Lei­tor fa­la

Metro Brazil (ABC) - - Publimetro -

Ti­tãs Es­tou aba­la­da com a saí­da do Pau­lo Mi­klos dos Ti­tãs. Lo­go quan­do a ban­da ti­nha vol­ta­do ao som trans­gres­sor que os co­lo­cou na his­tó­ria da mú­si­ca bra­si­lei­ra com o ál­bum Nhe­en­ga­tu (2014), a re­por­ta­gem “Por car­rei­ra so­lo, Pau­lo Mi­klos dei­xa Ti­tãs”, do Me­tro Jor­nal de on­tem, foi co­mo um bal­de de água fria. Sou fã da ban­da des­de o co­me­ço da dé­ca­da de 1990 (era mui­to no­vo na épo­ca do Ca­be­ça Di­nos­sau­ro) e de­se­jo sor­te ao gru­po, que te­rá um de­sa­fio gi­gan­tes­co pe­la fren­te: so­bre­vi­ver a mais um des­fal­que em sua for­ma­ção. MA­RI­A­NA MON­TEI­RO – SÃO PAU­LO, SP Po­ke­mon GO Não da­va pa­ra ne­gar que o jo­go pa­ra ce­lu­lar “Po­ke­mon GO” iria ser um su­ces­so en­tre as cri­an­ças e os jo­vens adul­tos que, co­mo eu, cres­ce­ram as­sis­tin­do ao de­se­nho ani­ma­do e co­le­ci­o­nan­do os car­tões das per­so­na­gens. Ago­ra, é de fa­to um cho­que co­mo o apli­ca­ti­vo con­se­guiu ala­van­car as ações da aba­la­da Nin­ten­do, co­mo no­ti­ci­ou o Me­tro Jor­nal de on­tem na re­por­ta­gem “‘Po­ke­mon GO’ ele­va va­lor de mer­ca­do da Nin­ten­do”. De­pois de um con­so­le que fra­cas­sou e os vi­de­o­ga­mes por­tá­teis que per­de­ram o pú­bli­co, quem di­ria que a em­pre­sa se re­en­con­tra­ria pe­lo ce­lu­lar. JOÃO BE­NE­DI­TO – SÃO PAU­LO, SP

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.