R$ 102,6 mi­lhões blo­que­a­dos de Pau­lo Ber­nar­do e Vac­ca­ri

Cus­to Brasil. Jus­ti­ça Fe­de­ral de­ter­mi­na que con­tas de ex-mi­nis­tro e ex-te­sou­rei­ro do PT se­jam se­ques­tra­das. Par­ti­do tam­bém te­ve blo­queio de con­ta, mas con­se­guiu li­be­rá-la

Metro Brazil (ABC) - - Brasil - Ve­ja a ín­te­gra da de­ci­são ju­di­ci­al em me­tro­jor­nal.com.br

A Jus­ti­ça Fe­de­ral, em São Pau­lo, de­ter­mi­nou o blo­queio de R$ 102,6 mi­lhões de mais de 40 pes­so­as e em­pre­sas in­ves­ti­ga­das na Ope­ra­ção Cus­to Brasil, des­do­bra­men­to da La­va Ja­to, que apu­ra um es­que­ma de des­vio de ver­bas no Mi­nis­té­rio do Pla­ne­ja­men­to.

Pe­la de­ci­são do juiz Pau­lo Bu­e­no de Aze­ve­do, da 6ª Va­ra Cri­mi­nal Fe­de­ral de São Pau­lo, o PT (Par­ti­do dos Trabalhadores), o ex-mi­nis­tro Pau­lo Ber­nar­do e o ex-te­sou­rei­ro do PT, João Vac­ca­ri Ne­to, es­tão en­tre os que ti­ve­ram bens blo­que­a­dos. O PT, no en­tan­to, já con­se­guiu des­blo­que­ar seus bens (leia mais ao la­do). A de­ci­são ju­di­ci­al é de 3 de ju­nho, quan­do a ação es­ta­va sob si­gi­lo, e só foi di­vul­ga­da on­tem.

De acor­do com a de­ci­são do juiz, o es­que­ma de cor­rup­ção des­vi­ou um to­tal de R$ 102.677.695,35 e al­gu­mas pes­so­as ou ins­ti­tui­ções fo­ram de­ci­si­vas pa­ra a exe­cu­ção dos cri­mes, en­tre elas Vac­ca­ri, Pau­lo Ber­nar­do e o PT.

Di­an­te dis­so, ain­da se­gun­do a ação, elas pos­su­em res­pon­sa­bi­li­da­de so­li­dá­ria so­bre o to­tal des­vi­a­do e ti­ve­ram os bens blo­que­a­dos pa­ra ga­ran­tir o res­sar­ci­men­to do pre­juí­zo que cau­sa­ram.

So­bre Pau­lo Ber­nar­do, o ma­gis­tra­do afir­ma em sua de­ci­são que “sua par­ti­ci­pa­ção, co­mo vis­ta nos au­tos, foi de­ci­si­va no es­que­ma”.

Ex-mi­nis­tro dos go­ver­nos Lu­la e Dil­ma, Pau­lo Ber­nar­do che­gou a ser pre­so pe­la Po­lí­cia Fe­de­ral no úl­ti­mo dia 23, mas a pri­são foi re­vo­ga­da pe­lo mi­nis­tro Di­as Tof­fo­li, do STF, no dia 29.

Ma­ri­do da se­na­do­ra Glei­si Hoff­mann (PT-PR), o pe­tis­ta é apon­ta­do co­mo um dos be­ne­fi­ciá­ri­os de pro­pi­nas de con­tra­tos do Mi­nis­té­rio do Pla­ne­ja­men­to com em­pre­sas de tecnologia, que te­ri­am si­do pa­gas de 2010, quan­do ele co­man­da­va a pas­ta, até 2015.

Já so­bre João Vac­ca­ri Ne­to e o PT, o juiz afir­mou, em sua de­ci­são, que o Par­ti­do dos Trabalhadores se­ria o prin­ci­pal be­ne­fi­ciá­rio do es­que­ma e o ex-te­sou­rei­ro da le­gen­da, o men­tor dos des­vi­os. Vac­ca­ri foi pre­so há mais de um ano na Ope­ra­ção La­va Ja­to.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.