra lim­par pon­tos de des­car­te ir­re­gu­lar pa­ga­ria a cons­tru­ção de cin­co no­vas es­ta­ções por mês

Metro Brazil (ABC) - - Front Page - VA­NES­SA SELICANI

O des­car­te ir­re­gu­lar de lixo cus­ta ca­ro não só pa­ra a vi­zi­nhan­ça que pre­ci­sa con­vi­ver com mon­ta­nhas mal­chei­ro­sas de su­jei­ra, mas tam­bém aos co­fres pú­bli­cos.

Le­van­ta­men­to re­a­li­za­do pe­lo Se­ma­sa (Ser­vi­ço Mu­ni­ci­pal de Sa­ne­a­men­to Am­bi­en­tal de San­to André) mos­tra que os cus­tos men­sais com a lim­pe­za des­ses “pe­que­nos li­xões” es­pa­lha­dos pe­la ci­da­de se­ri­am su­fi­ci­en­tes pa­ra cons­truir cin­co no­vas es­ta­ções de co­le­ta ou ins­ta­lar 5,5 mil li­xei­ras nas ru­as to­dos os me­ses.

A au­tar­quia gas­ta R$ 500 mil por mês pa­ra lim­par 100 pon­tos con­si­de­ra­dos vi­ci­a­dos. Eles são en­de­re­ços on­de, mes­mo após a re­ti­ra­da do ma­te­ri­al, as pes­so­as con­ti­nu­am a dei­xar lixo.

De­po­si­tar su­jei­ra nas ru­as é con­si­de­ra­do cri­me am­bi­en­tal, que ren­de mul­ta de até R$ 35 mil na ci­da­de. Des­de o iní­cio do ano, 25 pes­so­as re­ce­be­ram ad­ver­tên­cia ou au­to de in­fra­ção am­bi­en­tal por con­ta da ir­re­gu­la­ri­da­de em San­to André. O nú­me­ro é mai­or do que em to­do o ano pas­sa­do, quan­do 10 pes­so­as fo­ram fla­gra­das dei­xan­do lixo em local proi­bi­do.

Ape­sar do cres­ci­men­to, o Se­ma­sa ad­mi­te que as au­tu­a­ções são ra­ras por con­ta da di­fi­cul­da­de de se iden­ti­fi­car o in­fra­tor.

Pa­ra ini­bir os pon­tos, for­ma­dos prin­ci­pal­men­te por res­tos de ma­te­ri­al de cons­tru­ção e mó­veis ve­lhos, a au­tar­quia es­ten­deu o ho­rá­rio de aten­di­men­to das es­ta­ções de co­le­ta, es­pa­ços au­to­ri­za­dos pa­ra re­ce­ber es­se ti­po de ma­te­ri­al. Das 18 exis­ten­tes, 11 fun­ci­o­nam das 8h às 19h, to­dos os di­as da se­ma­na.

Tam­bém fo­ram im­plan­ta­das in­ter­fe­rên­ci­as ur­ba­nís­ti­cas nos pon­tos vi­ci­a­dos, co­mo re­cons­tru­ção de cal­ça­das, plan­tio de ár­vo­res e até a ins­ta­la­ção de blo­quei­os pa­ra impedir a en­tra­da de ca­mi­nhões em al­guns en­de­re­ços.

Os bair­ros mais pro­ble­má­ti­cos são Jar­dim San­to André, Jar­dim Al­zi­ra Fran­co, Par­que Ca­pu­a­va e Vi­la Sa­ca­du­ra Ca­bral.

O Se­ma­sa afir­ma ter con­se­gui­do re­du­zir a quan­ti­da­de de pon­tos vi­ci­a­dos nos úl­ti­mos anos. Em 2013, exis­ti­am 136 de­les na ci­da­de, 36 a mais que atu­al­men­te. Os 100 re­gis­tra­dos ofi­ci­al­men­te ho­je fo­ram res­pon­sá­veis por 18 mil to­ne­la­das de lixo des­de o iní­cio do ano.

De­pois

| TI­A­GO SIL­VA/ METRO ABC | DIVULGAÇÃO/SE­MA­SA

Ave­ni­da Lau­ro Gomes tem um dos 100 pon­tos de des­car­te ir­re­gu­lar de lixo da ci­da­de Local ga­nhou es­ca­da e jar­dim

Antes

| DIVULGAÇÃO/SE­MA­SA

Rua das Mi­nas, no Sí­tio dos Vi­a­nas

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.