Sa­lá­rio mí­ni­mo de­ve­ria ser de R$ 3.940,24

Metro Brazil (ABC) - - Economia -

Em ju­nho, o sa­lá­rio mí­ni­mo ne­ces­sá­rio pa­ra a ma­nu­ten­ção de uma fa­mí­lia de qua­tro pes­so­as de­ve­ria equi­va­ler a R$ 3.940,24, ou 4,48 ve­zes mais do que o pi­so na­ci­o­nal, de R$ 880. Se­gun­do o Di­e­e­se (De­par­ta­men­to In­ter­sin­di­cal de Es­ta­tís­ti­cas e Es­tu­dos So­ci­o­e­conô­mi­cos), em maio, o mí­ni­mo ne­ces­sá­rio cor­res­pon­deu a R$ 3.777,93, ou 4,29 ve­zes o pi­so vi­gen­te.

O va­lor é cal­cu­la­do com ba­se na ces­ta bá­si­ca mais ca­ra en­tre as 27 ca­pi­tais. Em ju­nho, o mai­or va­lor foi re­gis­tra­do em São Pau­lo (R$ 469,02).

Com for­te al­ta dos pre­ços do fei­jão, lei­te e man­tei­ga, a ces­ta bá­si­ca au­men­tou em 26 das 27 ca­pi­tais do Bra­sil no mês pas­sa­do. As mai­o­res al­tas ocor­re­ram em Flo­ri­a­nó­po­lis (10,13%), Goi­â­nia (9,40%), Ara­ca­ju (9,25%) e Porto Ve­lho (8,15%). A úni­ca que­da acon­te­ceu em Ma­naus (-0,54%).

Porto Ale­gre (R$ 465,03) tem a se­gun­da ces­ta mais ca­ra do país, se­gui­da por Flo­ri­a­nó­po­lis (R$ 463,24). Os me­no­res va­lo­res mé­di­os fo­ram ob­ser­va­dos em Na­tal (R$ 352,12) e Rio Bran­co (R$ 358,88).

Se­gun­do o Di­e­e­se, fei­jão, lei­te e man­tei­ga fi­ca­ram mais ca­ros em to­das as ca­pi­tais. O fei­jão ca­ri­o­qui­nha apre­sen­tou al­tas ex­pres­si­vas: de 16,48%, em Ma­ca­pá, a 106,96%, em Ara­ca­ju.

No ca­so do lei­te, os mai­o­res au­men­tos fo­ram em Flo­ri­a­nó­po­lis (26,54%), Porto Ale­gre (19,05%), Cam­po Gran­de (15,95%), Pal­mas (15,23%) e Curitiba (15,19%).

Com a al­ta do lei­te, a man­tei­ga tam­bém fi­cou mais ca­ra em to­das as ca­pi­tais, com des­ta­que pa­ra Cam­po Gran­de (23,90%), Ma­ca­pá (22,64%) e Goi­â­nia (17,52%).

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.