TU­DO OCUPADO

Fal­ta 1 mês. Mi­nis­té­rio da Jus­ti­ça as­su­me a se­gu­ran­ça dos equi­pa­men­tos olím­pi­cos. Agen­tes da For­ça Na­ci­o­nal che­gam ao Rio de Ja­nei­ro, pa­ra alí­vio dos ca­ri­o­cas pre­o­cu­pa­dos com a vi­o­lên­cia, mas con­tin­gen­te te­rá qua­se 4 mil a me­nos

Metro Brazil (ABC) - - Esporte -

Já se pas­sa­ram 2.469 di­as des­de que o Rio de Ja­nei­ro foi es­co­lhi­do pa­ra ser se­de da 31a edi­ção dos Jo­gos Olím­pi­cos da Era Mo­der­na. Ho­je, a 30 di­as pa­ra a Ce­rimô­nia de Aber­tu­ra, a ca­pi­tal flu­mi­nen­se co­me­ça a vi­ver o cli­ma do mai­or even­to es­por­ti­vo do mun­do. As ru­as já re­ce­be­ram a de­co­ra­ção ofi­ci­al e os pro­me­ti­dos agen­tes de se­gu­ran­ça co­me­çam a che­gar à ci­da­de.

On­tem, o Mi­nis­té­rio da Jus­ti­ça as­su­miu a se­gu­ran­ça pa­tri­mo­ni­al das are­nas olím­pi­cas, com a For­ça Na­ci­o­nal de Se­gu­ran­ça Pú­bli­ca, que fi­ca­rá res­pon­sá­vel pe­lo cer­ca­men­to das ins­ta­la­ções, equi­pa­men­tos de raio-X e re­vis­ta do pú­bli­co. O efe­ti­vo, no en­tan­to, se­rá me­nor do que o pro­me­ti­do ini­ci­al­men­te. A es­ti­ma­ti­va é de que 5 mil a 6 mil agen­tes es­te­jam no Rio –

21 mil

agen­tes das For­ças Ar­ma­das vão se so­mar aos 5 mil da For­ça Na­ci­o­nal, pa­ra pa­tru­lhar as vi­as ex­pres­sas. qua­se 4 mil a me­nos do que o pre­vis­to. A es­ca­la de fol­gas foi re­du­zi­da de 2 pa­ra 1 pa­ra cum­prir o pla­ne­ja­men­to.

Tam­bém foi ati­va­do o Sis­te­ma In­te­gra­do de Co­man­do e Con­tro­le (SICC), que tem a fun­ção de co­or­de­nar a in­te­gra­ção da Ope­ra­ção de Se­gu­ran­ça dos Jo­gos. Se­gun­do o mi­nis­tro da Jus­ti­ça, Ale­xan­dre de Mo­ra­es, to­dos os efe­ti­vos da For­ça Na­ci­o­nal, da Po­lí­cia Fe­de­ral e da Po­lí­cia Ro­do­viá­ria Fe­de­ral es­ta­rão em seus pos­tos até o dia 24 – quan­do a Vi­la Olímpica abre su­as por­tas pa­ra re­ce­ber as de­le­ga­ções.

On­tem, na ce­rimô­nia que mar­cou um mês pa­ra o iní­cio dos Jo­gos, Mo­ra­es mi­ni­mi­zou a cri­se do Es­ta­do do Rio de Ja­nei­ro, os pro­tes­tos dos po­li­ci­ais e a ame­a­ça de ata­ques ter­ro­ris­tas. “Não te­mos pro­ba­bi­li­da­de de al­gum even­to ter­ro­ris­ta. A pos­si­bi­li­da­de exis­te no mun­do to­do, mas não há a pro­ba­bi­li­da­de. Mas tra­ba­lha­mos co­mo se hou­ves­se.”

Ti­ro na Ave­ni­da Brasil

Na noi­te de se­gun­da-fei­ra, o re­tro­vi­sor de um car­ro da For­ça Na­ci­o­nal foi atin­gi­do por um ti­ro na Ave­ni­da Brasil. Se­gun­do o Mi­nis­té­rio da Jus­ti­ça, o epi­só­dio não te­ve re­la­ção com o tra­ba­lho da tro­pa nos Jo­gos. Nin­guém se fe­riu.

FERNANDO FRAZÃO/AGÊN­CIA BRASIL

Agen­tes da For­ça Na­ci­o­nal ocu­pam o Par­que Olím­pi­co, na Bar­ra da Ti­ju­ca

| LUIZ SOUZA /FOTOARENA/FOLHAPRESS

Er­ro de cál­cu­lo: pos­te na ci­clo­via do Par­que Olím­pi­co

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.